segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

O ESTADO DO VATICANO - 21. MALDIÇÃO DOS QUE SE EXALTARAM


No dia 03 de julho de 2002, os “evangélicos”, numa suspeita matéria de capa da VEJA, intitulada “Nação evangélica”, em tom pilhérico, exaltavam-se como “a força do Senhor”, de “movidos pela fé”, de religião dos bem sucedidos. Passado o tempo, verifique conosco...



O QUE ACONTECEU AOS EVANGÉLICOS QUE SE EXALTARAM NA REVISTA VEJA?

A BÍBLIA DIZ QUE “OS EXALTADOS SERÃO HUMILHADOS E OS HUMILHADOS SERÃO EXALTADOS”.





POR QUE DEU TUDO ERRADO?TERIA A MALDIÇÃO DOS QUE VIVEM SOB A LEI, CAÍDO SOBRE ESTES FUNDAMENTALISTAS QUE TAMBÉM VIVEM SOB A LEI? TIRE SUAS CONCLUSÕES (Gálatas 3,10).

- ASSÍRIA NASCIMENTO: cantora “evangélica” que abria a matéria, poucos dias depois, estava sendo processada por calote em Recife-PE, por sua amiga de infância. Ninguém foi para um dito “show gospel” que ela pensou que lotaria o estádio, e as contas ficaram para “Jesus” pagar. 

Foi julgada à revelia e condenada a pagar as contas. Mais tarde, Pelé pediu divórcio da mesma, que ficou pela segunda vez sem marido. 

http://www.medianeira.com.br/noticias.php?id=608977

- CASSIANE CANTORA: a desconhecida “evangélica”, com promessas de vender tanto CD quanto o padre Marcelo Rossi, foi um fiasco diante do padre, que vendeu 5 vezes mais, ou seja 5 Milhões de Cds, e ainda ganhou o prêmio de melhor álbum cristão. O padre doou a renda para caridade. Ela não.

- O COLÉGIO GAMALIEL da IGREJA RENASCER EM CRISTO, mostrado na matéria, poucos dias depois deixou de funcionar, com aviso prévio de três dias. Os donos da igreja estão sendo investigados pelo Ministério Público em inquéritos que apuram estelionato, formação de quadrilha, falsidade ideológica, entre outras acusações. 

QUEIXA-CRIME
A seita foi expulsa dos Estados Unidos e teve a cara de seus proprietários estampadas na capa da Revista Época como “CALOTEIROS”. Logo em seguida, foram presos e condenados por contrabando de dólares dentro de bíblias.

São Caetano na Libertadores 2002 - Em um dos casos
mais curiosos de "amareladas", o São Caetano estava
prestes a superar grandes times brasileiros e conquis-
tar a Copa Libertadores. Venceu o jogo de ida e pode-
ria 
até empatar em casa. Vencia por 1 a 0, mas levou a 

virada do Olímpia, do Paraguai, e perdeu nos pênaltis.





- TIME SÃO CAETANO, chamado por eles na matéria de “time de Jesus”, só porque nele tinha alguns protestantes, naquele ano na final, jogando em casa pelo empate para ser campeão, perdeu nos 90 minutos, na prorrogação e nos pênaltis numa noite só, para o time paraguaio 100% católico do Olímpia, que naquela mesma noite sagrou-se Campeão Sul-americano rezando a Ave Maria diante deles. No time dos “evangélicos”, ainda morreu um jogador em campo, foi punido e perdeu 24 pontos por tê-lo levado a campo doente, terminou rebaixado. Por outro lado a FIFA proibiu a palhaçada dos “evangélicos” levantarem a camisa em campo fazendo proselitismo com o nome de Jesus na roupa de baixo. Mais triste ainda, foi o que aconteceu com o “evangélico” Marcelinho Carioca, conhecido como “Marcelinho Scariotes” por sua violência e “trairagem” que o expulsou do Corinthians e do Brasil. Em atuação no Japão foi um fiasco, indo em seguida aventurar no Irã, em time desconhecido, onde o desastre foi ainda maior, chegando a ser preso por conduzir bebida alcoólica dentro do veículo. Voltando ao Brasil, foi recusado por 99,9% das torcidas dos clubes brasileiros (conf. Pesquisa da Revista Placar), só lhe restando um triste fim de carreira num timinho desconhecido, de terceira divisão. Já em Recife, o “pastor” Jonas Alvarenga infiltrou-se na direção do Santa Cruz, e colocou onze ditos “atletas de Cristo” para jogar, levou muitas goleadas e rebaixou o time.

