sexta-feira, 16 de maio de 2014

TODOS PECARAM. DESTITUÍDOS ESTÃO DA GLÓRIA DE DEUS

Vláfio Arnóbio: - ... todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus.

Você entende que todos os nascidos de mulher pecaram... assim como Maria, também Jesus é nascido de mulher. Logo, ele é um pecador?

Então, como explicar que o anjo a tenha chamado de a "κεχαριτωμενη" (kecharitomene) que em grego significa literalmente: "a que sempre teve em si a plenitude da graça"?

"There are seven tenses of the Greek verb. They are: the Aorist, Present, Imperfect, Future, Pluperfect, and Future Perfect. Let us exemplify the Perfect and Present tenses. In the words of the Greek grammarian J. Gresham Machen, ' The Greek perfect tense denotes the present state resultant upon a past action ' ( New Testament Greek for Beginners , p. 187). The perfect is used in Matthew 4:4,7,10 ('it is written'). Literally translated, ' It has been written in the past and is still in force. '

O tempo perfeito no grego denota um estado presente resultante de uma ação passada (J. Gresham Machen, New Testament Greek for Beginners, p. 187). 

O tempo perfeito no grego é o passado com um significado especial: é utilizado para se referir a uma ação passada, cujos efeitos são sentidos no presente.

E Deus poderia fazer isso? Seria tal justo? Cristo merecia ter uma mãe IMACULADA, ou, para ele, bastava qualquer uma, uma mulher igualzinha às outras? E o que significa a declaração de que Deus fez nela MARAVILHAS?


Vláfio ArnóbioÉ de fato, necessário se recorrer a uma série de artifícios, para se idolatrar Maria como mãe de Deus, profanando desse modo a santidade do Deus eterno, triuno e onipotente. A maternidade implica em anterioridade.  Se Deus é eterno e triuno, como pode alguém ser sua mãe???? Pode isso, meu caro????  



Caríssimo amigo. Citei as palavras de John Gresham Machen (1881 - 1937), teólogo americano, presbiteriano e professor do Novo Testamento no Seminário de Princeton entre 1906 e 1929; É ele quem dá pleno assentimento à acepção profunda do termo Kecharitomene com que o anjo enviado por Deus saudou à humilde serva de Deus. 

Sem  um argumento, ainda que logicamente inaceitável, mas apenas escudado em sua própria convicção, chama a isso de artifício para a prática de idolatria.

Enquanto permanecer com a mente fechada à voz da razão, jamais poderá ser considerado bom defensor das doutrinas que assumiu como verdade, além de jamais ter plena convicção delas. 

Até aqui referi-me em ser Maria a imaculada, conforme ensina a coluna e o sustentáculo da verdade (1Tm 3,15), a Igreja, isto é, que foi preservada, à vista dos merecimentos de seu filho divino, por isso mesmo, designado em Lucas como seu Salvador.

Disse muito acertadamente que a maternidade implica em anterioridade, pois Maria antecede ao nascimento do Verbo Encarnado, que não existia como homem, mas que, nem por isso, deixou de ser Deus, pois que a divindade do Verbo assumiu a carne quando foi gerado nas puríssimas entranhas de Maria. Com efeito, os vinhateiros assassinos, os judeus, não se tornaram apenas homicidas. mas também deicidas.


Autor: Oswaldo
Acesse também:




Postar um comentário

Compartilhar

 
  •  
    Ocorreu um erro neste gadget

    ROLE O BANNER E CLIQUE NO ASSUNTO DESEJADO

    >
    > >