TRADUZIR

domingo, 3 de julho de 2011

A RELAÇÃO DOS PAPAS FOI FORJADA


Sepulcro de São Pedro
I - MAIS UMA MENTIRA - "... Uma relação de "papas" começando com o apóstolo Pedro é falsa, foi forjada para valorizar os papas"






Índice das Mentiras
Autor: Oswaldo
18/06/2007



II - ONDE SE ENCONTRA ESTA MENTIRA

1. DIVINÓPOLIS JORNAL




2. GRAÇA MAIOR

3. HORIZONTE ARQUIVOS

4. SEMENTES DE EVANGELIZAÇÃO

5. IGREJA BATISTA


III - A VERDADE


COM PROVAS DOCUMENTAIS: -




Estamos descobrindo um esporte divertidíssimo: CAPTAR MENTIRAS EM SITES PROTESTANTES. DESCONFIO QUE NÃO EXISTA UM ÚNICO QUE NÃO CONTENHA MENTIRA.


Veja que o articulista simplesmente diz que a lista dos papas foi FORJADA sem apresentar qualquer lógica ou documentação.

Por que disse?

Simplesmente porque odeia à Santa Igreja de Cristo, odeia padres, bispos e católicos e por isso se acha no direito de inventar, mentir e caluniar.

Bem ao contrário, nós católicos podemos não só afirmar que a lista é, de fato, verdadeira, confiados na santidade e na veracidade da Santa Igreja como COLUNA e SUSTENTÁCULO da VERDADE, como também podemos provar mediante documentos.

A HIERARQUIA DA IGREJA É RECONHECIDA PELA HISTÓRIA

1) Santo Irineu em 180 d.C., testemunha contra os hereges, apresentando o caráter hierárquico da Igreja, como um 'fato notório' que ninguém pode negar, como uma fundação de Cristo e dos Apóstolos.

Ora, como podia reivindicar para a Igreja cristã a origem apostólica, se os seus adversários pudessem apresentar provas da fundação recente da hierarquia?

2) Testemunho de S. Policarpo (69-155), em meados do sec. II, designa os pastores como "chefes da hierarquia e guardas da fé"

3) No mesmo século ainda podemos citar os testemunhos:

a) o de Hegesipo que mostra as Igreja governadas pelos Bispos, sucessores dos apóstolos;

b) o de Dionísio de Corinto, que escreve na sua carta à Igreja romana que a Igreja de Corinto guarda fielmente as admoestações recebidas outrora do Papa Clemente.

PODER DE GOVERNO SOBRE TODOS OS CRISTÃOS

4) No ano 110, Santo Inácio de Antioquia, em sua Epístola aos Romanos, da Igreja de Roma como do centro da cristandade: "Tu (Igreja de Roma) ensinastes as outras. E eu quero que permaneçam firmes as coisas que tu prescreves pelo teu ensino" (Rom, IV, 1).

5) Cerca do ano de 96, S. Clemente Romano, discípulo imediato de S. Pedro e de S. Paulo, escreveu uma carta aos Coríntios, na qual nos dá da Igreja noção equivalente à de S. Ireneu, apresentando a hierarquia como a "guarda da tradição" e a Igreja de Roma com a primazia universal sobre todas as Igrejas locais.

   
6) Deste modo, chegamos, de geração em geração, aos tempos apostólicos. Desde o primeiro alvorecer do cristianismo, os Apóstolos desempenharam a dupla função de dirigentes e pregadores.

Escolheram Matias para ocupar o lugar de Judas (At 1, 12, 26). Instituíram diáconos nos quais delegaram parte dos seus poderes (At. 6, 1, 6).

Na prática da Igreja também fica claro o poder de governo sobre todos os cristãos.
Os Apóstolos exerceram este tríplice poder:

a) Poder legislativo: No Concílio de Jerusalém, impõem aos recém-convertidos "que se abstenham das carnes oferecidas aos ídolos, das viandas sufocadas e da impureza" (At 15, 29);

b) poder judiciário: S. Paulo entrega a Satanás "Himeneu e Alexandre, para aprenderem a não blasfemar" (I Tim 1, 20);

c) poder penal: S. Paulo escreve aos coríntios: "Portanto, eu vos escrevo estas coisas, estando ainda longe de vós, de modo que, quando eu chegar aí, não tenha de castigar, segundo o poder a mim confiado por Deus para edificar, não para destruir" (II Cor 13, 10).


Argumentos já encontrados prontos junto à "FRENTE UNIVERSITÁRIA LEPANTO"

====================================

Índice das Mentiras
Postar um comentário

Compartilhar

 
  •  
    Ocorreu um erro neste gadget

    ROLE O BANNER E CLIQUE NO ASSUNTO DESEJADO

    >
    > >