TRADUZIR

sábado, 23 de abril de 2016

LEI ANTI TERRORISMO NO BRASIL - INSTITUTO LULA É CONTRA. POR QUE?

IIIIIIIIIIITerrorismo suave é aqui: Você já ouviu falar em Projeto de Lei 2016/15? Os black blocs, já!

VOCÊ JÁ OUVIU FALAR EM  PROJETO DE LEI 2016/15?  
A maioria de nós, BRASILEIROS, desconhece, a imprensa não divulga, a oposição muito menos, mas todos os pageytkysindicatos e movimentos de esquerda ligados ao INSTITUTO LULA e todos os blogs de esquerda movimentam-se sorrateira e rapidamente nos bastidores do Congresso através de abaixo assinados e de pressão junto aos deputados para tentar barrar o Projeto de Lei 2016/15, Projeto que tipifica o crime de terrorismo no Brasil. A preocupação dos ativistas de esquerda e trecos como MTST E MST, que fazem passeatas portando instrumentos como facão, enxada e foice, é que as novas regras criminalizem manifestações de grupos ditos populares , aqueles que depredam, queimam ônibus , saqueiam comércios e agências bancárias. Muitos dizem que a imprensa é, sim, socialista, avermelhada, e de certa forma, conivente com o lulopetismo. Talvez generalizar seja um exagero, porém, fatos ocorridos recentemente levam mais e mais brasileiros a desconfiarem desta possibilidade. Senão, qual seria o motivo de a imprensa calar-se sobre o Projeto de Lei 2016/15, que trata de crimes de terrorismo? Eu, você e seu vizinho, quantas vezes vimos, lemos ou ouvimos uma reportagem sobre tão importante lei? Provavelmente, NUNCA!
MAS, O MST, O MTST, A CUT, OS BLACK BLOCS, O PSTU, O PT e toda sorte de pulhas, vagabundos comunalhas, que querem tudo na mão grande, já ouviram.
invasaohelvioromeroAbaixo vocês verão uma lista de “entidades” que se dedicam a impedir que esta lei seja aprovada. Alegam que o Código Penal já trata do tema, e por isto o BRASIL não necessita de lei específica. É verdade quando dizem que temos leis para punir crimes de vandalismo, depredação, pichação de monumentos e ate para quem incendeia ônibus, leis para crimes cujas penas não ultrapassam oito anos,ficando em sua maioria por volta de quatro anos e que não bota ninguém atrás das grades. Normalmente , pagam fiança ou recebem penas alternativas, ou seja: não dá nada para estes criminosos. Mas o Projeto de Lei 2016/15 põem um fim nestas modalidades de crimes e acaba com a farra, tudo porque a pena inicial é de oito anos, o que obriga estes esquerdistas a cumprirem a pena atrás grades, e vendo o sol nascer quadrado, sem o beneficio da fiança ou de penas alternativas fiança. Esta lei , se provada, evitaria aquelas cenas de criminosos a serviço de Stédile desfilassem com foice e facões, pois daria cana de oito anos!
Lembrando:O Instituto Lula é muito mais ágil e organizado do que imaginamos. A esquerda não se movimenta sem o seu sinal verde, sem seu aval.Grande parte das ditas “entidades” recebem orientação e subsídios do Instituto inimigo dos Brasileiros de bem e que realmente produzem.




Esta lista foi obtida no blog de tendência comunista:http://waltersorrentino.com.br/2015/10/13/manifesto-de-repudio-a-tipificacao-do-terrorismo/
Esta lista foi obtida no blog de tendência comunista:http://waltersorrentino.com.br/2015/10/13/manifesto-de-repudio-a-tipificacao-do-terrorismo/

Na lista abaixo é possível traçar um perfil dos signatários contrário à Lei. Observem que são aqueles que se valem do desrespeito e de depredações e em seus atos.
Esquerdalhas
Abaixo assinamos:
 — ENTIDADES —
Ação Educativa – Assessoria, Pesquisa e Informação
Actionaid Brasil
Assembleia Nacional dos Estudantes – Livre – ANEL
Associação Brasileira de Ensino de Arquitetura e Urbanismo – ABEA
Associação de Advogados de Trabalhadores Rurais no Estado da Bahia – AATR
Associação dos Especialistas em Políticas Públicas do Estado de São Paulo – AEPPSP
Associação dos Geógrafos Brasileiros – AGB
Associação ECCOS – CAMPINAS
Associação Juízes Para a Democracia – AJD Associação Missão Tremembé – AMI
Associação Nacional de Pós Graduandos
Associação Nacional de Transportes Públicos – ANTP




viatura da PM-SP apedrejada em 15/10/15 por bandidos do black bloc a serviço do PT.
viatura da PM-SP apedrejada em 15/10/15 por bandidos do black bloc a serviço do …

