sexta-feira, 27 de maio de 2011

AMAR - MAMÃE, COMO FAÇO PRA QUE ELES ENTENDAM...

MAMÃE, COMO FAÇO PRA QUE ELES ENTENDAM QUE AMAR NÃO É ADORAR?


I - MENTIRA -  "... O Dicionario diz que não tem tal diferença; logo, adorar e venerar é o mesmo, porem, vamos supor que fosse diferente: imagine como Deus ficaria, em ver as pessoas se correndo as imagens,ao enves de buscá-lo. A Bíblia diz, que em certa ocasião, algumas nações estavam fazendo justamente isso:Adoravam a Deus mas também veneravam as imagens..."

2. "... A notícia do jornal A TRIBUNA informa que uma procissão em homenagem à santa seguiu para o Monumento de Fátina, no porto, onde devotos e portuários abençoados.” O que diz a Bíblia sobre homenagem a imagem de Fátima até o porto e que lá foram os devotos abençoados. Podem isso ocorrer realmente?

Os protestantes acusam:
A Bíblia terminantemente [diz que] os que conduzem em procissão as imagens de escultura. (IS 45:20) "Congregai-vos, e vinde; chegai-vos juntos, os que escapastes das nações; nada sabem os que conduzem em procissão as suas imagens de escultura, feitas de madeira, e rogam a um deus que não pode salvar." É conveniente observar que não só é fruto do desconhecimento do que agrada a Deus os que assim procedem porque o texto de Is 45.20 declara “nada sabem os que conduzem em procissão as suas imagens de escultura” como alerta que não há socorro da parte das imagens quando lhes são dirigidas petições no sentido de abençoar as pessoas devotas às imagens. Lemos na Bíblia também. (SL 115:4) "Os ídolos deles são prata e ouro, obra das mãos dos homens." (SL 115:5) "Têm boca, mas não falam; olhos têm, mas não vêem." (SL 115:6) "Têm ouvidos, mas não ouvem; narizes têm, mas não cheiram." (SL 115:7) "Têm mãos, mas não apalpam; pés têm, mas não andam; nem som algum sai da sua garganta." (SL 115:8) "A eles se tornem semelhantes os que os fazem, assim como todos os que neles confiam."

3. "... no aurelio adorar e venerar tem o mesmo sentido, entao catolico romano adora sim imagem de geso!!! e dia 12 é a grande prova disso!"

4. "... Bastaria uma consulta a de nossos dicionários para desmascararmos esta suposta diferença, esta distorção dos fatos, pois venerar e adorar são “sinônimos” sendo que venerar é palavra “latina” e adorar é palavra “grega” tendo o mesmo significado. Sendo assim, o dicionário coloca acertadamente “adorar” no mesmo patamar de “venerar”. Mas os católicos insistem em fazer vistas grossas a este fato e saem pela tangente com o argumento de que adorar e venerar pelo dicionário da língua portuguesa, nos dias atuais, não têm qualquer diferença. Mas, não se esqueça de que a nossa fé tem mais tempo do que a história de Portugal e Brasil. Na literatura católica, por “conveniência” e apenas por ela, há distinção entre adorar – latria – e venerar – dulia – mas, como eles mesmos admitem e qualquer católico poderá conferir, “adorar” é o mesmo que “venerar” e isto é uma pedra de tropeço para a teologia católica... "

5. "... ADORAÇÃO/VENERAÇÃO À MARIA - Este ensino de exaltação à Maria também viola claramente os ensinos da Escritura Sagrada. Apenas o Criador, o Pai e o Filho, devem ser adorados/venerados. Embora a Escritura Sagrada não lhe apresente como estando morta, também, em lugar algum declara que ela foi trasladada, a semelhança de Enoque e Elias, e muito menos que houve a assunção de Maria. (Êxodo 20:4-6; Deut.4:15-19 e Atos 10:25-26). A igreja Católica publicou o Dogma da Imaculada Conceição em 08/12/1854 (Papa Pio XIX). E o Dogma da Assunção de Nossa Senhora (Maria), em 1/11/1950 (Papa Pio XII). Se paga promessa para quem?"

quinta-feira, 26 de maio de 2011

783 – INICIAM A VENERAÇÃO DE IMAGENS (IDOLATRIA)

I - A MENTIRA

783 – INICIAM A VENERAÇÃO DE IMAGENS (IDOLATRIA)



II – ONDE ELA SE ENCONTRA


1. UNÇÃO SEM LIMITES: A igreja antes e depois do Século IV

2. AMIZADE GOSPEL - Uma Amizade do Céu


4. A História de Messias - Resultado da Pesquisa de livros do Google


6. Portal Nova Dimensão - O Natal é Cristão?

7. Igreja Evangélica Unção e Poder, Jesus Cristo é o Senhor ontem ...





11. Categorias



III - A VERDADE


Por Oswaldo



Provas bíblicas

 
O que Deus na realidade proibiu foi fazer ídolos e prestar-lhes culto de adoração. Tanto é verdade que, tanto em Êxodo 20,4, quanto em Deuteronômio 5,8 a palavra empregada em hebraico é FESEL que, traduzida para o grego é EIDOLON e no português ÍDOLO.

