TRADUZIR

sábado, 20 de agosto de 2011

A FÉ DOS ROMANOS (Rm 1,8). NÃO SÃO BÍBLICAS AS FÉ QUE VEM DOS ALEMÃES, INGLESES, AMERICANOS, BRASILEIROS, ETC.



No ano 30, na Palestina, Jesus fundou sua “Igreja”. Até então nas Escrituras, jamais esta palavra havia sido pronunciada para definir a reunião do rebanho escolhido pelo Filho de Deus, e para pastorear essa “Igreja”, Jesus designou o apóstolo Simão, a quem deu o nome de “Pedro” e as chaves do reino do céu (Mt,16,16-19).

O Apóstolo Paulo, em carta aos romanos, alertou sobre as palavras adocicadas dos enganadores, que não servem a Cristo e que promovem divisão desta “Igreja”, edificada pelo Mestre que ensinou “uma só fé e um só batismo”. Diz a carta de Paulo:

”Rogo-vos, irmãos, que desconfieis daqueles que causam divisões e escândalos, apartando-se da doutrina que recebestes. Evitai-os! Esses tais não servem a Cristo nosso Senhor, mas ao próprio ventre. E com palavras adocicadas e linguagem lisonjeira enganam os corações simples”. (Rm 16,17-18).

06/08/09
Postada por:
Matrix

Autor:
Fernando Nascimento





Colaboração:
Nicélia Pinheiro
e
Leandro Martins de Jesus.



São Paulo Apóstolo afirma que a "fé dos Romanos é 
anunciada no mundo inteiro"
O mesmo apóstolo Paulo, também agradeceu, porque a fé que em todo o mundo é anunciada, é a fé dos romanos. Jamais a dos alemães, holandeses ou americanos:

“A todos os que estais em Roma, amados de Deus, chamados Santos: Graças a paz de Deus, nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo. Primeiramente, dou graças a Deus por Jesus Cristo, acerca de vós todos, porque em todo o mundo é anunciada a vossa fé”. (Rm 1, 7-8).
'
Desde os primórdios do cristianismo, poucos foram os dissidentes ou apóstatas, que usaram a palavra “Igreja”, para referir-se à reunião de seus seguidores, ou ao templo onde faziam suas reuniões, copiando isso dos católicos apostólicos romanos.
'
Os judeus reúnem-se na “sinagoga”; os budistas no “pagode”; os muçulmanos na “mesquita”; os umbandistas no “terreiro”; os testemunhas de Jeová no “salão”e os espíritas no “centro”. Estes, pelo menos foram originais.
'
Mas, eis que, 1517 anos depois de a Igreja ter sido edificada por Jesus, entre controvérsias e calúnias, surge o protestantismo, causando divisões e escândalos, apartando-se da doutrina da “Igreja”, com mero intuito de confundir, autodenominando-se também de “Igreja” de mais de 50 mil formas diferentes. Em muitos países, esse protestantismo dizimou bispos e padres, para apoderar-se da “Igreja” e parecer ser a própria. Querem saber porque a Igreja de Santo Agostinho de Cantuária pertence aos protestantes anglicanos hoje?

Vejamos:

A Inglaterra que era católica: foi "convertida" (ao protestantismo) "na marra", porque o rei Henrique VIII queria se divorciar de Ana Bolena. Como a Igreja católica não consentiu, sendo fiel aos evangelhos (Mt 19,6), o rei fundou a "sua" igreja, obrigando o parlamento a aprovar o "ato de supremacia do rei sobre os assuntos religiosos". Padres e bispos foram presos e decapitados, igrejas e mosteiros arrasados, católicos aos milhares foram mortos. Qualquer aproveitador era alçado ao posto de bispo ou pastor. Tribunais religiosos (inquisições) foram montados em todo o país. (Macaulay. "A História da Inglaterra" -  Leipzig, tomo I, pág. 54 ).
Ainda hoje, a bandeira da Inglaterra é a “Cruz de São Jorge” e seu padroeiro é o mesmo santo católico São Jorge, também adotado pelas crenças africanas.


