quarta-feira, 13 de julho de 2011

CIRILO E GREGÓRIO DE NISSA: UNIÃO MÍSTICA E NADA DE PRESENÇA REAL NA EUCARISTIA

Índice das Mentiras

08/01/2009

Autor: Fernando Nascimento






I - A MENTIRA


“S. Cirilo de Jerusalém e S. Gregório de Nissa fizeram referências à “união mística” na eucaristia, mas nada falaram sobre “presença real” (Sacra Coena Adv.Lanfrancum e Cath XXI, 13 respectiva-mente).


.

II - ONDE ELA SE ENCONTRA


1. ERDOS LIVROS TEOLÓGICOS - MARINGÁ - PR.



http://www.teologico.com.br/artigos/artigos_view2.asp?cod=12
2. PATYRICK APOLOGISTA

http://patrickapologista.blogspot.com/2008/04/ceia-do-senhor-e-missa.html

3. EM DESTAQUE - ARQUIVOS10

http://arquivos10.tripod.com/id22.html]

4. AMIZADE GOSPEL

http://www.amizadegospel.com.br/conhecimento/arquivo.php?cod=323

5. MINISTÉRIO - SEMEANDO A PALAVRA E PODER

http://www.semeandopalavraepoder.com.br/?cat=6

6. OURO REFINADO - CATILICISMO ROMANO

http://ourorefinado.sites.uol.com.br/catolictransubstanciacao.htm

7. JESUS SITE

http://www.jesussite.com.br/acervo.asp?Id=200

8. PORTAL NOVA DIMENSÃO

http://www.portalnovadimensao.com.br/estudosbiblicos/036.php



II - A VERDADE DOCUMENTAL


São Cirilo de Jerusalém (+386), que parecia falar para o herege articulista da mentira acima, se exprimia desta forma: “Havendo Cristo declarado e dito, referindo-se ao pão: Isto é o meu corpo, quem ousará jamais duvidar? Havendo Cristo declarado e dito: Este é o meu sangue, quem ousará jamais dizer que não é esse seu sangue?” (Cirilo de Jerusalém, Catech. mystag., LXXXVI, 2401).

Já S. Gregório de Nissa, confirmando o sacerdote que age ‘in persona Christi’, escreveu: “Corretamente, então, cremos que o pão consagrado pela palavra de Deus se torna o Corpo de Deus.” (Grande Catecismo, 37).

Logo vemos que os dois santos citados pelo herege, falaram sim sobre a presença real do Corpo de Cristo, após consagrados os alimentos.

Autor: Fernando Nascimento.

====================================

OSWALDO

Quando eu era criança ouvira falar que os judeus tentaram reconstruir o templo, mas quando começaram a colocar o alicerce saia fogo do chão... agora procurando ler sobre as obras de São Cirilo fiquei sabendo o fundamento deste conto. Trata-se de obra do imperador Romano, Juliano apóstata, que objetivava, com o reerguimento do templo, desmoralizar o "Filho do Carpinteiro" que profetisara que desse templo "não ficaria pedra sobre pedra". Juliano convocou os principais sacerdotes e pediu para que oferecessem sacrifício a seu Deus mas eles disseram que não poderiam sacrificar fora do templo em Jerusalém. Então o imperador ofereceu dinheiro e todos os recursos possíveis tais como materiais e até operários. Iniciaram os trabalhos demolindo o restante dos alicerces, fazendo que com isso se cumprisse literalmente a profecia de Cristo. Os judeus se postavam como senhores do mundo e ameaçavam ao Bispo de Jerusalém, Cirilo, dizendo que passariam a todos os católicos a fio de espada. Cirilo disse que Deus os confundiria. Não deu outra! Ventos carregavam e destruiam todos os materiais ajuntados e do chão surgiam chamas devoradoras que matavam pessoas e detruiam construções que se encontravam em volta do antigo e último templo. Esta história foi contada por historiadores, pais da Igreja, o próprio imperador, e até um antigo rabino. Quem quiser ler em detalhes acesse: http://www.voltaparacasa.com.br/santos/sao_cirilo_de_jerusalem/index.htm

===============================

Índice das Mentiras
Postar um comentário

Compartilhar

 
  •  
    Ocorreu um erro neste gadget

    FAZER PEDIDO AQUI

    MAIS OUTRA NOVIDADE!
    Já está em andamento o segundo volume do
    NDICE DAS MENTIRAS CONTRA A IGREJA CATÓLICA"

    ROLE O BANNER E CLIQUE NO ASSUNTO DESEJADO

    >
    > >