OS REBELADOS CHAMAM NOSSAS IMAGENS DE BONECOS OU DE ÍDOLOS!

Com efeito, não é possível imaginarmos Deus perfeitíssimo ordenar algo que há pouco havia proibido. Ora, se ele ordenou que se fizessem imagens era porque forçosamente ele as achava necessárias, úteis e benéficas. E não somente isso. Vemos na Bíblia que Deus operava milagre através delas e dava suas ordens dentre as imagens de dois santos (os anjos são santos); Quer mais? Ao aprovar o TEMPLO DE SALOMÃO – que estava repleto delas, “por dentro e por fora” (Ezequiel 41,17) com sua glória, essas “figuras” também foram aprovadas.

E ainda:


Deus aceitou ser adorado pelo seu povo prostrado ante um objeto sagrado chama a “ARCA DA ALIANÇA” que, por sinal, tinha em seu tampo, fazendo parte integrante dela as imagens de dois anjos:

1 - Deus as mandou fazer (Êxodo 25,18; Números 21,8)

2 - Deus dá suas ordens ao povo falando do meio dos querubins de ouro (Êxodo 25,22);

3 - Deus operou milagres através delas (Números 21,9; Êxodo 25,22);

4 - Aprovou-as quando encheu o templo de Salomão (que estava repleto delas por dentro e por fora) (Números 21,9; 1 Reis 8, 10-11; Êxodo 25,22);

5 - Permitiu que seus amigos o adorassem prostrados à frente delas (Josué 7,6)

Provas Históricas

PRIMEIROS SÉCULOS - Desde os primeiros séculos os cristãos pintaram e esculpiram imagens de Jesus, de Nossa Senhora, dos Santos e dos Anjos, não para adorá-las, mas para venerá-las. As catacumbas e as igrejas de Roma, dos primeiros séculos, são testemunhas disso. Só para citar um exemplo, podemos mencionar aqui o fragmento de um afresco da catacumba de Priscila, em Roma, do início do século III. É a mais antiga imagem da Santíssima Virgem, uma das mais antigas da arte cristã, sobre o mistério da Encarnação do Verbo. Mostra a imagem de um homem que aponta para uma estrela situada acima da Virgem Maria com o Menino nos braços.


O Catecismo da Igreja traz uma cópia dessa imagem (Ed. de bolso, Ed. Loyola, pag.19). Este exemplo mostra que desde os primeiros séculos os cristãos já tinham o salutar costume de representar os mistérios da fé por imagens, em forma de ícones ou estátuas. É o caso de se perguntar, então: Será que foram eles "idólatras" por cultuarem essas imagens? É claro que não? Eles foram santos, mártires, derramaram, muitos deles, o sangue em testemunho da fé. Seria blasfêmia acusar os primeiros mártires da fé de idólatras. No século VIII, sob influência do judaísmo e do islamismo, surgiu um movimento herético que se pôs a combater o uso das imagens. Eram os iconoclastas.

O grande e principal defensor do uso das imagens na época foi o santo e doutor da Igreja S. João Damasceno (de Damasco), falecido em 749, o qual foi muito perseguido por se manter fiel e defensor dessa santa Tradição cristã. A fim de dirimir as dúvidas sobre a questão, o Papa Adriano I (772-795) convocou o II Concílio Ecumênico de Nicéia, que se realizou de 24/09 a 23/10/787. Assim se expressou o Concílio, resolvendo para sempre a questão: "Na trilha da doutrina divinamente inspirada dos nossos santos Padres, e da Tradição da Igreja Católica, que sabemos ser a tradição do Espírito Santo que habita nela, definimos com toda a certeza e acerto que as veneráveis e santas imagens, bem como a representação da cruz preciosa e vivificante, sejam elas pintadas, de mosaico ou de qualquer outra matéria apropriada, devem ser colocadas nas santas igrejas de Deus, sobre os utensílios e as vestes sacras, sobre paredes e em quadros, nas casas e nos caminhos, tanto a imagem de Nosso Senhor, Deus e Salvador, Jesus Cristo, quanto a de Nossa Senhora, a puríssima e santíssima mãe de Deus, dos santos anjos, de todos os santos e dos justos" (Catecismo da Igreja Católica, nº 1161).