PAPA SÃO DÂMASO - Fez traduzir do hebraico
as Sagradas Escrituras, fixou o cânon bíblico e -
valeu-se da obra de Jerônimo para corrigir a Bí-
blia latina (374). Era um erudito e como um his--
toriador, escreveu as vidas dos Papas, de Pedro -
a Libério. Foi autor das primeiras decretais e au-
torizou o canto dos Salmos em dois coros, o rito
ambrosiano, instituído por Ambrósio
Mas, a usurpação não parou por aí. Precisando de uma Bíblia, os protestantes arrancaram sete livros do Velho Testamento da Bíblia católica, para diferenciar, e copiaram todo o Novo Testamento católico, que tinha sido definido e canonizado pelo Papa São Dâmaso no século IV.


Também usam o calendário Gregoriano católico, para agendar seus cultos e tudo na vida.

A vontade daqueles em querer ser a Igreja Católica Apostólica Romana, hoje é flagrante, inventaram até a “Igreja Católica Apostólica Evangélica”, como vemos neste link:




CATÓLICA APOSTÓLICA EVANGÉLICA... IMAGINEM!!!!
 http://gracaplena.blogspot.com/2009/07/igreja-catolica-apostolica-evangelica.html
Copiaram também o casamento católico; assim como os padrinhos e madrinhas católicos:



http://www.noivasevangelicas.com.br/


http://www.empcom.com.br/corpus/corpus_mat_mai_nove.htm
“Igreja decorada, salão de festas, véu e grinalda, lua de mel... a tradição do casamento, que teve origem na Roma Antiga, até hoje desperta a atenção de noivos apaixonados.(...) Comemorar a união entre duas pessoas teve origem na Roma Antiga, local onde se registra o primeiro casamento.”

Nem a tradição católica escapou, copiaram até as festas juninas, com as nossas bandeirinhas, quadrilhas e arraiais:

Arraial na Batista:

http://fontedejaco.spaceblog.com.br/162618/o-arraial-gospel-da-Fonte-bombou/

Arraial organizado pelo Ministério Pentecostal Tabernáculo da Glória e com a participação de mais de 15 igrejas evangélicas:

Arraial Geral:


O Papai Noel deles, é copiado da figura do santo católico São Nicolau:

“A transformação de São Nicolau em Papai Noel começou na Alemanha entre as igrejas protestantes e sua imagem passou definitivamente a ser associada com as festividades do Natal e as costumeiras trocas de presentes no dia 6 de Dezembro (dia de São Nicolau).”
Copiaram também o Natal católico:

“O dia do nascimento do menino Jesus foi lembrado por cerca de três mil evangélicos, que se reuniram em frente ao Quartel do Derby (Recife-PE), na noite desta quinta-feira (25), para o Culto de Natal.”
'
http://www.noticiasgospel.com/2008/tres-mil-evangelicos-participam-do-culto-de-natal-no-derby

Gravaram a música católica “Noites traiçoeiras” e espalham que a música é evangélica: no ECAD a música tem registro com autoria de Simone Telésforo, cantora, compositora, escritora e pedagoga católica, que gentilmente me respondeu: “Obrigada Fernando por gostar da minha música. Eu sou católica apostólica romana”.

Eis o site da Simone, onde se pode ler clicando em “Músicas”, a famosa “Noites Traiçoeiras”:

http://www.simonetelesforo.com.br/

Ao contrário do que bradam alguns evangélicos, que nos caluniam de “roubar” músicas suas, nas gravadoras há um intercâmbio comercial entre músicas católicas e evangélicas, alguns católicos gravam músicas evangélicas, e evangélicos gravam músicas católicas, como podemos ver neste link:
'
http://noticias.gospelmais.com.br/ministerio-alianca-prepara-seu-primeiro-dvd-veja-o-video.html
'
 que cita as músicas que gravou a banda gospel “Louvor Aliança”, incluindo a música católica “Noites Traiçoeiras” entre elas:
'
“Em seu primeiro disco, intitulado Resgatando Raízes (2005), o grupo colocou em prática o desejo de juntar corinhos e músicas modernas que levam mensagens de fé, entre elas podemos destacar as tradicionais “Em Espírito e em Verdade”, “Segura na Mão de Deus”, “Deus Enviou” e “Eu Navegarei”, (..) Em contraponto, hinos lançados recentemente que tocam nas igrejas como “Noites Traiçoeiras” da compositora Simone Telésforo e “Rompendo em Fé”, da Comunidade Evangélica Internacional da Zona Sul”.
Quando eles caluniam que o Padre Marcelo Rossi “copia” músicas evangélicas, estão faltando com a verdade. Uma música que o padre Marcelo gravou, da cantora evangélica Ana Paula Valadão, foi cedida pela mesma, que anda mais entusiasmada com os católicos do que com os próprios evangélicos, como ela mesma deixa claro neste vídeo:
'
http://www.youtube.com/watch?v=obl1n9hiiAI
'
como vemos, isso não caracteriza plágio, roubo ou coisa parecida, mas, autorização recíproca.

