segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

O ESTADO DO VATICANO - 19. A BÊNÇÃO PAPAL

Este capítulo, foi dedicado pelo embusteiro “pastor”, a supostos insucessos das Bênçãos do Papa, que seu mestre Lutero tanto respeitou, dizia Lutero. Por isso, o Espírito Santo nos beneficia através do papa quando este, em seus decretos, sempre exclui a circunstância da morte e da necessidade.” (tese 9).

19.1 - Caluniava o vil “pastor”: -“O Papa abençoou Carlota de Bourbon quando voltou à Roma; antes dela sair do Vaticano enlouqueceu sem causa aparente”. 


- Resposta - PURA CALÚNIA! O papa nunca esteve com Carlota de Bourbon, esta quando saiu do Brasil voltou a Portugal e jamais à Roma, e muito menos esteve louca em qualquer momento de sua vida, nem com, nem sem causa aparente. Pura calúnia. (Fonte consultada: ©1997-2003 PNN Portuguese News Network™. )



18.2 - O embusteiro também inventou gratuitamente uma série de outras supostas bênçãos que os Papas teriam dado ao Imperador Maximiliano do México, a Imperatriz do Brasil, ao Exército Francês, ao príncipe Napoleão IV, ao Duque Francisco Fernando da Áustria, a um suposto arcebispo do Peru, e teriam todos terminado em insucessos. 


Arquiduque Francisco Fernando
- Resposta - PURA CALÚNIA! Em biografias e históricos destas pessoas e exército, nada consta de bênção Papal ou até encontro com o Papa, visto que o velhaco “pastor” descaradamente não citou nenhuma fonte.

1. O citado por ele “Duque Francisco Fernando” que “teria” sido “abençoado solenemente pelo Papa Bento XV”, na verdade foi assassinado no dia 28/06/1914, o Papa Bento XV só viria a ser eleito posteriormente, em 03/09/1914; 

2. e o exercito francês, também “abençoado”, jamais poderia ter recebido benção em 1870, visto que nesta época este apoderava-se de Roma. O resto é lorota descabida para “evangélico” dormir. (Enciclopédia Encarta).

3. O ludibriador ainda sofismava, desvirtuando o sentido da palavra BÊNÇÃO, querendo dar a ela o sentido de IMORTALIDADE das pessoas, ou a sua IMUNIDADE aos acidentes terrenos. Ora, BÊNÇÃO no dicionário, quer dizer BENZER, GRAÇA DIVINA. A visão materialista do velhaco “pastor” se prende apenas às coisas terrenas. Vendo as coisas desse jeito o “pastor” está insinuando que Cristo foi um desastre, pois diz as escrituras protestantes: “... ABENÇOANDO-OS Ele, se apartou deles e foi elevado ao céu” (Lc 24,51). Foi uma bênção infeliz também aquela dada aos apóstolos que morreram todos “tragicamente”, blasfemo “pastor”?

18.3 - Adiante ele fala que os supostos “navios Santa Maria e América teriam recebido a benção do papa; no primeiro viajava 11 freiras, ambos naufragaram com perda total.” - 

- Resposta: Ora, o Santa Maria era uma caravela da esquadra de Cabral, obteve todos os êxitos incluindo o de descobrir o Brasil, nunca naufragou nem transportou freiras, sua tripulação era masculina. Já o “navio América”, também citado como afundado por causa de “benção papal”, não se registra na história dos naufrágios. Tudo calúnia. (Fonte consultada de naufrágios: http://noticias.terra.com.br/mundo/interna/0,,OI862751-EI294,00.html)


Campos Salles em sua Casa em
Petrópolis
18.4 - Fala também o enganador que, Campos Salles e sua família supostamente teriam recebido uma benção do Papa que "valia para três gerações!. Em poucos dias seu irmão foi assassinado”. 