Essas palavras, por serem de um Concílio da Igreja, são ensinamentos oficiais e infalíveis, e não podemos colocá-los em dúvida. O grande S. João Damasceno dizia: "A beleza e a cor das imagens estimulam a minha oração. É uma festa para meus olhos, tanto quanto o espetáculo do campo estimula meu coração a dar glória a Deus" (nº 1162).

O nosso Catecismo explica que: "A imagem sacra, o ícone litúrgico, representa principalmente Cristo. Ela não pode representar o Deus invisível e incompreensível; é a encarnação do Filho de Deus que inaugurou uma nova "economia" das imagens" (1159).

S. Tomás de Aquino (1225-1274) também defendia o uso das imagens, afirmando: "O culto da religião não se dirige às imagens em si como realidades, mas as considera em seu aspecto próprio de imagens que nos conduzem ao Deus encarnado. Ora, o movimento que se dirige à imagem enquanto tal não termina nela, mas tende para a realidade da qual é imagem" (2131). Muitos querem incriminar a Igreja Católica, afirmando que ela desrespeita a ordem que Deus deu a Moisés: "... não vos pervertais, fazendo para vós uma imagem esculpida em forma de ídolo..." (Dt 4,15-16).

 
Os cristãos, desde os primeiros séculos, entenderam, sob a luz do Espírito Santo, que Deus nunca proibiu fazer imagens, e sim "ídolos", deuses, para adorar. O povo de Deus vivia na terra de Canaã, cercado de povos pagãos que adoravam ídolos em forma de imagens (Baals, Moloc, etc). Era isso que Deus proibia terminantemente.

A prova de que Deus nunca proíbiu imagens, é que Ele próprio ordenou a Moisés que fabricasse imagens de dois Querubins e que também pintasse as suas imagens nas cortinas do Tabernáculo. Os querubins foram colocados sobre a Arca da Aliança. "Farás dois querubins de ouro; e os farás de ouro batido, nas duas extremidades da tampa, um de um lado e outro de outro... Terão esses querubins suas asas estendidas para o alto e protegerão com elas a tampa...” (Ex. 25,18s, Ex 37,7; 1 Rs. 6,23; 2 Cr. 3,10). "Farás o tabernáculo com dez cortinas de linho fino retorcido, de púrpura violeta sobre as quais alguns querubins serão artisticamente bordados" (Ex. 26,1. 31).

Que fique claro, de uma vez por todas, Deus nunca proibiu imagens, e sim, "fabricar  
imagens de deuses falsos" . O mesmo Deus mandou que, no deserto, Moisés fizesse uma imagem de uma serpente de bronze (Nm 21, 8-9), que prefigurava Jesus pregado na cruz (Jo 3,14).

Também o rei Salomão, quando construiu o templo, mandou fazer querubins e outras imagens (I Rs 7,29). O culto que a Igreja Católica presta a Deus, e só a Deus, é um culto chamado "latria", isto é, de adoração. Aos anjos e santos é um culto chamado "dulia", de veneração. Maria, como Mãe de Deus recebe o culto de "hiper-dulia", super-veneração digamos, mas que está muito longe da adoração devida só a Deus.

São Pedro, ao terminar a segunda Carta falava do perigo daqueles que interpretavam erroneamente as Escrituras: "Nelas há algumas passagens difíceis de entender, cujo sentido os espíritos ignorantes ou pouco fortalecidos deturpam, para a sua própria ruína, como o fazem também com as demais Escrituras" (2 Pe 3,16). Infelizmente isto continua a acontecer com aqueles que querem dar uma interpretação individual à Palavra  
de Deus, sem autorização oficial da Igreja, levando multidões ao erro. Só a Igreja é a autêntica intérprete da Bíblia (cf.Dei Verbum,10), pois foi ela que, inspirada pelo Espírito do Senhor (Jo 16,12), a compôs. As imagens, sempre foram, em todos os tempos, um testemunho da fé. Para muitos que não sabiam ler, as belas imagens e esculturas foram como que o Evangelho pintado nas paredes ou reproduzido nas esculturas. E assim há de continuar a ser. É claro que o culto por excelência é prestado a Deus, mas isto não justifica que as imagens sejam retiradas das nossas igrejas. Ao contrário, elas nos lembram que aqueles que elas representam, chegaram à santidade por graça e obra do próprio Deus. Assim, as imagens, dão, antes de tudo, glória a Deus.



