sábado, 1 de março de 2014

JESUS EM LUCAS 16,9 AFIRMA QUE OS SANTOS PODEM NOS AJUDAR



Pela intercessão dos que chegaram à perfeição e que agora já estão na posse das moradas eternas nós estamos obedecendo à ordem de Cristo que nos pediu para que GANHÁSSEMOS sua amizade: "Eu vos digo: fazei-vos amigos com a riqueza injusta, para que, no dia em que ela vos faltar, eles vos recebam nos tabernáculos eternos." (Lc 16,9).

UM EVANGÉLICO: - Creio que os Idolatras creem... que todos os "intercessores"... levam a Deus! E, assim.... investem em todos esses.... "caminhos"!




SE PEDIR A INTERCESSÃO DE ALGUÉM É IDOLATRIA podemos concluir com segurança que Jesus recomendava este tipo de idolatria. Ele determinou que rezássemos até por nossos perseguidores: "Eu, porém, vos digo:... orai pelos que vos perseguem(Mt 5,44).

Além disso quem reza por outrem o faz em nome de Jesus (Jo 14,14 - os evangélicos usam este argumento), ou melhor, sendo o orante membro do Corpo de Cristo é uma só coisa com ele conforme está escrito: "... fomos feitos o mesmo ser com ele ... " (Rm 6,5)], sua prece, em consequência, é a mesma de Cristo, que. neste caso continua sendo o ÚNICO INTERCESSOR.(1Tm 2,5).

OUTRA: QUANTO MAIOR A SANTIDADE DO ORANTE, (Jo 9,32) tanto mais sua prece se torna a prece infalível de Cristo ["... sempre me ouves... " (Jo 11, 42)]. Sabemos também pelas Escrituras que sem a santidade não se entra nos Tabernáculos Eternos ["... a santidade, sem a qual ninguém pode ver o Senhor." (Hb 12,14)] e ["... fazei-vos amigos com a riqueza injusta, para que, no dia em que ela vos faltar, eles vos recebam nos tabernáculos eternos."(Lc 16,9)].

Além disso pedir a intercessão dos santos não era uma prática desconhecida dos judeus: "A estas palavras, alguns dos que lá estavam diziam: Ele chama por Elias. Imediatamente um deles tomou uma esponja, embebeu-a em vinagre e apresentou-lha na ponta de uma vara para que bebesse. Os outros diziam: Deixa! Vejamos se Elias virá socorrê-lo" (Mt 27,47-49). Fosse isso uma idolatria como querem impingir os protestantes em sua crítica à intercessão dos santos, em vez de tentar aliviar-lhe a sede, começariam a xingá-lo de blasfemo.




Deus proibiu imagens de ídolos e não quaisquer imagens
que, segundo a Bíblia, são necessárias, úteis e benéficas:
1 - Deus as mandou fazê-las (Êxodo 25,18; Números 21,8)
2 - Deus as aprovou e abençoou (1 Reis 8, 10-11);
3 - Deus operou milagres através delas (Números 21,9);
4 - Deus permitiu que seus amigos o adorassem prostra-
dos à frente das imagens de dois santos (querubins) 
(Josué 7,6);
5 - Deus falava a Moisés dentre as imagens dos dois 
santos (querubins) (Nm 7,89). 
É por isso que recorremos à oração dos que ali já se encontram por causa de sua comunhão perfeita com Cristo que suas preces são rigorosamente as de Jesus, enquanto que as nossas, por causa de nossos pecados o são apenas parcialmente, portanto, tudo o que pedirem a nosso favor ser-nos-á infalivelmente concedido.

É DO AGRADO DE DEUS que seus santos sejam amados, louvados, honrados e glorificados segundo podemos ler em: Lc 12,37; Jo 12,26; Rm 2,7; 2,10; I Tm 3,13; I Pe 1,7; I Pe 2,7; Rm 8,17;Rm 8,30; Mt 23,12; Lc 1,52; Lc 14,11; Lc 18,14;Rm 8,30; Mt 23,12; Lc 1,52; Lc 14,11; Lc 18,14; Rm 2,29; Cor 4,5; I Pe 1,7. A honra e glória que somente a Deus pertence é a de ser unicamente ele o Deus e por isto também somente ele tem a glória de ser ADORADO.

ORAR DIRETAMENTE A DEUS - quem assim procede o faz tendo por base sua própria comunhão com Jesus a qual é imperfeita, pois sabemos que nenhum homem está isento do pecado segundo podemos ler: "Se pensamos não ter pecado, nós o declaramos [Deus] mentiroso e a sua palavra não está em nós". (I Jo 1, 10). Logo, neste caso de comunhão imperfeita, tais preces serão apenas parcialmente preces de Cristo nas quais não será ele o ÚNICO INTERCESSOR.

Pela intercessão dos que chegaram à perfeição e que agora já estão na posse das moradas eternas nós estamos obedecendo à ordem de Cristo que nos pediu para que GANHÁSSEMOS sua amizade: "Eu vos digo: fazei-vos amigos com a riqueza injusta, para que, no dia em que ela vos faltar, eles vos recebam nos tabernáculos eternos." (Lc 16,9).

É claro que jamais seremos atendidos ignorando àqueles de quem Cristo mandou que fôssemos amigos, ou, como fazem os rebelados, até hostilizando-os e os chamando de ídolos e até de demônios.


Postar um comentário

Compartilhar

 
  •  
    Ocorreu um erro neste gadget

    FAZER PEDIDO AQUI

    MAIS OUTRA NOVIDADE!
    Já está em andamento o segundo volume do
    NDICE DAS MENTIRAS CONTRA A IGREJA CATÓLICA"

    ROLE O BANNER E CLIQUE NO ASSUNTO DESEJADO

    >
    > >