quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

PROVA ACACHAPANTE DE QUE A BÍBLIA É INSPIRADA POR DEUS


Questões levantadas por um evangélico e remetidas ao dono deste blog, abrangendo AUTORIDADE DA BÍBLIA E DA IGREJA, SUFICIÊNCIA DA BÍBLIA E AUTORITARISMO DA IGREJA:

James flamingo O mundo de sal: O incrível e acachapante Salar de Uyuni   Curiosidades

O MUNDO DE SAL... Acachapante Salar de Uyuni



1.  minha dúvida é entender um pouco mais sobre aquilo que não está registrado na Bíblia Sagrada, que considero ser minha única fonte de fé, onde julgo ser infalível, inerrante e plenamente inspirada pelo Espírito Santo em sua escrita.






Índice das Mentiras


Certamente a Bíblia é infalível por ser, como você mesmo disse"plenamente inspirada pelo Espírito Santo"  Porém esta afirmação - com a qual concordo plenamente - necessita de fundamento. Se é sua afirmação gostaria que me mostrasse uma prova acachapante contra a qual ninguém poderia se desculpar sob pena de estar sendo completamente incoerente. Quanto à sua outra afirmação também não acho motivo para acreditar, pois a própria Bíblia não afirma tal.

2. Alguns católicos amigos que possuo me dizem que os padres e estudiosos no Vaticano detém conhecimentos revelados por Deus e que ninguém pode duvidar! Isso procede? 

Não concordo com seus amigos. Toda a sabedoria ensinada por Cristo não se restringe a uma classe, mas está diluída em toda a Igreja e é o Espírito Santo que nô-la faz recordar (Jo 14,26).

3. Pois penso que se há ensinamentos de Cristo que não foram registrados na Bíblia Sagrada, apesar de serem importantes, não seriam "fundamentais'' para a salvação do homem, onde apenas através do sacrifício de cruz e através de Jesus podemos alcançar a salvação, lembrando sempre que isso é um dom gratuito que vem de Deus e que por nós mesmos não merecemos (Rom. 6:23). 

Que nem tudo o que Cristo ensinou teria que ficar registrado por escrito, fica evidente quando ele envia sua Igreja para ensinar, com sua própria autoridade, a todas as nações. Ele jamais mandou que se escrevessem cartas ou livros. Ordenou apenas: "ensinai". O escrever cartas e livros parte da autoridade da própria Igreja, assim como também ordenar diáconos, presbíteros e bispos, ou eleger um novo apóstolo para substituir Judas, aceitar um 13.º apóstolo, convocar concílio etc. Além disso em nenhuma parte da Bíblia se fala nesses escritos estaria contido tudo o que era mais importante. São João, o Evangelista, fala coisa parecida mas se referia apenas a milagres operados por Cristo.

4. Outro ponto deste assunto: isso não passa uma impressão de autoritarismo onde a Igreja diz: "eu sei o que Deus quer e somente eu estou preparado(a) para ter tal ensinamento...", pois Cristo sempre debateu com fariseus e sempre ensinou os pobres, miseráveis, enfermos, etc., as questões vitais para salvação? Nesse ponto eu me baseio em Gálatas 1:8, onde Paulo afirma que se ele (ou qualquer membro na Igreja primitiva) ou até anjos anunciar outro evangelho alem do anunciado, seja anátema.

Pai, perdoe-me Pai, perdoe-me pelas vezes que me sentei ao seu lado, mas não ouvi o que o senhor dizia. Pai, perdoe-me pela visita rápida de fim de tarde ...
Divinamente guiada e inspirada por Deus, a Igreja é inerrante (1Tm 3,15) e Cristo fala pela boca desses seus legítimos enviados: "Quem vos ouve a mim ouve...". Ora, se é Deus que fala através da Igreja, com toda certeza não pode haver erro em seus ensinos. De que nos valeria uma Igreja FALÍVEL? Se a água que sai pura e cristalina da fonte mas se o duto que a transporta está contaminado a que fim se utilizá-lo? Cristo sem uma Igreja infalível não será mais que uma luz que brilhou intensamente no início do primeiro século, mas que, com o correr do tempo perdeu todo seu brilho e o que nos chega agora não passa água contaminada que já não conduz à vida mas à morte. Não! Deus certamente providenciou para que sua revelação chegasse até nós e até o fim do mundo, pura e cristalina, tal qual saiu da fonte que é Cristo.

Esta Igreja tem que ser INFALÍVEL segundo garante a Bíblia (1Tm 3,15). 



5. lembrando que o evangelho anunciado por Paulo está registrado no Novo Testamento em suas diversas cartas / epístolas direcionadas à diversas igrejas, além do mais, assim como os bereianos devemos sempre examinar nas escrituras se os ensinamentos que recebemos realmente procedem da parte de Deus, pois Ele jamais pode voltar atrás de Sua Palavra. (At.17:11).





"... às diversas igrejas" - corresponde às diversas comunidades da única e verdadeira Igreja de Cristo. Ainda não acontecera os grandes cismas que hoje conhecemos, chamados de "a" apostasia (2tss 2,3);

Os bereianos eram judeus que ainda não confiavam em Paulo e, por isso mesmo, tinham de conferir para ver se ele não estava tentando enganá-los; os cristãos, que sabiam que Paulo fora efetivamente enviado por Cristo, não precisavam tomar esta providência. Cristo nos mandou ouvir a Igreja e não examinar as Escrituras, muito embora seja a Igreja aconselha sua constante leitura. Verifique a diferença entre "EXAMINAIS" e "EXAMINAI"
.

Autor: Oswaldo
Gosta de DEBATES? 
Acesse "Mentiras em Sites Religiosos-MSR-4
 no Grupia e 
no Face Book
Veja também o Índice das Mentiras em GOOGLE+
Acesse também:

.

Postar um comentário

Compartilhar

 
  •  
    Ocorreu um erro neste gadget

    FAZER PEDIDO AQUI

    MAIS OUTRA NOVIDADE!
    Já está em andamento o segundo volume do
    NDICE DAS MENTIRAS CONTRA A IGREJA CATÓLICA"

    ROLE O BANNER E CLIQUE NO ASSUNTO DESEJADO

    >
    > >