33 - 196 d.C. NESTE PERÍODO DA HISTÓRIA A IGREJA NÃO ACEITOU NENHUMA DOUTRINA ANTI-BÍBLICA




I - A MENTIRA



SITE PROTESTANTE: "Cronologia Histórica da Apostasia do Cristianismo e surgimento do catolicismo romano a decadência do cristianismo... Ano 33 - 196 d.C. Neste período da história a igreja não aceitou nenhuma doutrina anti-bíblica"




II - ONDE SE ENCONTRA


1. JAMES PINHEIRO - OBSERVAÇÃO: O LINK ABAIXO NÃO ABRE MAIS, PORÉM, PROVIDENCIALMENTE, COPIEI A IMAGEM DA PÁGINA CONFORME SE PODE VER:



http://www.jamespinheiro.com.br/historiacristianismo3.html

2. POLÊMICA DO CRISTIANISMO 

http://xa.yimg.com/kq/groups/19212570/102426355/name/25558757-Polemicas-do-Cristianismo-v9-1.pdf

3. FATORES QUE AFASTARAM A IGREJA CATÓLICA DA BÍBLIA

http://www.orkut.com/CommMsgs?start=1&tid=5601341574046343750&cmm=503115&hl=pt-BR

4. CRONOLOGIA GERAL DA HISTÓRIA DO CRISTIANISMO

http://www.jamespinheiro.com.br/historiacristianismo3.html

5. CRONOLOGIA GERAL DO HISTÓRIA DO CRISTIANISMO - FÓRUM

http://www.amigosgospel.com/home/index.php/forum/12-historia-do-cristianismo/37-cronologia-geral-da-historia-do-cristianismo

6. COMO SABER QUAL É A IGREJA DE DEUS

http://eventosfinais.tripod.com/VerdadeiraIgreja.htm


HÁ MUITO MAIS!!!!



III - A VERDADE
Um rebelado protestante considera como heresia antibíblica o primado de Roma sobre toda a Igreja, orações pelos mortos, o sacrifício da Missa e outros ensinos católicos.

Que documentos podemos levantar neste período que contrariem a afirmação deste autor contra a Igreja?

Bem, através de documentos escritos pelos pais da Igreja sabemos que já em 180 d. C. toda a Igreja deveria estar de acordo com com Roma considerada a Igreja Principal. Eis o que vemos escrito:

"Já que seria demasiado longo enumerar os sucessores dos Apóstolos em todas as comunidades, nos ocuparemos somente com uma destas: a maior e a mais antiga, conhecida por todos, à Igreja fundada e constituída em Roma pelos dois gloriosíssimos apóstolos Pedro e Paulo. Mostraremos que a tradição apostólica que ela guarda e a fé que ela comunicou aos homens CHEGARAMA ATÉ NÓS ATRAVÉS DA SUCESSÃO REGULAR DOS BISPOS, confundindo assim todos aqueles que querem procurar a verdade onde ela não pode ser encontrada. COM ESTA COMUNIDADE, DE FATO, DADA Á SUA AUTORIDADE SUPERIOR, É NECESSÁRIO QUE ESTEJA DE ACORDO TODA TODA COMUNIDADE, ISTO É, OS FIÉIS DO MUNDO INTEIRO; nela sempre foi conservada a tradição dos apóstolos. [...] [Pedro e Paulo] confiaram a Lino o ministério do episcopado. [...] A Lino sucedeu Anacleto. A seguir, Clemente; Clemente vira os apóstolos, conversara com eles e ainda tinha ouvido sua pregação. [...] A Clemente sucedeu Evaristo, e a Evaristo, [sucedeu] Alexandre. Depois, em sexto lugar após os apóstolos, veio Xisto, e, a seguir, Telésforo. Depois, Higino, Pio e Aniceto. Sotero sucedeu Aniceto. Agora, Eleutero, em décimo-segundo lugar, possui a herança do episcopado após os apóstolos". (Ireneu de Lião, 180 d.C., Contra as Heresias III,3,2-3).

Ué!!!!! O primado de Roma não é heresia para os rebelados protestantes? Eis, pois, aqui um documento que prova este primado.

E a arqueologia fala também sobre esta "heresia"?

Fala!

A inscrição a seguir é considerada, pelos estudiosos, como a mais importante da antiguidade cristã. Foi composta na Ásia Menor, no séc. II,  por Abércio, bispo de Hierápolis, que relata, em forma figurada sua viagem a Roma e à Síria (sob o imperador Marco Aurélio, falecido em 161)



Lápíde do bispo cristão Abércio - É do tempo do imperador romano César
Marco Aurélio Antonino Augusto (em latim Caesar Marcus Aurelius
Antoninus Augustus),  conhecido como MARCO AURÉLIO  (26 de abril
de 12117 de março de 180), foi imperador romano desde 161 até sua morte

Entre outras coisas, fala sobre a eucaristia ministrada sob as duas espécies de pão e vinho e pressupõe a prática da oração pelos mortos.

