quinta-feira, 30 de junho de 2011

MARCELO II "UM PAPA NÃO PODE ESCAPAR DO INFERNO!"

"Índice das Mentiras
"PASTOR" ESPÍRITA



I - MENTIRA




MENTIRA DO “PASTOR” LAURO CAMPOS, EM SUA FANTASIOSA APOSTILA "O ESTADO VATICANO":

”Papa Marcelo II, ano 1555, registrou em sua biografia: "Não sei como um papa poderá escapar do inferno!”






II - ONDE SE ENCONTRA





III - VERDADE DOCUMENTAL


PAPA MARCELO II (1555)
Resposta de: Fernando 
Nascimento



O Papa Marcelo II, ano 1555, NUNCA “registrou” NENHUMA “biografia”, faleceu 22 dias após sua eleição. Paulo IV, foi eleito no mesmo ano 1555 e pontificou até 1559. Se o espírita “pastor” acredita que os mortos fazem biografias, é um problema sério para este “espírita evangélico”. (Enciclopédia® Microsoft® Encarta 99).




COMENTÁRIOS

11/02/09
Juuh Campos
Cruz credo!

Vade retro, pastor!





14/07/09
OSWALDO





Por aí se vê que o protestantismo vive por conta das mentiras que propala enganando os indoutos, incautos, e católicos que não querem nada com nada. Estes, uma vez "convertidos", ACORDAM e, então, com todo o ardor passam a batalhar à sombra de Satanás, o pai da mentira (Jo 8,44).





"AO SOM DE CADA MOEDA QUE CAI, UMA ALMA SE DESPREGA..."




" ... JOGAM A MENTIRA NO AR PARA VER SE COLA" (Fernando Nascimento)


I - A MENTIRA


“Em 1513 o papa Leão V continuou com esse blefe, necessitando restaurar a igreja de S. Pedro que rachava, usou grandes cofres com dizeres absurdos que diziam: “Ao som de cada moeda que cai neste cofre uma alma desprega do purgatório e vai para o paraíso” (Taine [hyppolite Taine - imagem ao lado]).


Antes do papa Sixto IV [1471-84] ninguém ia para o "purgatório" porque não existia, surgiu com um decreto. Nos países protestantes e nas outras igrejas não há esse perigo, criaram-no só para almas Católicas... A igreja e o Vaticano nunca afirmaram quando uma determinada alma deixa o tal purgatório. Por anos seguidos celebram missas por uma mesma pessoa falecida ‘sempre que haja um simplório para pagar’.” (Igreja Evangélica Assembléia de Deus em Londrina)





II - ONDE ELA SE ENCONTRA


1. ASSEMBLÉIA DE DEUS EM LONDRINA

[NOTA: Foi suprimida esta mentira deste site, mas permanecem muitas outras]

2. EVANGÉLICO PERGUNTA EM "ANSWERS" E OUTRO RESPONDE



3 - IGREJA DO EVANGELHO QUADRANGULAR

Composição de imagens captadas em 04/11/2014 às 16:15h



III - A VERDADE



Autor: Oswaldo
15/06/07



RAZÕES LÓGICAS


Eta! E durma-se com tal barulho! Neste mesmo fórum HÁ UM TÓPICO em que os rebelados afirmam que o "PURGATÓRIO" foi inventado em 503!!!... Hehehe!!!! É nisto que dá inventar POTOCA sem antes combinar com seus co-irmãos! Entretanto, convenhamos, como combinar alguma coisa com as mais de 50.000 dissidências em que se encontra pulverizado o protestantismo? Ademais, para quê tanto trabalho??? Os “Crentes” são, efetivamente, muito crentes (crédulos) e então, podem-se contar-lhes as mais desconjuntadas MENTIRAS que eles acreditam. Coitados!!!!.

Os "Crentes" creem na Bíblia e em todas as potocas que seus pastores lhes contam.


RAZÕES DOCUMENTADAS

Sempre que podem os mentirosos se valem de escritores ateus, gays e de outros rebelados para fazer suas citações espúrias. Chegam a citar autores protestantes como fonte das “verdades” protestantes, tais como Hector Macpherson, David Yallop, Avro Manhattan, Mary Schultze, Eric Jon Phelps, Ralph Woodrow etc.

O caso Hyppólite Taine, que se deixava dominar por seu ódio à Igreja e ao clero, citado na MENTIRA copiada acima, segundo seus críticos não merece crédito algum:

"... ele não faz de seu método um MÉTODO CIENTÍFICO: não coleta sistemática de dados, nem documentação, nem elaboração de hipóteses”.