– Resposta: Ora, embusteiro “pastor”, se como o senhor diz, a bênção foi para as três gerações de Campos Salles, o senhor não acha que a geração do suposto irmão assassinado de Campos Sales é outra, e não foi abençoada? As três gerações de Campos Salles compreendem seus filhos, netos e bisnetos. Que fiasco do “pastor”!

18.5 - Agora preste atenção nesta calúnia do embusteiro, ele alega gratuitamente, sem fonte alguma que: “Dr. Tancredo Neves, eleito presidente, foi a Roma e recebeu a benção do Papa; depois saindo de uma igreja em Minas Gerais disse: ‘ Recebi a benção da Nossa Senhora, agora posso governar o Brasil.’ A benção do Papa não ajudou, a imagem falhou e Tancredo não subiu a rampa do Palácio!” 


FIDEL CASTRO TAMBÉM VISITOU O
PAPA. Pelo jeito vai morrer de
velhice.
– Resposta: Pura calúnia! Este é mais um delito contra o ARTIGO 208 DO CÓDIGO PENAL, que pode pôr na cadeia este vilipendiador da fé Católica. Tancredo Neves nunca mencionou a frase acima inventada pelo velhaco, apenas visitou o Papa, como o fez: SARNEY, ITAMAR, FHC, LULA, KLINTON, BUSH, BLEER, PUTTIM, CHIRRAC, MANDELLA, TATCHER E OUTROS, que não morreram e subiram todas as rampas, inclusive duas vezes consecutivas como: FHC, LULA, BUSH e BLEER. Os médicos derrubaram a máscara do “pastor” quando no dia 22/04/2005 no Globo Repórter/ Tv Globo, afirmaram bombasticamente que Tancredo Neves era paciente terminal mesmo antes de se candidatar, por trazer grave enfermidade, que não foi a anunciada como causa de sua morte. Os médicos foram categóricos: “Tancredo como estava enfermo não viveria para assumir o governo”. Isso desmoraliza o velhaco e criminoso “pastor”.


18.6 - E, novamente incorrendo no mesmo crime previsto do ARTIGO 208 DO CÓDIGO PENAL, que põe na cadeia os vilipendiadores da fé, o embusteiro sofismava: “É preciso que as autoridades do nosso país dirijam suas preces ao Deus vivo, esquecendo a idolatria do Catolicismo Romano!” 


– Resposta: No Catolicismo não cabe “idolatria”. Todos os presidentes Católicos deste país, sempre dirigiram suas preces ao Deus vivo, ou pediram a intercessão da MÃE DO SENHOR (Lucas 1, 43) ao mesmo Deus vivo, com exceção do protestante ditador, perseguidor e militar, Ernesto Geisel, que governou este país sem eleição do povo, e fez desaparecer muita gente inocente, achou-se milhares de corpos clandestinos no cemitério de Perus - SP. Saiba que no Catolicismo não tem “idolatria”. Esta religião não permite ídolo, ídolo este, que o falsário João Ferreira de Almeida trocou nas bíblias protestantes por “imagem de escultura”. Este atentado contra a Bíblia, é confirmado ao notarmos que ele esqueceu de adulterar (Jz 18,30-31) nas bíblias protestantes, deixando a “IMAGEM DE ESCULTURA” na casa de Deus, revelando o verdadeiro sentido dos originais. Deus proíbe “ídolo” (deus falso) e não “imagem de escultura”. Muitas imagens de escultura Deus mandou fazer, na Bíblia, confira: (Ex 25,18-20), (Num 21,8-9), (1 Rs 6,23-35 e 7,29).



18.7 - Contrariando seu mestre Lutero, o velhaco “pastor” blefava: “As bênçãos dependem dos céus e só devem ser ministradas quando há autenticidade espiritual e isso não se consegue por governar uma grande religião ou por direitos canônicos!” 

- Resposta: Repetimos o que escreveu Lutero: “Por isso, o Espírito Santo nos beneficia através do papa quando este, em seus decretos, sempre exclui a circunstância da morte e da necessidade.” (Lutero, tese nº 9). Como se vê “pastor”, o Papa tem “autenticidade espiritual” de sobra.