A inscrição, gravada sobre pedra, foi descoberta em 1883 pelo arqueólogo protestante W.Ramsay, nas proximidades de Hierápolis (Frígia) e hoje se encontra no museu de Latrão.

"Cidadão de pátria ilustre, Construí este túmulo durante a vida,


Para que meu corpo - num dia - pudesse repousar.


Chamo-me Abércio: Sou discípulo de um Santo Pastor1,


Que apascenta seu rebanho de ovelhas,


Por entre montes e planícies.

Ele tem enormes olhos que tudo enxergam,


Ensinou-me as Escrituras da Verdade e da Vida


E enviou-me até Roma para vislumbrar sua soberana majestade


E ver a Rainha2 com vestes e sandálias de ouro:


Lá conheci um povo marcado com um sinal resplandecente.


Também fui à planície da Síria


E vi cidades - como Nísibe - para lá do [rio] Eufrates.


Por toda parte encontrei irmãos


E tive Paulo por companheiro.


Por toda parte a fé me guiou


E ela me serviu de alimento


Com um Peixe3 de fonte, grande e puro,


Pescado por uma Santa Virgem,


Que o entregava a seus amigos.


Ela possui um vinho delicioso


E o serve misturado com pão.


Eu, Abércio, ditei este texto


E o fiz gravar na minha presença


Aos setenta e dois anos.


O irmão que o ler por acaso


Ore por Abércio.


E ninguém erga outro túmulo sobre o meu,


Sob pena de multa:


Duas mil peças de ouro para o fisco romano


E mil para Hierápolis,


Minha pátria ilustre! "

--------------------------------------------------------------------------------

1 isto é, Jesus Cristo. 2 ou seja, a Igreja. 3 isto é, a eucaristia.

--------------------------------------------------------------------------------



Afinal há mais algumas "heresias", uma delas é o BATISMO DE RECÉM NASCIDO, mas para este trabalho já basta.

=====================================

Voltar ao Índice das Mentiras

ALBERTO RIVERA, TRAPACEIRO E MENTIROSO DE GROSSO CALIBRE


Acusam que, tão logo o testemunho de Alberto Rivera veio a público, a Igreja começou a boicotar sua publicação. Dizem: "Alberto sabia demais" e, por "ter sido preparado para liderança dos Jesuítas, tinha informações estarrecedoras que agora estava revelando ao mundo! ..."









Índice das Mentiras 

26/07/2007
Autor: Oswaldo


I - A MENTIRA


1 - PREGANDO O EVANGELHO E CONFIANDO EM DEUS - Alberto era realmente quem reivindicou ser? "Assim que o testemunho de Alberto Rivera foi a público, a Igreja 
católica romana começou seu plano de boicotar esta operação. Alberto sabia demais! Ter sido preparado para liderança dos Jesuítas, ele tinha informações em coisas muito sensíveis para escrevê-las. Agora ele estava dizendo tudo o que sabia ao mundo! Ele estava sendo denunciado como se nunca tivesse sido um padre, embora possuísse documentação clara. Um artigo escrito por Gary Metz, atacava Alberto e o acusava de todos os tipos de coisas. Alberto recusou-se a gastar sua vida discutindo com seus acusadores. Ao invés, ele marchou em frente, pregando o evangelho, e confiante na proteção de Deus....”




2 - TRAZER O EVANGELHO PARA UM BILHÃO DE CATÓLICOS - O editor dos quadrinhos que contam o testemunho da vida do Ex-Jesuíta Alberto diz o seguinte: "Dezoito anos atrás, pela providência de Deus, o Senhor indicou um homem com uma mensagem vital junto com um homem que teve um veículo para espalhar isto. Eu agradeço a Deus por me permitir trabalhar com Alberto na criação dos seis quadrinhos das Séries de Alberto. O propósito destas obras de Deus são: 1. Expor o catolicismo romano para o mundo e obstruir seu programa de trabalho. 2. Trazer o evangelho para um bilhão de católicos romanos presos em um sistema religioso sem salvação"



II - ONDE SE ENCONTRA


3 - ALBERTO TO LAST DAYS - (não funciona mais!)

4 - A BOA NOVA -


6 - DE ROMA A CRISTO (não funciona mais!)

8 - IGREJA EVANGÉLICA UNÇÃO E PODER - (não funcionai mais!)

9 - ADVENTISTAS -



III - A VERDADE


Era Alberto realmente quem reivindicou ser? Absolutamente NÃO!!!! 

MENTIROSO DE GROSSO CALIBRE, quem o desmente são os próprios evangélicos. 