Campanha pelo Plebiscito Constituinte
Central de Movimentos Populares – CMP
Centro de Assessoria à Autogestão Popular – CAAP
Centro de Assessoria Popular Mariana Criola
Centro de Defesa da Vida Herbert de Souza – Fortaleza, CE
Centro de Direitos Econômicos e Sociais – CDES Direitos Humanos
Centro de Direitos Humanos de Cascavel – PR
Centro Dom Gaspar de Direitos Humanos
Centro Dom Helder Câmara de Estudos e Ação Social – CENDHEC
Centro Gaspar Garcia de Direitos Humanos
CFEMEA – Centro Feminista de Estudos e Assessoria
Coletivo de Artistas Socialistas – CAS
Coletivo Desentorpecendo a Razão – DAR Comboio
Coletivo Juventude Socialismo e Lierdade – JSOL Campinas
Comissão de Defesa da Liberdade de Imprensa e Direitos Humanos da Associação Brasileira de Imprensa – ABI
Comissão de Direitos Humanos do Sindicato dos Advogados de São Paulo
Comitê Pela Desmilitarização
Comitê Popular da Copa de SP
Comitê Popular da Copa e das Olimpíadas do Rio de Janeiro




baderneiros fefelechianos...faltou borracha
baderneiros fefelechianos…faltou borracha

Comunidades Eclesiais de Base – CEBS Sorocaba
CONAM
Conectas
Confederação Nacional de Associações de Moradores – CONAM
CONIC – Conselho Nacional de Igrejas Cristãs do Brasil
Conselho Federal de Serviço Social – CFESS
Conselho Indigenista Missionário – CIMI
Conselho Municipal de Direitos Humanos e Cidadania de Campinas
Conselho Municipal de Direitos Humanos e Cidadania de Campinas
Consulta Popular
Coordenação do Fórum Nacional de Reforma Urbana
CSP – Conlutas
CUT- Central Única dos Trabalhadores
Dignitatis Assessoria Técnica Popular




Faltou borracha1
Faltou borracha!

Escola de Governo
Espaço Kaleidoscópio – Criciúma-SC
Esquerda Marxista
Federação de Órgãos para Assistência Social e Educacional – FASE
Federação Interestadual dos Sindicatos de Engenharia – FISENGE
Federação Nacional das Associações de Empregados da Caixa Econômica – FENAE
Federação Nacional dos Arquitetos e Urbanistas – FNA
Federação Nacional dos Estudantes de Arquitetura e Urbanismo do Brasil – FENEA
Fora do Eixo
Fórum da Amazônia Oriental/ GT Urbano – FAOR
Fórum Nordeste de Reforma Urbana – FneRU
Fórum Sul de Reforma Urbana
Fórum Urbano da Amazônia Ocidental – FAOC
Frente de Resistência Urbana
Greenpeace
Grito dos Excluídos Contiental
Grupo Lambda LGBT Brasil Grupo Tortura Nunca Mais – RJ




MASSA DE MANOBRA TREINADA PARA PRÁTICA DE CRIMES
MASSA DE MANOBRA TREINADA POR STÉDILE PARA PRÁTICA DE CRIMES

Grupo Tortura Nunca Mais – SP Habitat para a Humanidade
IBASE
Identidade – Grupo de Luta pela Diversidade Sexual Instituto Brasileiro de Administração Municipal – IBAM
Instituto Brasileiro de Análises Sociais e Econômicas – IBASE
Instituto Brasileiro de Ciências Criminais – IBCCRIM
Intersindical
Intervozes – Coletivo Brasil de Comunicação Social
Jornal Página 13
Juventude Revolução
Juventude Revolução
Levante Popular da Juventude
MAB – Movimento dos Atingidos por Barragens
Midia NINJA
Movimento de Moradia da Cidade de São Paulo / MMC
Movimento dos Pequenos Agricultores / MPA
Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra- MST
Movimento dos Trabalhadores/as Assentados/as, Acampados/as e Quilombola CETA/BA
MTST- Movimento dos Trabalhadores Sem Teto
NAÇÃO HIP HOP BRASIL
Nação Hip Hop Brasil
Pastoral Anglicana da Terra – Cascavel – PR




PPRESIDENTE do PARTIDO DA BANDIDAGEM e o MST CRIMINOSO DE STEDILE
DONO do PARTIDO DA BANDIDAGEM e do MST CRIMINOSO DE STÉDILE

