domingo, 5 de junho de 2011

SÃO BERNARDO RECRIMINA O PAPA E O CLERO

Autor: - Fernando



I - MENTIRA PROTESTANTE

“S. Bernardo, doutor da Igreja também fustigou dizendo: "O contágio pútrido havia se estendido pelo corpo da Igreja, o mal é interno e não há cura ...".




II - ONDE SE ENCONTRA






3 – MISSÃO EVANGÉLICA BETEL – DEUS ESTÁ NESTE LUGAR (hihihi!!!!) – Artigo: “As Imoralidades dos Papas”

4 – MISSÕES-2020 – Artigo: “EU ERA CATÓLICO ATÉ QUE UM DIA...”

5 – MOMENTO COM JESUS – “AS IMORALIDADES DOS PAPAS”

ETC. ETC . ETC........





III - A VERDADE

Pura distorção do livro ateu de Ernesto Luís de Oliveira. Todas as vezes que São Bernardo mencionou tal ira, foi referindo-se aos ANTIPAPAS de seus dias, mas ele mesmo os venceu e “CUROU” a Igreja.

A fonte atéia citada pelo “pastor” deturpou as coisas e convenientemente não mostrou o final que mostramos agora. São Bernardo ferrenho amante da Igreja jamais dirigiria tal heresia contra a Igreja ou ao Papa. 13/02/09
Eis o que narra sua biografia:

“A missão pública de São Bernardo quase não teve similar na História (...) Percorreu então a Europa, conquistando reis e reinos para a justa causa. Foi a alma dos Concílios de Latrão, de Troyes e de Reims, convocados pelo Papa para tratar dos negócios da Igreja.

Opôs-se ao Imperador alemão Lotário II que, aproveitando-se do cisma, queria receber as investiduras das igrejas. Bernardo não só o fez disso desistir, mas também o convenceu a reconhecer o Papa verdadeiro.

Estava na Itália quando a morte repentina do antipapa Anacleto fez cessar o cisma, que havia durado sete anos.

Elegeram um outro sucessor antipapa, mas Bernardo o convenceu da iliceidade dessa eleição, do risco de sua eterna salvação, e o levou arrependido aos pés do verdadeiro Papa. Com isso terminou o cisma.”

Obra consultada: Les Petits Bollandistes, Vies des Saints, Bloud et Barral, Libraires-Éditeurs, Paris, 1882, tomo X, pp. 50 e ss.

As palavras de São Bernardo eram ungidas e nelas se manifestavam uma sabedoria sobrenatural. Escolhi parte do texto de seu trabalho dirigido ao Papa Eugênio em que se pode notar o o imenso amor e respeito que este homem de excepcional valor tinha por S.S. o Papa".

Quem quiser ler o texto completo acesse:



Dizeres do próprio São Bernardo:

“Ao papa Eugenio, Da Consideração (1149-1152)

“Prefácio

Irrompe em meu interior, beatíssimo papa Eugênio, um desejo incontido de ditar algo que te edifique, te deleite, te console. Mas vacilo entre fazê-lo ou não, pois duvido que possa sair de mim uma exortação livre e ao mesmo tempo moderada, já que me encontro como que envolto em uma luta entre duas forças contrárias: IMPULSIONADO PELO MEU AMOR e contido pela tua majestade. Esta me inibe, aquela me urge. 03/09/09
Papa Eugênio III
Mas intervêm tua dignidade e tu não me ordenas simplesmente, MAS TE REBAIXAS PARA PEDIR-ME QUANDO DEVERIAS ORDENAR-ME.

Como meus pudores poderão ainda resistir, se tua própria majestade é tão deferente comigo? Não me coage o fato de ter ascendido à cátedra pontifícia, pois ainda que avance com grandes asas ao vento, NÃO TE FALTARÁ O MEU AFETO. Pois o amor desconhece o domínio [3] e reconhece o filho, mesmo sob a tiara; o amor é submisso por natureza, obedece espontaneamente, concorda desinteressadamente, respeita generosamente.

Mas nem todos são assim, nem todos. Muitos se deixam levar pela cobiça ou pelo temor. Esses são os móveis que aparentemente te louvam, mas em seus corações lateja a maldade. Adulam-te com tuas blandícias, mas te abandonam na necessidade. E a caridade, essa nunca desaparecerá.

Eu, para te dizer a verdade, estou liberado dos meus ofícios maternais contigo, mas eles não me privaram o afeto, pois HÁ MUITO TE CARREGO EM MINHAS VISCERAS, já que não é tão fácil me arrancarem um afeto tão íntimo. Tu podes ascender aos céus ou descer aos abismos, que nunca se separarás de mim: seguir-te-ei onde quer que vás. Amei o que era pobre em seu espírito; amarei o que é pai dos pobres e dos ricos. CONECI-TE BEM, E SEI QUE NÃO DEIXOU DE SER POBRE NO ESPÍRITO, embora te tenham feito pai dos pobres.

Confio que em ti se tenha realizado essa mudança, não [394] à tua custa. Tua promoção não conseguiu mudar tua condição anterior, mas somente sobrepor-se a ela. Assim, te admoestarei não como um mestre, mas como uma mãe, como quem ama. Talvez pareça loucura, mas será somente para aquele que não ama, nem sente a força do amor.(...)

03/01/10  - Eugênio \†/

Mais uma mentira...
F R - ... outra mentira: São Bernardo e São Tomás de Aquino foram contra a Imaculada Conceição de Maria...

"Alguns dos primeiros papas “infalíveis” haviam sustentado que Maria nascera em pecado e cerca de 200 teólogos católicos apoiaram essa doutrina..."


Tanto é mentira que o articulista sequer

1 - menciona o nome desses "papas infalíveis".

2 - E mesmo que mencionasse seus nomes, deveria expor pelo menos a parte do texto em que tal ou tais papas cometeram tão grande engano.

é típico de mentirosos: NÃO FORNECER DADOS

3 - Sobre o assunto em destaque no topo o articulista menciona a Enciclopedia Católica. Entretanto não existe na ENCICLOPÉDIA CATÓLICA nenhum verbete em que conste as palavras "Bernardo" e "Imaculada".

Talvez seja este o site mais mentiroso dentre os postados por evangélicos"






Postar um comentário

Compartilhar

 
  •  
    Ocorreu um erro neste gadget

    ROLE O BANNER E CLIQUE NO ASSUNTO DESEJADO

    >
    > >