CANTADO EM VERSO E PROSA 

ALBERTO RIVERA - Este mentiroso 
se dizia ex-padre Jesuíta.
O falso ex-jesuíta ALBERTO RIVERA é cantado em verso e prosa em quase todos os sites evangélicos. Vejam outros exemplos:


QUEM É, ENTÃO, O VERDADEIRO ALBERTO RIVERA? - É Dave Amstrong quem revela a falsidade sobre a vida e "conversão" de Rivera, um dos mitos criados e cridos por muitos evangélicos em todo o Continente:

ALBERTO RIVERA, suposto Sacerdote Católico, Bispo e herói anti-católico da revista COMIC de JACK CHICK foi considerado como uma fraude total pelo protestante evangélico GARY METZ, em dois artigos que apareceram em PUBLICAÇÕES EVANGÉLICAS:

1) - "A HISTÓRIA DE ALBERTO" na revista: "Pedra Angular", Vol. 9, no. 53, ano 1981, Pág. 29-31.

2) - "CRISTANDADE HOJE", 13 de março de l981.

OBSERVAÇÃO: - Há cristãos não católicos que, por amor à verdade, denunciam corajosamente os caluniadores. As consequências disso, porém,  não se fizeram esperar. Agora Gary Metz é também acusado, claro que, como sempre, sem qualquer tipo de prova, de ter conexões com a "poderosa" ordem dos jesuítas. Ver: 





O Instituto Cristão de Investigação (CRI), fundado pelo falecido Dr. WALTER MARTÍN, amplamente conhecido como o evangelista mais destacado especialista em seitas, também fez um trabalho-exposição sobre RIVERA.

Serão mostrados alguns extratos do artigo acima.

(OBSERVAÇÃO: Não se esqueçam que o mencionado aqui é fruto de uma investigação realizada e publicada por protestantes que descobriram a falsidade do testemunho de ALBERTO RIVERA)




1.- "A Igreja Cristã Reformada", Publicações Zondervan, e a Mesa Diretora da "Escola Dominical" da Igreja Batista do Sul proibiram vender as revistas "ALBERTO" em suas livrarias por considerá-las falsas.

JACK CHICK
2.- Em consequência das proibições acima (1) JACK CHICK, sem apresentar qualquer tipo de prova, comentou que as livrarias cristãs estão sendo infiltradas por equipes secretas de propaganda católica que exercem pressão sobre o dono até que este se "comprometa com Roma e tire ALBERTO de sua prateleira"

3.- "Alberto" é uma história verdadeira? Não! Absolutamente não. Nossas investigações intensivas manifestam seu registro publicitário, suas fraudes de inversão, seus cheques sem fundos, seu testemunho contraditório, seu histórico escolar fabricado e verificação de abuso familiar... ALBERTO RIVERA, também conhecido como ALBERTO ROMERO, tem um histórico de problemas legais. Está envolvido em uma ação da corte no sul da Califórnia, acusado de fraude.

4.- Em 1965, foi emitida uma ordem de apreensão em Hoboken, New Jersey, por ter emitido cheques sem fundos. Também deixou de pagar dívidas que ultrapassam $3,000 Dólares.



5.- Em 1969 foram emitidas ordens de apreensão em sua conta em DeLand e Ormon Beach, Flórida. A primeira ordem foi por roubo de um cartão de crédito Bank-Americard. A divisão de investigação Criminal do Bank of America reportou que havia em sua conta um débito de mais de $2,000 Dólares. A segundo ordem de apreensão foi devida ao "uso sem autorização de um automóvel". Alberto abandonou o veículo em Seattle, Washington. Daí levado para Califórnia do Sul. 

6.- A forma em que Alberto conta de sua conversão é contraditória. Em 1964 ao trabalhar para a Igreja Cristã Reformada, ele disse que deixou de ser católico em julho de 1952. Depois garantiu que que foi em 1967 (3:00 na manhã de 20 de março de 1967).

7.- Disse que se desligou imediatamente da Igreja Católica. Não obstante, cinco meses mais tarde, em agosto de 1967, defendia o catolicismo no movimento ecumênico em uma entrevista periódica em sua terra natal de "Las Palmas" nas Ilhas Canárias.

8.- Alberto infunde um grande respeito em muitos fazendo-os acreditar em seus numerosos títulos de graduação escolar que diz possuir, que inclui:

Doutorado em Filosofia

Doutorado em Teologia

Doutorado em Sociología

Doutorado em História

Doutorado em Bíblia

Mestrado em Psicología

Entretanto, revela-se ambíguo quando se lhe pergunta donde recebeu estes títulos. Ele participou de um seminário em Costa Rica (O Seminario Bíblico Latino-Americano) com um amigo de Palmas, porém não se graduou. Esse amigo, o Reverendo Plutarco Bonilla (respeitável líder cristão na América Central), disse que Alberto nunca terminou o preparatório em Las Palmas e que estava no seminário no programa para os não graduados. A escola menciona em uma carta que se viu forçada a expulsá-lo por 'mentir e desafíar a autoridade do seminário' constantemente. Na cronologia conhecida de sua vida de forma alguma há tempo para se obter a posição acadêmica que diz ter alcançado.