O cantor gospel Marcos Witt é texano, e foi criado no México, na ocasião que ele veio ao Brasil fazer um show, promovido por uma igreja evangélica... cantou a “Oração da Família”, de Pe. Zezinho, todos que estavam ali cantaram juntos, a maioria evangélicos.

Isso não quer dizer que este cantor estava “roubando” ou “imitando” o padre.
Mas, os santos e santas católicos eles copiaram sim:

vejam as fotos de igrejas evangélicas com nome de santos e adornadas com imagens dos mesmos!
Olha aí a igreja evangélica de São Nicolau:
''
Veja que belo altar evangélico:


Bild Kirche/ Dom/ Kloster Evangelische Kirche am Markt

http://www.trivago.de/coesfeld-15540/kirche-dom-kloster/evangelische-kirche-am-markt-1109094/bild-i5028536
Escultura e vitrais com os santos:


Vitrais Evangélicos
http://www.mainz-bingen-foto.de/pages/Bodenheim/page-0006.html

Um simples e belo altar evangélico, com Jesus, Maria e os santos:


Willkommen auf der Seiten der evangelischen Kirchengemeinde Bubenorbis
http://www.evangelisch-in-hohenlohe.de/kirchen-bezirke/schwabisch-hall/bubenorbis/
A Igreja Evangélica de Santa Maria e seus membros:


Herzlich Willkommen bei der Evang.- luth. Kirchengemeinde
ST. MARIA zu Grasleben
http://www.ev-kirche-grasleben.de/Berichte/Berichte-2008/Silberne_Konfirmation_2008/Silberne_Konfirmation_2008.html
Esta é a Igreja Evangélica de Santa Margarete:




Mediasch.Ev. Kirche-gew.Sta.
Margaretha-Kirche.
http://www.siebenbuerger.de/ortschaften/mediasch/bilder/15417.html
''
GLOSSÁRIO:
''
EV ou Evangelische = evangélica
''
Kirche = igreja
''
Copiaram até o católico cantor Roberto Carlos, que tanto canta Jesus e Maria em suas canções. Veja a imitação de voz do “Roberto Carlos” deles: http://www.youtube.com/watch?v=tyQFY8K6nW0

Para seduzir os jovens, copiaram o Renato Russo, da banda Legião Urbana, só porque aquele fazia músicas para Maria mãe de Jesus e os santos católicos. Veja a imitação de voz do “Renato Russo” deles:

http://www.youtube.com/watch?v=jfiLMxhUalU

O nome desta banda evangélica “Catedral”, também é copiado do nome dado as grandes igrejas católicas.

Eles copiaram Maria, mãe de Deus e nossa, embora a deles não fosse nenhuma “bendita” entre as mulheres: http://www.orkut.com.br/Main#Community.aspx?cmm=8483664Mas, e a RCC, veio do protestantismo, ou não?

Não, não veio do protestantismo. O que veio do protestantismo foi um grande número de pessoas convertidas ao catolicismo, que trouxeram culturas protestantes e que aos poucos estão sendo corrigidas sob as novas orientações.


PAPA LEÃO XIII
Afirmar dependência da RCC ao protestantismo é jogar pérola a porcos. Segundo artigo publicado pelo mestre beneditino D. Estevão Bettencourt, OSB, em PR nº 523, outubro/2006, a contemporânea “redescoberta” da ênfase na ação do Espírito Santo tem inicio em dois eventos da História da Igreja.

A princípio, em 1897 o Papa Leão XIII publica a Encíclica DIVINUM ILLUD MUNUS, sobre o Espírito Santo ["lamentando que o Espírito Santo fosse pouco conhecido e apreciado, concita o povo a uma devoção ao Espírito"], e em 01/01/1901 ele invoca publicamente a ação do Espírito Santo em nome de toda a Igreja.