18.8 - Adiante o Gaiato “pastor”, gratuitamente atribui tragédias, catástrofes econômicas, enchentes e outros males do Brasil à visitas que o Papa fez a Nação e a bênção que ele distribuiu ao povo brasileiro. 

- Resposta - Ora essa vulgar acusação não é de se estranhar vinda dos filhos da divisão (Rm 16,17-18), pois Cristo também foi insultado, e acusado de agir pelo poder de Belzebu, chefe dos demônios (Mt 12,24). Coisas piores e reais aconteceram quando o protestantismo chegou nas Guianas Francesas e matou envenenada grande parte da população, matou queimadas as crianças da Suécia e matou 30.000 camponeses seguidores de Thomas Müntzer, na Alemanha.


18.9 - Já que ele escondeu, vejamos então parte das maravilhas que trouxeram as Bênçãos do Papa: O Brasil saiu da ditadura para a democracia; se tornou TETRA E PENTA CAMPEÃO MUNDIAL DE FUTEBOL; bate ainda hoje recordes na agricultura; erradicou a paralisia infantil; controlou a tuberculose; estabilizou-se economicamente; as exportações aumentaram extraordinariamente; durante a estadia do Papa no Rio de Janeiro, não houve nenhum homicídio, coisa que assustou as estatísticas cariocas; foram fechados todos os bancos dos escândalos políticos; o número de católicos passou de 85,5 MILHÕES para 125 MILHÕES; a expectativa de vida do brasileiro aumentou e a torcida do Fluminense cantou a música papal “a bênção João de Deus” no Maracanã lotado e goleou o Flamengo, sagrando-se CAMPEÃO BRASILEIRO em 2005, durante o funeral do Papa João Paulo II, que atraiu os olhos do mundo inteiro para sua Santidade. ALELUIA! (Fontes: Veja, Globo Repórter, IBGE, Placar, CNN).

Só uma perguntinha: Se o deus do protestantismo é mais poderoso que o Deus Pai de Jesus Cristo, filho de Maria, por que não livrou os protestantes brasileiros das supostas “catástrofes” que eram só para os católicos???

- Aprenda, “pastor”, bênção só se torna maldição para quem a faz em sua própria honra (Malaquias 2,2). Lembre-se sempre das prisões da “bispa” Sônia, do “apostolo” Hernandes e de Edir Macedo. Coisa que o Papa não faz.

“Dizemos contra isto que qualquer papa, mesmo São Pedro, tem maiores graças que essas, a saber, o Evangelho, as virtudes, as graças da administração (ou da cura), etc., como está escrito em I. Coríntios XII” (Lutero, tese nº 78).
S. Paulo escreveu aos Romanos: “Abençoai os que vos perseguem, ABENÇOAI-OS e não os amaldiçoeis” (Rm 12,14).


É por isso que os protestantes no Brasil usufruem sem saber das bênçãos Papais. Ronaldinho fenômeno, desacreditado dos médicos, foi abençoado pelo Papa e milagrosamente curou sua perna nos dando o Penta. Qual protestante não saltou de alegria? E para o velhaco “pastor” que duvidava da assistência divina ao Papa, deixo Lutero corrigi-lo: “Dizemos contra isto que qualquer papa, mesmo São Pedro, tem maiores graças que essas, a saber, o Evangelho, as virtudes, as graças da administração (ou da cura), etc., como está escrito em I. Coríntios XII” (Lutero, tese nº 78). E assim acabam as lendas estratégicas do protestantismo.


Postar um comentário

Compartilhar

 
  •  
    Ocorreu um erro neste gadget

    FAZER PEDIDO AQUI

    MAIS OUTRA NOVIDADE!
    Já está em andamento o segundo volume do
    NDICE DAS MENTIRAS CONTRA A IGREJA CATÓLICA"

    ROLE O BANNER E CLIQUE NO ASSUNTO DESEJADO

    >
    > >