 
9.- Quando o Reverendo Wishart [antigo colega de Alberto, e velho pastor da Primeira Igreja Batista de São Fernando] pressionou Alberto a respeito de seus graus de escolaridade,  admitiu tê-los recebido de imprensa em Colorado (Diplomas falsificados?! Só pode!). Isto pôs fim à sua relação. O pastor Rasmussen (1ª Igreja Batista da Fé de Canoga Park, California) pediu também a Alberto que se submetesse a uma prova de detector de mentiras que autenticaria algumas de suas alegações. Alberto disse que se submeteria. Três datas foram marcadas e em todas as ocasiões deixou de apresentar-se.

10.- Ele conheceu sua primeira 'esposa' em Costa Rica ao trabalhar na Igreja Metodista. O Rev. Bonilla disse que Alberto vivia aí com uma mulher, no final da década dos cinquenta, mas que eles não estavam casados legalmente: Alberto disse que Deus havia validado seu matrimônio.

Alberto mencionou, num formulário de pedido de emprego que ele e Lydia Torres se casaram em 25 de novembro de 1963. Seu filho João nasceu em Hoboken, Nova Jersey, em setembo de 1964. . .
Um supervisor naquele tempo, o Rev. Edson Lewis, disse que Alberto abusava fisicamente de Carmen Lydia e de João. Menos de um ano depois de seu nascimento, em julho, 1965, João morreu em El Paso, Texas. Daqui os pais de João fugiram, depois de ter emitido cheques sem fundos em Nova Jersey.

Um outro filho, chamado Alberto, nascia em 1967 ou 1968. É difícil determinar o paradeiro do menino Alberto hoje, mas o Rev. Abrego [sócio e antigo companheiro de quarto de Alberto] declarou que ele foi colocado em uma assistência em Tennessee.

Além desse Alberto e Lydia tiveram outro filho, Luis Marx, pelo início de 1969.  Enquanto eles se encontravam em Flórida, seus anfitriõnes declararam que Luís Marx sofria de maltratos. Não se conhece o que sucedeu com Luis Marx, porém, quando Alberto viajou com o carro e cartão de crédito, já não estava com eles o menino.

O que aconteceu com Carmen Lydia depois de estar em Seatle é também desconhecido, porem Alberto tornou a se casar em 1977 com Nury Frias, uma mulher da República Dominicana. Não se conhece igualmente se ele esteve casado legalmente e/ou divorciado da outra mulher.

De qualquer modo a credibilidade de Rivera é prejudicada extremamente ao decobrir que ele teve dois filhos (João e Alberto) na América durante o tempo que disse ter praticado o sacerdócio celibatário na Europa!

Que pensa Jack Chick a respeito disso?

Quando ele foi localizado finalmente, por telefone, na sua residência, disse que que ele nunca tinha conhecido conhecido um homem mais santo que Alberto, e que ele sabe que a história é verdadeira porque 'orou por ele.' Jack disse temer que sua própria vida seja suprimida por assassinos jesuítas [até hoje se encontra vivo depois de 17 anos].

11.- Quando localizamos Alberto por telefone, ele se recusou também entrevistar-se conosco. Apela que qualquer perversidade antes de sua conversão em 1967 foi feita sob as ordens da Igreja Católica e qualquer maldade desde sua "conversão" são fabricações dos conspiradores.

Como temos visto, o conto de Alberto é fraudulento, como a história John Todd, outro protegido de Jack Chick, que disse que a bruxas estão tomando o mundo (veja a revista #48 da Pedra Angular).

   
Alberto criou astutamente um cerco, um sistema paranóico de defesa que torna difícil pegá-lo em assuntos específicos. Sempre pode se desvencilhar de qualquer acusação por ser parte do complô jesuíta. As fraudulentas alegações de Alberto Rivera ressaltam um fato triste: muitos protestantes têm uma visão distorcida dos católicos tal qual os brancos tinham dos negros no princípio do século. O homem negro foi caracterizado como 'com muito ritmo e pouco cérebro', enquanto o católico é representado como um autômato que está na escravatura inquestionável das autoridades da Igreja.

Em uma publicação posterior da revista Pedra Angular (Vol. 10, no.54), em um artigo, responde a Chick":

Jack T. Chick publicou uma contestação de três páginas a denúncia de Gary Metz sobre Alberto Rivera . . .