- R. R. Soares viu as católicas TV Aparecida, TV Canção Nova, Rede Vida e Século 21 crescerem no Brasil e em todo o mundo, pregando o evangelho 24 horas no ar. O R. R. continua pedindo dinheiro para manter seu espremido proselitismo em televisões de terceiros, em horários baratos e de baixíssima audiência, enquanto um de seus pastores foi preso, por abuso sexual de menores. http://www.mp.rs.gov.br/imprensa/noticias/id11506.htm

- Teologia da Prosperidade: O líder da fantasiosa “teologia da prosperidade”, viu seu arauto, o diabólico Dr. Farah, matar e esquartejar uma paciente e amante casada. O profeta Jeremias 12,1-3, fala dos ímpios que prosperam e de sua engorda para o dia da matança. http://noticias.terra.com.br/brasil/interna/0,,OI2744632-EI5030,00.html


Vereador e pastor evangélico Cabo Júlio 
(PMDB-MG) fez jus a esse termo e decidiu 
abrir o bico, assumindo sua participação 
na máfia das Sanguessugas, como ficou 
conhecido o esquema de fraudes na área 
da saúde.
- Bancada “evangélica”: os 61 deputados “evangélicos”, mostrados por eles com orgulho, diante dos 580 do Congresso, foram apanhados primeiro recebendo “mensalão”, depois pela “Operação Sanguessuga” da Polícia Federal. A quadrilha “evangélica”, que superfaturava ambulâncias, era chefiada pelo “evangélico” “bispo” Rodrigues e integrada por “pastores da assembléia de Deus e da igreja universal, num esquema que movimentou pelo menos R$ 110 milhões. Entre tantos “evangélicos”, foram apanhados: Ronivon Santiago (PP-AC), a deputada Edna Macedo (PTB-SP), irmã do bispo Edir Macedo, seu filho Octávio José Bezerra; o deputados Reginaldo Germano (PP-BA), pastor José Divino (PMDB-RJ), pastor João Mendes de Jesus (PSB-RJ) pastor Marcos de Jesus (PL-PE) e pastor Vieira Reis (PRB-RJ). Na matéria da revista Veja, eles diziam “na política os evangélicos são um trator.” Mas ficou claro que o negócio deles era mesmo ambulâncias superfaturadas.

A Bancada evangélica no Congresso, caiu à metade e ficou sem líder. passando a ter no máximo 30 integrantes. Antes eram 61. Destes, apenas 12 se reelegeram. Dos evangélicos envolvidos nos escândalos das sanguessugas e do mensalão, no máximo dois conseguiram votos suficientes para permanecer no Congresso Nacional.
http://www.agenciasoma.org.br/sys/popmaterias.asp?codMateria=zVGiobOrGB9W&secao=show

- O “bispo” Rodrigues, da igreja universal, que aparece na matéria, pousando ao lado do presidente Lula, foi preso pela Polícia Federal, integrando as quadrilhas do “Bingo” e do “Mensalão” e mais tarde chefiando a quadrilha dos “Sanguessugas”. Vários assassinatos no Rio de Janeiro são pela polícia, atribuídos a ele.

- Garotinho: diziam na matéria: “1,2,3,4,5 mil queremos um evangélico presidente do Brasil”. O candidato dos evangélicos em 2002, terminou a campanha ridicularizado. Dizendo-se “enviado de Deus”, foi derrotado no 1º turno pelo católico Lula, ficando em terceiro lugar. Depois o católico Cezar Maia, eleito prefeito do Rio, derrotou todos os políticos “evangélicos” que ele apoiava no estado. Na campanha seguinte, esperneou querendo ser candidato pelo PMDB, foi barrado, quase morrendo numa hilária greve de fome, que não deu em nada. Hoje é um reles secretário da esposa. Na sua greve de fome, Garotinho recebeu do povo: caixão de defunto, mamadeira e chupeta.

- O livro de Edir Macedo: tentaram comparar Edir Macedo e seu criminoso livro que vilipendiava outra fé, com o mundialmente conhecido Paulo Coelho. O livreco de Edir Macedo foi condenado pela justiça a pagar 1 milhão e quatrocentos mil reais à umbandistas. Paulo Coelho alcançou a Academia de letras, e foi declarado “Imortal”, enquanto a justiça liberava o livro “Nos Bastidores do Reino” do ex-pastor Mário Justino, da universal, que mostra as falcatruas de Edir Macedo e sua “igreja”. http://br.geocities.com/luizahpbr/iurd.html [nota: É pura perseguição. Só pode!]

- O boneco “Bibliman”: Para faturar, criaram para suas crianças, um ídolo diabólico e sanguinário, com o diabo pintado na máscara e trazendo uma espada na mão, sem saber que Jesus disse: “Mete no seu lugar a tua espada, porque todos os que lançarem mão da espada à espada morrerão.” (Mt 26,52).

