TRADUZIR

sábado, 4 de junho de 2011

ALTERAÇÃO DO CREDO APOSTÓLICO


Credo in Deum Patrem Omnipotentem

Que vergonha para os plagiadores do CACP. Segue dizendo o site protestante que os desmoraliza:


A MENTIRA

"(...) mas ocorre que na América Latina algumas igrejas evangélicas não dão muito valor ao Credo Apostólico. Não se interessam em estudá-lo, nem em confessar a sua fé através dele. Esta atitude surge de três erros. Primeiro, as pessoas se enganam ao identificar o Credo com a Igreja Católica Romana, crendo que é um documento inventado por ela. Segundo, como a Igreja Católica Romana tem a prática de conferir autoridade divina a muitos de suas tradições, então, se teme que ela conceda tanta importância ao Credo dos apóstolos, que se lhe estime na mesma altura que a Bíblia. Terceiro, uma boa parte da igreja evangélica carece de consciência histórica. Se existe algum interesse pelo passado, este se concentra no período da Igreja primitiva, a qual se pretende chegar passando por toda a história que media entre nós e a Igreja do livro de Atos.(…) Homens como Irineu (cerca 175-195 d.C.), Tertuliano (cerca 160-215 d.C.) conheceram o Credo, afirmando que procedia do tempo apostólico. Isto é confirmado pelas versões do Credo que podem ser vistos nos escritos de Inácio (morto cerca de 98-115 d.C.), Justino (cerca 100-165 d.C.), Hipólito (cerca 215 d.C.), Cipriano de Cartago (250 d.C.), Novatiano de Roma (250 d.C.), Orígenes (185-254 d.C.) e Agostinho (400 d.C.). O Credo de Nicéia (325 d.C.) nada mais é do que uma elaboração mais detalhada do Credo Apostólico."



Extraído do livro de Humberto Casanova e Jeff Stam, El Credo Apostólico (Grand Rapids, Libros Desafio, 1998), pp. 14-22.



Autor: Fernando Nascimento



ONDE SE ENCONTRA


A VERDADE

Para sua reflexão, veja as duas fórmulas do Credo Apostólico, provando que os apóstolos pertenciam verdadeiramente a Igreja Católica Una, e não á seitas evangélicas do CACP, que plagiam vergonhosamente o credo católico hoje. Diz o site protestante http://ejesus.com.br/lista/8/conteudo/5900/



- CREDO APOSTÓLICO

Creio em Deus Pai todo-poderoso
criador do céu e da Terra
e em Jesus Cristo, seu único Filho, nosso Senhor,
que foi concebido pelo poder do Espírito Santo,
nasceu da Virgem Maria,
padeceu sob Pôncio Pilatos,
foi crucificado, morto e sepultado,
desceu à mansão dos mortos,
ressuscitou ao terceiro dia;
subiu aos céus, está sentado à direita de Deus Pai todo-poderoso
de onde há de vir a julgar os vivos e os mortos.
Creio no Espírito Santo
na Santa Igreja Católica
na comunhão dos santos
na ressurreição da carne
na vida eterna
Amém!

Tradicional Versão Inglesa do Credo Apostólico:

Nós cremos em Deus Pai Todo Poderoso, Criador dos céus e da terra, e em Jesus Cristo Seu único filho, Nosso Senhor; que foi concebido pelo Espírito Santo, nascido da virgem Maria, sofreu sob Pôncio Pilatos, foi crucificado, morto e enterrado. Ele desceu ao inferno, no terceiro dia ressuscitou dos mortos; subiu aos céus e está sentado a direita de Deus Pai, Todo Poderoso; de onde virá para julgar os vivos e os mortos. Cremos no Espírito Santo; na Santa Igreja Católica; na comunhão dos santos; no perdão dos pecados; na ressurreição do corpo e na vida eterna.

Como vemos, vai longe a farsa do site CACP, o mais loroteiro da Internet, que faz questão de com segundas intenções, chamar de “Igreja romana”, à Igreja Católica Apostólica Romana fundada por Cristo, desconhecendo que quase todo o oriente era território ocupado por Roma.

São Paulo não nasceu em Roma, mas, em Tarso, hoje Turquia, e era “romano” de nascimento. (Atos 22,27) “Vindo o comandante, perguntou-lhe: Dize-me: és tu romano? Respondeu ele: Sim sou”. O mesmo diz a Igreja Católica Apostólica Romana, que Cristo fundou na Palestina, território então também ocupado por Roma. Eles agem assim, mal intencionados, para tentar nivelar a Igreja de Cristo à deles, que foram fundadas por pecadores na Alemanha, Holanda e Estados Unidos e Brasil.

Essa é a farsa encontrada no site CACP:

“O texto litúrgico atualmente em uso”:

Dir-se-á o Credo Apostólico: Creio em Deus Pai, todo-poderoso, Criador do céu e da terra.
E em Jesus Cristo. Seu único Filho nosso Senhor. O qual foi concebido pelo Espírito Santo, nasceu da virgem Maria, padeceu sob Pôncio Pilatos, foi crucificado, morto e sepultado; desceu ao inferno, no terceiro dia ressuscitou dos mortos, subiu ao céu e está sentado à direita de Deus Pai todo-poderoso, donde há de vir julgar os vivos e mortos. Creio no Espírito Santo, na Santa Igreja Cristã – a comunhão dos santos, na remissão dos pecados, na ressurreição da carne e na vida eterna. Amém.

“Note-se que a palavra católica foi generalizada traduzida por “cristã”, em parte para não confundir com a igreja romana, mas principalmente para reforçar o fato de que ele é a confissão verdadeira de qualquer cristão.”.

Cole parte deste texto (em vermelho), no Google e encontrará a farsa que estão querendo estabelecer, mesmo desmascarados pelo outro site protestante citado acima.

E aqui está outro link, que contém o mesmo conteúdo do site protestante que se opunha ao CACP:

http://www.monergismo.com/textos/credos/introducao_credo_apostolico.htm






Autor: Fernando Nascimento

Acesse também:

Postar um comentário

Compartilhar

 
  •  
    Ocorreu um erro neste gadget

    ROLE O BANNER E CLIQUE NO ASSUNTO DESEJADO

    >
    > >