Em sua carta de 25 de março de 1981, assinada também por Rivera, Chick declara que "a destruição sistemática do mistério de John Todd foi repetida pelo Vaticano para também destruir a Alberto". (Todd declarava ter sido um dos líderes de uma conspiração internacional de bruxas para estabelecer a Jimmy Carter como o Anticristo; Chick promoveu o conto de Todd algum tempo atrás em sua revista Cómic.) Chick acusa à revista Cristandade, hoje é a Pedra Angular, porque ambas desmascararam a John Todd, de continuar a causa do 'anticristo no Vaticano'

Um exemplo típico da defesa de Chick sobre Alberto: a evidência dos graus de escolaridade de Alberto desapareceram porque o Vaticano "eliminou o nome do Dr. Rivera de todas as diretorias em escolas, nos seminários e nos colégios; os sócios e conhecidos antigos de River contradizem seu conto porque eles são "espias" do Vaticano; as mulheres com as quais esteve envolvido eram da Legião de Maria ou da Juventude Católica.

Assim, com a varinha mágica da conspiração, Rivera se exonera de qualquer evidência que se possa aduzir contra ele. Sem dúvida, que uma desculpa desta natureza somente pode ser encoberta por outra mentira. Este é o ALBERTO!!!!

Cremos que se JACK CHICK tem realmente alguma coisa para acusar os católicos, terá de abster-se de desculpinhas fajutas e encontrar uma fonte mais segura de informação.

A terceira revista de Chick sobre Rivera "OS PADRINHOS" contém as seguintes declarações completamente falsas, elevadas a "status" de verdade solene:

- O Vaticano planeja exterminar os judeus e preparar sua sede papal no tempo de Jerusalém, donde o Papa reinará como Deus, literalmente cumprindo as profecias sobre o "homem ímpio" em 2Tessalonissenses 1, 3-4;

- O Vaticano financiou a guerra Muçulmano-Israelita no século 10;

- Abraão Licoln foi assassinado por jesuítas;

- Os fundadores do comunismo Carlos Marx e Frederico Engels foram instruídos e dirigidos por jesuítas;

- Os jesuítas também treinaram Leon Trotsky, Lenin e Joé Stalin;



- Adolfo Hitler foi empossado pelos católicos enquanto que seu livro Mein Kampf foi realmente escrito por um sacerdote jesuíta;

- O Vaticano também esteve por trás da I e II guerra mundial e da Revolução Russa em 1917;

- O Ku-Klux-klan, os nazistas e maçons são secretamente dirigidos por agentes jesuítas;
- Todas as demais autodenominadas conspirações internacionais (Os iluminati, os comunistas, os Bilderbergers, a Comissão Trilateral, o Conselho de Relações Forais, o Clube de Roma, etc.) foram de fato, criadas pela Igreja Católica como uma lufada de fumaça para desviar a atenção do Vaticano;

Sobre todos estes contos e novelas, a revista "Pedra Angular" feita pelos protestantes explica:




"A declaração de Rivera de ter sido sacerdote, bispo e agente de inteligência para a hierarquia católica Romana tem sido discutida em revistas anteriores... consideramos esta  declaração como uma deslavada mentira... Estou assombrado de como Jack Chick pode ter uma visão tão paranóica da história; a palavra "catolicofobia" se forma imediatamente em minha mente. Foi por causa dessa propaganda que duas edições anteriores da revista "Comic" de Chick foram proibidas pelo governo canadense em outubro passado o qual a elas se refere como revistas dentro da categoria de "LITERATURA OBSCENA".

Verdadeiramente, ao crer-se que exista uma conspiração jesuíta secreta, diria que Alberto Rivera faz parte dela. Suas acusações ridículas têm prejudicado a causa legítima das relações Protestante/Católicas.

Quem fez a investigação foi um evangélico chamado GARY METZ. O artigo apareceu na revista 'CRISTANDADE HOJE' (fundada por Billy Graham e não é exatamente uma revista católica senão protestante) em 13 de março de 1981.

Eis porque "Alberto" e suas revistas é uma verdadeira fraude que tem enganado até os próprios evangélicos.

(Traduzido por Carlos Alberto Martinez).


MINHA OBSERVAÇÃO: Porque alguns evangélicos se interessam pela VERDADE e, juntamente conosco, desancam as mentiras que rolam em seus meios,  forçosamente tenho de acreditar que nem tudo está perdido!



Compartilhar

 
  •  
    Ocorreu um erro neste gadget

    FAZER PEDIDO AQUI

    MAIS OUTRA NOVIDADE!
    Já está em andamento o segundo volume do
    NDICE DAS MENTIRAS CONTRA A IGREJA CATÓLICA"

    ROLE O BANNER E CLIQUE NO ASSUNTO DESEJADO

    >
    > >