TRADUZIR

sábado, 21 de junho de 2014

INTOLERÂNCIA RELIGIOSA EM ÁGUAS LINDAS DE GOIÁS


Sob o pretexto de enviado de Cristo, intitulando-se membro da Igreja do Senhor Jesus (o que não podemos afirmar), o evangélico Rafael de Araújo Teixeira 19 anos, de porte de uma grande marreta destruiu o rosto e parte lateral da imagem de Nossa Senhora Aparecida que foi colocada no início da Av. JK, entrada do Jardim Brasília em Águas Lindas de Goiás. 

O evangélico só não concluiu seu intento de destruir por completo a imagem da Santa padroeira da cidade de Águas Lindas e do Brasil, porque foi prontamente contido por quase cem pessoas, que revoltadas queriam linchar o agressor, mas foram contidas pelos policiais militares da viatura 2252 CB Vieira e SD Geanilton, que chegando ao local detiveram Rafael e pediram imediatamente reforço de mais três viaturas, controlando a situação. 

Rafael foi conduzido à delegacia tendo sua marreta apreendida, podendo responder pelo crime de destruição do patrimônio público, já que a imagem foi colocada pela Prefeitura Municipal.


Vemos constantemente o surgimento de novas igrejas com nomes para agradar a gregos e troianos, menos ao próprio Deus. A que leva qualquer manifestação de intolerância, que não seja a mais intolerância. Atos como este, retratam a verdadeira face de dos falsos profetas, que não conseguem atrair seguidores pelas sagradas palavras da Bíblia e inconformados tentam mostrar para seus seguidores que são capazes de abater o que para eles é o demônio, mas para outras religiões é o símbolo que representa a Mãe de Jesus .

A NOVA NOSSA SENHORA APARECIDA

Depois de um mês e 15 dias em que a imagem de Nossa Senhora Aparecida, padroeira do Brasil e de Águas Lindas de Goiás, foi destruída pelo evangélico Rafael de Araújo Teixeira, de 19 anos, na terça-feira, dia 5, uma nova imagem foi colocada no lugar. Agora com cinco metros de altura, com apenas um rosto e com o olhar bondoso totalmente voltado para a principal avenida da cidade, a JK. A nova imagem está em cima de um pedestal que simboliza o globo terrestre e tem feição de uma adolescente. O local em que está localizada, na entrada do Jardim Brasília, foi totalmente revitalizado. Ganhou canteiros ao seu redor e placas de grama dentro do novo cercado. 
“Esta bem mais bonita. Nossa Senhora merece”, disse a vendedora Tânia Barros de Assis, 18 anos. Moradora do Girassol, Tânia passa todos os dias pelo local para ir ao trabalho. Segundo ela, a falta da imagem na entrada do Jardim Brasília foi sentida por muita gente. “Eu sou católica. A imagem da santa aqui pra mim é confortadora”. Para ela, a ação do evangélico Rafael ao destruir a imagem anterior foi uma agressão à cidade e aos católicos. “Todos têm a religião que quiser. Ninguém pode proibir isto”, disse. 
A evangélica e funcionária pública Fernanda Domingos, 30 anos, também achou a atitude de vandalismo e intolerância religiosa de Rafael descabida e sem nenhum sentido.”Achei um absurdo. Ele não deveria ter feito aquilo. Aliás ninguém deve sair destruído coisas por ai”, ressaltou. 
A destruição da imagem de Nossa Senhora Aparecida aconteceu na tarde do dia 25.04, deste ano. Rafael de Araújo, se dizendo enviado de Cristo, utilizou uma marreta para destruir os dois rostos da imagem que era de dupla face. Na época, a imagem só não foi totalmente destruída porque o rapaz foi contido por populares que passavam pelo local e a polícia foi acionada. 
O procurador geral da Prefeitura Municipal de Águas Lindas, Jair Machado Júnior, entrou na justiça pedindo indenização por danos materiais conta o patrimônio público.


.

Fonte: - TV CMN
Fonte2: Jornal Forte
Debatam comigo na
Veja o Índice das Mentiras em GOOGLE+
Acesse também:

.
Postar um comentário

Compartilhar

 
  •  
    Ocorreu um erro neste gadget

    ROLE O BANNER E CLIQUE NO ASSUNTO DESEJADO

    >
    > >