Ver em: http://br.geocities.com/camigopino/haula8.doc

Era admirador da escandalosa Madame Bovary sobre a qual Gustave Flaubert escreveu um romance repudiado pela sociedade por exaltar o adultério e ser ofensivo à religião e à moral.

Ver em: http://pt.wikipedia.org/wiki/Madame_Bovary

Quanto ao PUGATÓRIO, os próprios protestantes se desmentem a si mesmos conforme já disse acima.

Ver: 
http://www.orkut.com/CommMsgs.aspx?cmm=30891250&tid=2532946504608555081

==============================


24/10/08
Fernando


Enquanto eles ficam forjando datas para o purgatório ... assim, dizia o Bispo São Cipriano (210-258):

“Uma coisa é esperar o perdão e outra entrar na eterna glória; uma coisa é ser metido no cárcere e dele não sair, enquanto não for pago o último ceitil, e outra coisa é receber imediatamente a recompensa da fé e da virtude; uma coisa é penar muito tempo e purificar-se nas chamas do Purgatório e outra coisa é ter removido todos os pecados, pelo martírio”. (Na luz Perpétua, 5ª edição, Pe. J. B. Lehmann, Ed. Lar Católico - MG, 1959).

Se o purgatório não existia para os cristãos primitivos, por que São Cipriano o citava entre os modos de salvação?

Não precisam responder, senhores protestantes. Eu só queria entender.

=======================================



 01/10/09
Fernando

Caro Oswaldo, bastou você denunciar e a Assembléia de Deus já correu para tirar o seu primeiro site denunciado do ar.

Dá para ver que eles jogam a mentira para o ar, para ver se cola.



Cai a farsa..

Autor:Oswaldo em 15/06/2007
Fonte: Mentiras em Sites Religiosos (Suprimida pelo Orkut)
Gosta de DEBATES? 
Acesse "Mentiras em Sites Religiosos-MSR-4
 no Grupia e 
no Face Book
Veja também o Índice das Mentiras em GOOGLE+
Acesse também:

.

QUE OS PROTESTANTES MENTEM ESTÁ MAIS QUE PROVADO...

QUE OS CATÓLICOS METEM AINDA NINGUÉM CONSEGUIU PROVAR


440 - LEÃO I, O PRIMEIRO PAPA, BAJULAVA VALENTIANO III EM 445


I - A MENTIRA

“O Papa Leão I, ano 440, impôs mais respeito prescrevendo "Resistir a sua autoridade seria ir para o inferno" — Este papa aumentou sua influência bajulando o imperador Valentiniano III no ano 445, que cedeu a pretensão dele de exercer autoridade sobre as igrejas até então nas mãos do Estado.”



quarta-feira, 29 de junho de 2011

PAPA - LEÃO I FOI O PRIMEIRO PAPA


I -A MENTIRA


“O Papa Leão I, ano 440, é mencionado pelos historiadores como o primeiro Papa” – (Divinópolis Jornal)







II - ONDE ELA SE ENCONTRA



2. ASSEMBLÉIA DE DEUS (Se fosse de Deus, seus membros não mentiriam tanto!)









III - A VERDADE
Autor da denúncia: Oswaldo
25/09/08


DEMONSTRAÇÃO LÓGICA/DOCUMENTAÇÃO:- O importante nesta história não é o fato de, em determinada época, o bispo de Roma começar a ser chamado como PAPA. Não obstante isto aqui quero provar:

1 – QUE A FUNÇÃO EXERCIDA PELO “PAPA” SEGUNDO DOCUMENTAÇÃO É COMPROVAMENTE MUITO ANTERIOR À DATA APRESENTADA

2 – QUE A DATA ACIMA É MENTIROSA




1 - A FUNÇÃO DE “PAPA” – Quando algum documento registra determinado fato não significa que tal fato começou a existir a partir daí e sim que nesta época ele já existia.

Em 249 Cipriano fala da autoridade papal com a seguinte frase:

“Estar em comunhão com o Papa é estar em comunhão com a Igreja Católica.” (Epist. 55, n.1, Hartel, 614);

Em 367 o historiador Optato de Milevi  registrou: 

"Na cidade de Roma, quem por primeiro se sentou na cátedra episcopal foi o Apóstolo Pedro, ele que era a cabeça de toda a Igreja, (...) Os apóstolos nada decidiam sem estar em comunhão com esta única cátedra (...) Recorde a origem desta cátedra, todos que reivindicam o nome da Santa Igreja Católica..." (O Cisma Donatista 2:2).

Voltemos a Cipriano.

