domingo, 3 de março de 2013

CAI POR TERRA A APOSTOLICIDADE DA IGREJA




Antonio dos Reis: São Paulo escreveu: Há um só Deus e um só Mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo, Homem. 



Vejo cair por terra a apostolicidade da igreja que contraria o que escreveu o Apóstolo.






Para nossos irmãozinhos rebelados, Cristo somente é o único mediador no céu enquanto que na terra admitem que todos podem mediar, isto é, orar, a favor uns dos outros.

Para a Igreja católica, no entanto, ele é o único mediador tanto no céu quanto na terra

- Ué! - poderá exclamar -, mas vocês não oram também uns pelos outros e até por seus inimigos, conforme está nas Escrituras?

Sim, sim! Entretanto,  também acreditamos que a Igreja, além de ser santa, católica e apostólica, é também UNA. o que não se dá dentro da Babel protestante pela qual os amotinados se dispersaram, pulverizando-se em milhões de grandes, médias, pequenas e micro seitas. 
Para nós, a Igreja é um só corpo do qual Cristo é o membro mais importante, tanto assim que, pela Bíblia, ela é o CORPO DE CRISTO:  "Tudo ele pôs debaixo dos seus pés, e o pôs, acima de tudo, como Cabeça da Igreja, que é o seu Corpo: a plenitude daquele que plenifica tudo em tudo" (Ef 1,22-23).

Na Igreja católica SOMOS TODOS UMA SÓ COISA COM CRISTO    através de nosso batismo ["Porque se nos tornamos uma coisa só com ele por uma morte semelhante à sua [o batismo], seremos uma coisa só com ele também por uma ressurreição semelhante à sua..." (Rm 6,5)] e quando sofremos, ou nos alegramos, ou nos amamos, ou oramos, enfim, em tudo, é Cristo que sofre, que se alegra, que ama, que ora etc. segundo está escrito:  

"Se um membro sofre, todos os membros participam do seu sofrimento; se um membro é honrado, todos os membros participam da sua alegria. Ora, vós sois o corpo de Cristo e sois seus membros, cada um no seu lugar" (1Cor 12,26-27).

De conformidade com a medida da perfeição de nossa comunhão  com o corpo de Cristo, mais perfeitamente nossas ações tornam-se ações da Igreja, do Corpo de Cristo, do próprio Cristo! De conformidade com a santidade de vida de um membro, mais eficazmente sua oração se torna a infalível oração de Cristo. É por isso que as súplicas dos santos são prontamente atendidas porque elas são a infalível prece do próprio Cristo. É neste sentido que Cristo é o nosso ÚNICO MEDIADOR, exatamente porque as nossas preces são as preces dele.

Nesta vida, a nossa comunhão com Cristo é imperfeita porque, mesmo o justo, peca várias vezes no dia (Pro 24,16). Entretanto, nos tabernáculos eternos (Lc 16,9), já não há pecados, e a comunhão dos bem-aventurados é perfeita e nada que eles peçam é negado por Deus. É por causa de nossas imperfeições que recorremos aos santos que, já na posse de sua morada definitiva, estão em perfeita comunhão com Deus.

- E por que não pedir diretamente a Cristo?

Claro que podemos pedir, mas nós estamos em perfeita comunhão com Cristo? Quando pedimos aos santos estamos honrando a Deus e fazendo-lhe a vontade. Foi por isso que lhes deu poderes para reinar com Cristo. O próprio Deus os honra, louva e exalta (Lc 12,37; Rm 2,29; I Cor 4,5; I Pe 1,7; Jo 12,26; Rm 2,7; 2,10; I Tm 3,13; I Pe 1,7; I Pe 2,7 ;  Mt 23,12; Lc 1,52; 14,11; 18,14; Jo 13,32; At 13,17; Rm 8,17; 8,30; I Tm 3,13; I Pe 1,7; I Pe 2,7; Tg 4,10) e é a sua vontade que nós também nos tornemos seus amigos (Lc 16,9) e que os honremos e exaltemos.
Postar um comentário

Compartilhar

 
  •  
    Ocorreu um erro neste gadget

    ROLE O BANNER E CLIQUE NO ASSUNTO DESEJADO

    >
    > >