quarta-feira, 12 de março de 2014

OS MESTRES ENSINAM E OS ALUNOS APRENDEM; NÃO O CONTRÁRIO.













  • Discípulos NÃO ENSINAM, não têm autoridade, a menos que a recebam diretamente de quem a pode dar. Discípulos APRENDEM apenas.


  • UMA EVANGÉLICA: - TODA PLENA DE GRAÇA. Ela "gestou" e pariu o messias, neste sentido é toda cheia de graça, no sentido geral foi uma pecadora comum como todos os santos ,assim diz a palavra de Deus ,nao ha um justo sequer .


    Não é isto que ensina a Igreja, a única MESTRA que foi enviada para ENSINAR as nações.
    "Mas Jesus, aproximando-se, lhes disse: Toda autoridade me foi dada no céu e na terra. Ide, pois, e ENSINAI A TODAS AS NAÇÕES; batizai-as em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. ENSINAI-AS a observar tudo o que vos prescrevi. Eis que estou convosco todos os dias, até o fim do mundo" (Mt 28,18-20)

    Discípulos NÃO ENSINAM, não têm autoridade, a menos que a recebam diretamente de quem a pode dar. Discípulos devem apenas APRENDER. 

    Somente a Igreja está autorizada ensinar em nome de Cristo. Para aqueles que SE ARRISCAM a rejeitar os ensinos da única Igreja enviada por Cristo desqualificando-a como legítima, e, além disso, passam a outros o que lhes vem ao raciocínio relesmente humano, que atentem para o perigo a que se expõem:

    "Mais tarde, ele apareceu sob outra forma a dois entre eles que iam para o campo. Eles foram anunciá-lo aos demais. Mas estes tampouco acreditaram. Por fim apareceu aos Onze, quando estavam sentados à mesa, e censurou-lhes a incredulidade e dureza de coração, por não acreditarem nos que o tinham visto ressuscitado. E disse-lhes: Ide por todo o mundo e pregai o Evangelho a toda criatura. Quem crer e for batizado será salvo, mas QUEM NÃO CRER SERÁ CONDENADO" (Mc 16, 12-16).

    É EXATAMENTE ISSO QUE ESTÁ ESCRITO: SERÃO CONDENADOS.

    Quanto à IMACULADA, a Igreja, coluna e sustentáculo da verdade (1Tm 3,15) Iluminada pelo Espírito Santo, nos ensina:

    “Cheia de graça” traduz a palavra grega kekharitomene melhor do que “favorecida de Deus” e expressões assemelhadas que freqüentemente encontramos em algumas edições dos evangelhos. Maria realmente é uma filha muito favorecida de Deus, mas o original grego implica mais que isso. A graça concedida a Ela é permanente e ao mesmo tempo singular. Kekharitomene é o particípio perfeito passivo do verbo kharitoo, “encher ou dotar de graça”. Uma vez que o aspecto é perfectivo, indica que Maria foi agraciada no passado, mas com efeitos que perduram no presente. Assim, a graça não foi resultado da visita do Anjo. De fato, a Igreja nos ensina que essa graça estendeu-se por toda a sua vida desde a sua concepção, ou seja, que Maria estava em estado de graça santificante desde o primeiro momento da sua existência..
    Postar um comentário

    Compartilhar

     
  •  
    Ocorreu um erro neste gadget

    FAZER PEDIDO AQUI

    MAIS OUTRA NOVIDADE!
    Já está em andamento o segundo volume do
    NDICE DAS MENTIRAS CONTRA A IGREJA CATÓLICA"

    ROLE O BANNER E CLIQUE NO ASSUNTO DESEJADO

    >
    > >