Outra evidência encontramos em sua Epístola 59. Nela vemos como alguns hereges em conflito com São Cipriano recorrem à Igreja de Roma por meio de cartas para que o Papa atue em favor deles. Embora São Cipriano não veja com bons olhos esta atitude, porque segundo o seu critério eles deveriam defender sua posição perante o seu próprio bispo, isto demonstra que, inclusive da parte dos cismáticos, havia o conhecimento de que a autoridade da Igreja de Roma era superior a das demais e, por isso, apelavam a ela. É notável também como nessa epístola São Cipriano se refere à Igreja de Roma como "a cátedra de Pedro" e a Igreja principal de onde brotou a unidade do sacerdócio: ad ecclesiam principalem unde unitas sacerdotalis exorta est”.

"Não bastou para eles afastarem-se do Evangelho, em arrancar dos hereges a esperança do perdão e da penitência, em se afastar de todo sentimento e fruto de penitência aos que se envolveram em roubos ou foram manchados com o adultério ou contaminados com o funesto contágio dos sacrifícios [aos ídolos], de forma que estes já não rogam a Deus nem confessam os seus pecados na Igreja. Não se contentaram em constituir fora da Igreja e contra a Igreja um conventículo de facção corrompida, para acolher a corja daqueles que têm má consciência e não querem nem rogar a Deus e nem fazer penitência. Depois disto tudo, todavia, tendo nomeado um falso bispo - criação dos hereges - tiveram a audácia de agirem como vítimas e de remeter cartas da parte dos cismáticos e profanos à cátedra de Pedro, à Igreja principal de onde brotou a unidade do sacerdócio; e nem sequer pensaram que aqueles são os mesmos romanos cuja fé abalou o Apóstolo [Paulo] quando lhes pregou, aos que não deveriam ter acesso à perfídia. Por que foram além em anunciar que tinha sido criado um pseudo-bispo contra os bispos? Porque se sentem satisfeitos do que fizeram e com isso perseveram em seu crime, ou se arrependeram e se retrataram, já sabendo para onde deverão voltar. Porque foi estabelecido por todos nós que é coisa razoável e justa que a causa de cada um seja tratada ali onde se cometeu o crime e que cada um dos pastores tem adstrita uma porção da grei, onde cada um deve reger e governar, prestando conta de seus atos ao Senhor. Portanto, os que são nossos súditos não devem andar daqui pra lá, nem devem ferir a coerente concórdia dos bispos com sua audácia astuta e enganosa, devendo defender sua causa ali [no mesmo local] onde pode haver acusadores e testemunhas de seu crime. A não ser que se creia que a autoridade dos bispos estabelecidos na África é demasiadamente pequena para esses poucos desesperados e pervertidos" (Epist. 59, 14).

2 – DATA MENTIROSA – Com a arqueologia podemos facilmente comprovar que a data apresentada no topo, isto é, ano de 440 é mentirosa.

Cubículo do diácono Severo - Pertencia a esse eclesiástico, que fora autorizado a escavá-lo pelo seu Papa Marcelino (296-304). Foi gravada no grande ambiente, numa trave marmórea que fechava um arcossólio, uma das mais importantes e sugestivas inscrições métricas da Roma subterrânea. Os primeiros versos da inscrição falam da propriedade do cubículo:

PAPA MARCELINO (296-304)
"O diácono Severo, autorizado pelo seu PP (papa) Marcelino, fez um cubículo duplo (formado por dois ambiente conjugados), com arcossólios e claraboia, para a tranquila morada na paz, sua e de seus caros, onde conservar no sono (para Deus) criador e juiz, por longo tempo, os caros membros ...".

A inscrição é importante do ponto de vista histórico, porque é o primeiro documento epigráfico em que o Bispo de Roma é nomeado com o título de "Papa" (pai). Desde então o termo foi usado como sinônimo do Bispo de Roma. A palavra não está gravada por inteiro, mas com a sigla PP, a mesma ainda usada pelos Papas em suas assinaturas.



Em 220 - "O título de papa é dado ao Bispo de Roma já por Tertuliano (+220 aproximadamente) no seu livro De pudicitia XIII 7, onde se lê: "Benedictus papa". É encontrado também numa inscrição do diácono Severo (296-304) achada nas catacumbas de São Calixto, em que se lê: "iussu p(a)p(ae) sul Marcellini" (="por ordem do Papa ou pai Marcelino")". (*)

Em 397 - "No fim do século IV a palavra Papa aplicada ao Bispo de Roma começa a exprimir mais do que afetuosa veneração; tende a tornar-se um título específico. Tenha-se em vista a interpelação colocada por S. Ambrósio (+397) numa de suas cartas: "Domino dilectissimo fratri Syriaci papae" (="Ao senhor diletíssimo irmão Siríaco Papa") (epístola 42).(*)
__________

(*) Dom Estêvão Bettencourt - Fonte: Revista "Pergunte e Responderemos" 


 COMENTÁRIOS



25/09/08
Fernando

Belo trabalho, Oswaldo. 