- Rodolfo Arantes: ex-integrante da banda “Raymundos” que dizia-se “de formação católica”, sem nunca ter ido a uma missa, alegava ter virado “evangélico” após uma “revelação”. Fundou a banda “Rodox”, que logo faliu depois de violento atrito entre ele e os outros integrantes.

- Íris Abravanel: esposa do apresentador Sílvio Santos, após se tornar “evangélica” entrou em atrito com o marido judeu, pelos altos dízimos surrupiados pelos “pastores”, teve sua casa invadida pelo “evangélico” da assembléia de Deus, Fernando Dutra Pinto, que seqüestrou sua filha e matou três policiais em tragédia que parou o país.

- Dedé Santana: Foi visto rastejando atrás de Renato Aragão, pedindo emprego após ter andado falando mal do mesmo. A mulher de Sílvio Santos, que é “evangélica” pediu para quebrar o galho do infeliz, com um programinha medíocre no domingo, que pela baixa audiência, teve que mudar de dia por causa da audiência da “Turma do Didi”.

- Iris Resende: político ”evangélico”, saía na matéria como “vitorioso”. Logo foi derrotado pelo católico Marcondes Pirillo, eleito governador de seu estado.

- Bezerra da Silva, o cantor: pousava de recém convertido à igreja universal. Morreu meses depois com grave enfermidade, sofreu muitos dias antes de morrer nas unhas dos “pastores” curandeiros da universal.

- Quem são os protestantes: eles na matéria, tentavam juntar todas as seitas particulares como se fossem todos “protestantes”, mas o líder das igrejas protestantes tradicionais, na Revista Época, os chamou-o de “Neopentecostais”, “charlatães enganadores”. Ou seja, disse para não misturar as coisas.

- Vendas de livros: mentiam na matéria dizendo “Loja de produtos evangélicos em São Paulo: um mercado bilionário”. PURA CALÚNIA! No ano desta maquinada matéria, as editoras católicas faturaram 91 milhões de reais no mercado de livros, contra 87 milhões das 50 mil seitas “evangélicas”. (Veja 8/10/2003 pág.100).

O “pastor” abaixo não aparece na matéria, mas andou pelas televisões fazendo apologia a este engodo da revista. Veja seu galardão:

- “Pastor” Marcos Pereira da Silva: Intimado pela polícia. Este é presidente da Igreja Assembléia de Deus dos Últimos Dias, ele apareceu no programa Fantástico da Rede Globo, numa rebelião na Casa de Custódia de Benfica, no Rio de Janeiro, sendo trazido de helicóptero por Anthony Garotinho, para derrubar os presos rebelados com seu paletó, numa palhaçada sem tamanho. E não é que o “pastor” conseguiu derrubar os rebelados sem nenhum tiro da polícia?! Muito simples, o “pastor” era membro das quadrilhas cariocas. De acordo com a Folha de S. Paulo, o “pastor”, teria uma reserva de minas de esmeralda na Bahia e um patrimônio incompatível com a sua renda na Igreja. As suspeitas de ligações com o tráfico são reforçadas por sua relação com o chefe do tráfico nas favelas de Acari, Alberico de Azevedo Medeiros, o Derico. O traficante já foi visto em cultos do pastor e, há duas semanas, foi preso em um apartamento em Maringá (PR) de propriedade de um pastor da igreja. Além disso, agentes da Delegacia de Repressão a Entorpecentes (DRE) fizeram uma vistoria em uma fazenda de propriedade do “pastor” Marcos Silva, em Nova Iguaçu, onde foram encontrados três cavalos que pertenceriam a Derico, além de três homens foragidos da Justiça. Segundo o jornal O Globo, Derico e outros acusados de tráficos usariam a fazenda do “pastor” como esconderijo. http://www.correiodobrasil.com.br/noticia.asp?c=65157
Fontes: (Site Terra Notícias, Sexta, 27 de agosto de 2004, 05h47) 

Revista veja, Revista Época, Revista Isto é, Diário de Pernambuco, O Globo, Estadão, Placar.

Obs.: 30% da matéria denominada “Nação evangélica” da Veja, foi dedicado aos crimes de Edir Macedo, David Miranda, Estevam Hernandes, Bispa Sônia, pastor Francisco Silva e imagine vocês “dizimo superfaturado”. Eis o povo que se diz “povo de Deus”. Do jeito que o diabo gosta.

Índice O Estado do...

Postar um comentário

Compartilhar

 
  •  
    Ocorreu um erro neste gadget

    FAZER PEDIDO AQUI

    MAIS OUTRA NOVIDADE!
    Já está em andamento o segundo volume do
    NDICE DAS MENTIRAS CONTRA A IGREJA CATÓLICA"

    ROLE O BANNER E CLIQUE NO ASSUNTO DESEJADO

    >
    > >