Plataforma de Direitos Humanos – Dhesca Brasil
Rede nacional de advogados populares, RENAP
Tendência Revolucionária, Psol
Terra de Direitos
União Brasileira de Mulheres
União de Negros Pela Igualdade – UNEGRO
União Nacional dos Estudantes- UNE
União Nacional por Moradia Popular
— PERSONALIDADES —
Adriano Espíndola Cavalheiro – Presidente da Comissão de Movimentos Sociais da 14ª Subsecção da OAB/MG
Adriano Ferreira –  Movimento dos trabalhadores e trabalhadoras do campo MTC- Brasil
Aleida Guevara March – Medica cubana.
Alexandre Conceição, MST
Anarquistas Contra o Racismo – ACR
André Alcântara – Centro de Direitos Humanos de Sapopemba
Anivaldo Padilha, militante dos direitos humanos, São Paulo.
Ariovaldo Ramos, Pastor Evangélico
Bento Rubião – Centro de Defesa dos Direitos Humanos Cearah Periferia
Bruno Elias, secretário nacional de movimentos populares do PT
Carlos A. C. Baccaglini – diretor de Comunicação do Sinpro Campinas e Região
Cesar Sanson – Professor da Universidade Federal do Rio Grande do Norte – UFRN
Claudia Korol, educadora feminista, Argentina
Cloves Barbosa – Professor da UNIFESSPA




DILMA:MÃE DO PAC E TIA DO MST
DILMA:SE DIZ MÃE DO PAC E TIA DO MST

Dainis KAREPOVS, historiador
Dr. Clifford Andrew Welch – Professor da História Contemporânea do Brasil, Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, UNIFESP – Universidade Federal de São Paulo / Brazil
Erina Batista Gomes – Advogada Popular
Fabiano Morales – Canoas RS
Fabio Konder Comparato, professor emérito da Faculdade de Direito da USP.
Fernanda Maria da Costa Vieira – professora adjunta UFJF
Fernando Vieira. Oposição Sinpro-Rio
Gérson Wasen Fraga – UFFS – Campus Erechim
Günter Adolf Wolff – Pastor
Heloísa Fernandes Silveira – Sociologa
Henrique Parra – Departamento de Ciências Sociais/Unifesp
Iris Kantor – Universidade de São Paulo-Brasil
Issa Fernando Sarraf Mercadante – Medico
Ivan Valente – Deputado Federal PSOL/SP
Jacqueline Ramos Silva Carrijo, auditora fiscal do trabalho
Jean Tible, professor, USP
Jorge Luiz Souto Maior, professor da Faculdade de Direito da USP
José Antonio dos Santos da Silva – Coordenador do Fórum Permanente de Educação e Diversidade Etnicorracial do RS.
José arbex jr – professor de jornalismo – pucsp
Kátia MARRO, docente da UFF

Kenarik Boujikian, co-fundadora da Associação Juizes para a Democracia, juiza TJSP
bandidos...
Laura Tavares – FLACSO Brasil
Leda Maria Paulani – Professora titular FEA-USP
Lisete Regina Gomes Arelaro – Professora da Faculdade de Educação /USP – Presidente da Associação Nacional de Pesquisa em Financiamento da Educação (FINEDUCA).
Lúcio Gregori – engenheiro, ex-secretário municipal de transportes de São Paulo
Luís Carlos Dalla Rosa – Professor – Porto Alegre/RS
Luiz Henrique Ribeiro – Advogado, Procurador-Geral do Município de Coronel Fabriciano – MG
Maíra Streit – Repórter
Manhana de Castro – SIT – Superintendência de Infraestrutura e Transporte do Estado da Bahia
Maria Beatriz Costa Carvalho Vannuchi –  psicanalista
Maria Laura de Abreu d’Avila
Maria Marta Azzolini
Maria Victoria de Mesquita Benevides, socióloga, professora titular da USP
Mariana Cavalcante Moura – Advogada Popular
recepcionista de terroristaMarluce Melo – Comissão Pastoral da Terra Nordeste 2 – CPT NE 2


         ARRIBA CUMPANHERU

Miguel do Rosario – Editor do blog o cafezinho
Nelia Reis – UFAL
Otilia Beztriz Fiori Arantes – Professora USP
Páulia Maria Cardoso Lima Reis
Paulo Bufalo – Presidente Estadual PSOL São Paulo e Vereador – Campinas SP
Paulo Eduardo Arantes – Professor USP
Prof. Dr. Marcos Barbosa de Oliveira – Universidade de São Paulo
Prof. Horacio Martins – Curitiba
Rafael Litvin Villas Bôas, Professor da Universidade de Brasília
Ramatis Jacino, historiador – São Paulo – SP
Renato da Silva Queiroz, FFLCH-USP


FONTE: ÁGUA POTÁVEL
Postar um comentário

Compartilhar

 
  •  
    Ocorreu um erro neste gadget

    ROLE O BANNER E CLIQUE NO ASSUNTO DESEJADO

    >
    > >