25/09/08
OSWALDO 

OUTROS SITES PROTESTANTES QUE REPETIRAM ESTA MESMA MENTIRA

1 - Graça Maior - Em Defesa das Verdades Bíblicas (hahaha!!!!! A Bíblia não conta mentira!)



5 - PORTAL NOVA DIMENSÃO - O ESTADO DO VATICANO - Este coloca o nascimento do Papado um pouquinho antes.

Faz citações de "historiadores" sem mencionar-lhes os nomes: "O papa Leão I (ano 440), impôs mais respeito prescrevendo que “Resistir a sua autoridade seria ir direto para o inferno” - Esse papa aumentou a influência bajulando o Imperador Valentiniano III no ano 445, que cedeu a pretensão dele de exercer autoridade sobre as Igrejas até então nas mãos do Estado.. Os historiadores viram nele “O Papado emergindo do Império Romano que desintegrava, herdando dele autoritarismo e o latim como língua”.


7 - SAULO DIAS - OFICIAL - CONTA A MESMA HISTÓRIA DO PORTAL NOVA DIMENSÃO

8 - DOCUMENTÁRIO - de ROBERTO HENRIQUE

9 - A VERDADE ESTÁ SEMPRE NA BÍBLIA - DEBATE ENTRE PASTORES E PADRES
(Hehehe!!!! A verdade está Bíblia e a mentira nos rebelados protestantes!)




26/09/08
DEMAPRO

Brilhante como sempre, Oswaldo.


21 mar
Fernando

Mais uma farsa derrubada.




terça-feira, 28 de junho de 2011

PAPA JOÃO XXIII - COBRAVA IMPOSTO DE PROSTÍBULOS




I - A MENTIRA 





"O papa João XXIII, ano 1410, cobrava imposto dos prostíbulos contabilizando-os no “orçamento do Vaticano”. (Não confundir esse papa com o João XXIII mais recente)".









Índice das Mentiras

Autor: Oswaldo








II - ONDE ELA SE ENCONTRA




3. IGREJA BATISTA




III - A VERDADE

DOCUMENTAÇÃO: - Pura invenção! Não se encontra nada disso em toda a história e em qualquer livro merecedor de crédito. Já de início se nota a intenção de mentir, quando o articulista o APRESENTA COMO PAPA (neste caso teríamos dois João XXIII) E NÃO COMO ANTIPAPA como é reconhecido em qualquer livro de história de verdade. Eis pois o que consta da WIKIPÉDIA e, com igual redação na ENCICLOPÉDIA TIO SAM:

"Antipapa João XXIII

Origem1: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Oírgem2: Enciclopédia Tio Sam

Antipapa João XXIII, Antipapa, de 1410 a 1415, que figura em muitas listas de papas. BALDASSARE COSSA, seu nome temporal, nasceu em Nápoles, Itália, a cerca de 1370, e, morreu em Florença, em 22 de dezembro de 1419.

ANTIPAPA JOÃO XXIII
Foi corsário na mocidade, mas depois estudou na Universidade de Bolonha. Entrou no serviço da Igreja Católica durante o pontificado de Gregório XII (1406-1415). Cardeal em 1402. Eleito e sagrado em Bolonha, em 1410, PARA SUCEDER AO ANTIPAPA ALEXANDRE V, o primeiro papa cismático eleito em Pisa, de cuja morte seus inúmeros desafetos sempre o acusaram de não ser de todo inocente.

Foi sua eleição reconhecida com a adoção do nome de João XXIII, pela França, Inglaterra e parte da Itália e da Alemanha.




Vários historiadores atribuem sua ascensão ao trono pontifício por influência e ingerência direta do rei Luís II de Anjou, que buscava a todo custo controlar o poder dos Papas.

O ano de 1410 apenas refletiu um período particularmente conturbado para a Igreja; um Grande Cisma enchia de dúvidas a toda a Cristandade com o aparecimento de até três papas (o de Roma, os de Avinhão e o de Pisa).

Levado a Roma pelas armas do rei Ladislau de Nápoles, foi aclamado, enfim, pelos seus partidários como o pontífice João XXIII, o bispo de Roma, Vigário de Cristo na Terra.

NÃO FOI PAPA LEGÍTIMO.