Outro evento foi a oração proferida pelo papa João XXIII na abertura do CVII em 1962 em que clamava a Deus: “Renova teus milagres nestes novos dias, como em um novo Pentecostes. Permite que a tua Igreja, unida em pensamento e firme na oração com Maria, a Mãe de Jesus, e guiada pelo abençoado Pedro, possa prosseguir na construção do Reino de nosso Divino Salvador(...)”
O PAPA JOÃO PAULO II E
Patti Gallagher Mansfield
Em resposta às aspirações de Leão XIII e João XXIII surge a RCC, comumente atribuída a sua origem ao chamado “fim de semana de Duquesne” (17 a 19/02/1967) em que um Grupo de Estudos Bíblicos da Universidade de Duquesne teve um “reavivamento espiritual” algo que é difícil explicar por palavras... algo similar ao ocorrido em Pentecostes, guardadas é claro às devidas proporções...

Entre as Importantíssimas ponderações, que nos lega o grande mestre beneditino D. Estevão Bettencourt, está a que alerta:

“De modo especial é necessário enfatizar, nos grupos de oração, que os dons extraordinários não devem ser preferidos pelos ordinários ou que o espalhafatoso não deve ser almejado como sinal de santidade. “O justo vive da fé”, diz S. Paulo (Rm 1,17), não de milagres. Seja também recordado que o sentir (sentir-se bem, eufórico) não é constitutivo necessário da vida de fé. Esta pode ser autêntica mesmo na aridez e no claro – escuro da luta em prol da fidelidade a Cristo. É preciso também não confundir fenômenos puramente psicológicos com dons do Espírito Santo.” (BETTENCOURT, Estêvão. A RCC depende do protestantismo? In: PR nº 352/2006, p.478)

http://www.cleofas.com.br/virtual/artigos/art0007_RCC_veio_do_protestantismo_LMJ.pdf

E assim cai o embuste, daqueles que sob a sombra da ignorância, tentam iludir para usurpar o lugar da Igreja Católica Apostólica Romana, fundada por Jesus Cristo, 1517 anos antes.

Autor: Fernando Nascimento

Colaboração: Nicélia Pinheiro / Leandro Martins de Jesus.
=============================


07/08/09


Andrea

A RCC não veio do Neopetecostais?

O nascimento da Renovação Carismática Católica.

A Renovação Carismática Católica, ou o Pentecostalismo Católico, como foi inicialmente conhecida, teve origem com um retiro espiritual realizado nos dias 17-19 de fevereiro de 1967, na Universidade de Duquesne (Pittsburgh, Pensylvania, EUA).(13)


UNIVERSIDADE DE
DUQUESNE
Em uma carta enviada dois meses após (29 de abril de 1967), a um professor, Monsenhor Iacovantuno, Patti Gallagher, uma das estudantes que participou do retiro, assim relatou o que aconteceu naqueles dias:

"Tivemos um Fim de Semana de Estudos nos dias 17-19 de fevereiro. Preparamo-nos para este encontro, lemos os Atos dos Apóstolos e um livrinho intitulado "A Cruz e o Punhal" de autoria de David Wilkerson. Eu fiquei particularmente impressionada pelo conhecimento do poder do Espírito Santo e, pelo vigor e a coragem com que os apóstolos foram capazes de espalhar a Boa Nova, após o Pentecostes. Eu supunha, naturalmente, que o Fim de Semana me seria proveitoso, mas devo admitir que nunca poderia supor que viria a transformar a minha vida! "

http://www.rccbrasil.org.br/historia-da-rcc.php
============================


07/08/09


Ronaldinho \†/


Pax!



PENTECOSTES
Parabéns Fernando, gostei do tópico.

Só falando sobre as "experiências Pentecostais" quero dizer que qualquer experiência pentecostal foi plagiada do Catolicismo, visto que o Pentecostes narrado em Atos 2 é, por essência, católico. Nele encontramos a Virgem Maria, Pedro (papa), os bispos fiéis ao Papa e, principalmente, vemos uma comunidade.



Pax!



Ronaldinho

RCC - Proclamando que Jesus Cristo é o Senhor!


Autor: Fernando Nascimento e demais colaboradores mencionados acima
Fonte: Orkut - Mentiras em Sites Religiosos (suprimida)
Veja o Índice das Mentiras em GOOGLE+
Acesse também:

.
Postar um comentário

Compartilhar

 
  •  
    Ocorreu um erro neste gadget

    ROLE O BANNER E CLIQUE NO ASSUNTO DESEJADO

    >
    > >