sábado, 31 de maio de 2014

A BÍBLIA NÃO É DE PESSOAL INTERPRETAÇÃO. DE QUEM É ENTÃO?

OSWALDO - Em diversos sites protestantes encontrei estas questões com a tentativa de retirar a autoridade da Igreja de Cristo transferindo-a para cada indivíduo que interpreta a Bíblia a seu talante. 





Arlindo Florentim - A igreja católica deixou de ser autoridade desde quando começou a infiltrar heresias no meio da igreja de Cristo,, inclusive citações, de forma errada, da bíblia.


Resposta a Arlindo Florentim - Obrigado, amigo, por sua contribuição. Porém, tenho que fazer as seguintes observações:

1. Vejo que admite que a Igreja Católica era a autoridade legítima, pelo menos, antes de se desviar;

2. E que, embora sendo autoridade legítima, a perdeu, por terem prevalecido contra ela as portas do inferno (Mt 16,16-19);

Não é somente você que pensa assim. Nisto todos os rebelados estão de acordo contra a Igreja de
Cristo, embora divirjam entre si em tudo o mais,

3. Não obstante, a Bíblia a chama de sustentáculo da verdade (1Tm 3,5). Portanto, ela jamais poderia errar; 

4. Em consequência, terá de admitir que, ao afirmar tal, você se auto reveste de uma autoridade superior à da Igreja, como intérprete bíblico. Isto quer dizer que é você que tem o dom da inerrância, e não a Igreja;



5. Mas, ao que parece, a Bíblia considera a Igreja como inerrante (1Tm 3,15 e Mt 16,16-19) sem conferir à sua pessoa tal dom.



6. Pelo contrário, ela afirma que as profecias, e, por extensão, toda a Escritura, não é de pessoal interpretação (Ver: 2Pd 1,20 combinado com 3,15-16).





Autor: Oswaldo
Fonte: Comentário em "A Suprema autoridade Bíblica: O Protestante"

Veja o Índice das Mentiras no GOOGLE+
Acesse também:


Postar um comentário

Compartilhar

 
  •  
    Ocorreu um erro neste gadget

    ROLE O BANNER E CLIQUE NO ASSUNTO DESEJADO

    >
    > >