Moeda com efígie
do antipapa João
XXIII
Seu nome e seu retrato figuram nos catálogos e medalhões, por causa das dúvidas de então. Aliado a Luís II de Anjou, lutou contra o rei da Sicília e opôs-se a Gregório XII, papa legítimo, e a Benedito XIII, antipapa de Avinhão.

Reuniu um Concílio em Roma, em 1413, no qual condenou os livros de John Wyclif.

Em 1414, inaugurou o Concílio de Constança, que de tão solene e grandioso para a Cristandade, contou com a proteção do piedoso imperador Sigismundo. Chegou ao evento, o antipapa João XXIII com magnificente cortejo. Vendo-se, porém, alvo de justas recriminações, fugiu disfarçado.

CONCÍLIO DE CONSTANÇA

RETRATOU-SE DEPOIS DE SEU ERRO, submetendo-se à decisão do Concílio de Constança que terminou com o GRANDE CISMA DO OCIDENTE. Foi deposto e aprisionado no ano seguinte, 1415.

Libertado em 1418, reconheceu Martinho V como verdadeiro papa e, retornando da Alemanha onde estivera encarcerado desde sua deposição, foi ele nomeado Cardeal-bispo de Frascati e deão do Sacro Colégio.


ANTIPAPA BENTO XIII
VIVEU ATÉ O FINAL DE SEUS DIAS DIGNAMENTE como Cardeal e morreu em 1419, sendo sepultado com honras em Florença. (Os destaques são meus exatamente para mostrar que este cardeal não é o monstro que querem fazer acreditar)

O Vaticano reconhece sua sucessão por Martinho V em 1417.

O outro antipapa, Pedro de Luna, que se intitulava Bento XIII, perseverou no cisma, embora o imperador Sigismundo tivesse ido pessoalmente procurá-lo na Espanha para sanar o erro.

Morreu em 1424, na sua "Corte pontifícia", nomeando novos "Cardeais".





22/09/08

OSWALDO

Lina [A Lina fugiu da comunidade como também muitos outros] - ... O poeta Dante visitou Roma durante o seu reinado e parece não ter comungado dessa opinião, pois logo depois descreveu o Vaticano como “esgoto da corrupção”...




Antes de mais nada, não se aproprie de trabalhos alheios como se fossem seus. Costume transcrever os textos entre aspas e logo ao fim, mencione o link donde copiou a matéria.

No caso acima, o link é o seguinte:





Sempre que alguém poste alguma coisa aqui, este alguém deve estar preparado para suprir a deficiência de documentos que, à primeira vista, o leigo acredita ser a "a pura verdade" só porque alguém está falando contra a IGREJA CATÓLICA.

É por isto que neste fórum não aceitamos nada que não tenha as devidas referências nas quais o autor se baseia para expor fatos considerados históricos.

Desta feita, estou solicitando para que a boa amiga complete a informação acima, mencionando em que trabalhos de DANTE ALIGHIERI ele escreveu a frase acima ou se isto isto foi relatado por alguém. Neste caso, você terá de dizer quem e em que lugar foi relatado. Identifique o escrito de forma que se torne possível uma pesquisa sobre veracidade do fato.

Aguardo melhores informações.





OSWALDO 

Lina - Então vc crê que os papas eram santos?´
________________________________________

Não é isto que estou provando neste tópico e também nesta comunidade. Estou apenas provando que os evangélicos são MENTIROSOS E CALUNIADORES em seus sites.





26/09/09 

OSWALDO 

... Você ficou quietinha nada respondendo A RESPEITO DA MENTIRA em referência. Preferiu partir para uma nova batelada de mentiras conforme já demonstrei acima, pois tenho certeza que você não logrará identificar a fonte histórica solicitada...

É sempre assim que acontece. Quando se vêem acuados, os protestantes abandonam a comunidade e, lá, bem longe, fora de nosso alcance, ficam "arrotando abobrinhas", postando-se de vencedores, sendo que, na verdade, fugiram vergonhosamente porque ficaram entupidos sem nenhum condição de responder.




16/09/09
Sara

Não são como nós, que não abandonamos a barca de Pedro, pois esta é segura por demais:

“Eu é que não vou deixar a barca de Pedro para embarcar na sua jangada!” (São Máximo).






07/10/09
OSWALDO 

A respeito dessa fuga temos os belíssimos versos do inagualável FERNANDO:

A FUGA DOS REBELADOS

Compartilhar

 
  •  
    Ocorreu um erro neste gadget

    FAZER PEDIDO AQUI

    MAIS OUTRA NOVIDADE!
    Já está em andamento o segundo volume do
    NDICE DAS MENTIRAS CONTRA A IGREJA CATÓLICA"

    ROLE O BANNER E CLIQUE NO ASSUNTO DESEJADO

    >
    > >