TRADUZIR

sábado, 10 de dezembro de 2011

O ESTADO DO VATICANO - 16. REFERÊNCIAS DA BÍBLIA AO PAPADO E AO VATICAN

16.1 - Este capítulo, o embusteiro “pastor”, dedica às manobras protestantes para inculcar na cabeça dos incautos, que a Igreja era perseguida por ela mesma, e não pelo Império Romano quando pagão e outros reis tiranos. Primeiro ele começa falando de enganadores protestantes, desmascarados por Teólogos e exegetas sérios em todo o mundo. Esses enganadores como o protestante Dave Hunt, fantasiam que: “a besta é o Papa”, “o Papado é ‘ponta pequena’”, “a Igreja é a prostituta”, e outras balelas que serão desmascaradas aqui, agora.



- Resposta - Muitas das vezes que Daniel, São Paulo ou São João se referiram a “chifre” ou ao “REINO”, referiam-se ao IMPÉRIO ROMANO PAGÃO, antes de ser Cristianizado pela Igreja que teve muitos santos mortos por este. Ou ao anticristo que já está na terra, mas não é de nós por não ter ficado conosco, podendo ter ido para o protestantismo (1 Jo 2,18-19). Só no século IV a Igreja, com a graça de Cristo, conseguiu converter o IMPÉRIO ROMANO. Mesmo os romanos civis que viveram antes do século IV, nada tinham a ver com a tirania de seus imperadores, para esses protestantes terem tanto ódio assim deles. Só pode ser ignorância. São Paulo, bispo Católico, amava Roma e os romanos e assim os escreveu: “A todos os que estais em Roma, amados de Deus, chamados Santos: Graças a paz de Deus, nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo. Primeiramente, dou graças a Deus por Jesus Cristo, acerca de vós todos, porque em todo o mundo é anunciada a vossa fé”. (Rm 1, 7-8). É bom lembrar que, esta carta de São Paulo, foi aos romanos e não a outro bispo como Tito ou Timóteo.





16.2 - Adiante, o anjinho “pastor” resolve acusar o catolicismo de uma “inquisição” irreal, que hoje se sabe foi uma lenda protestante, para esconder os próprios extermínios. Nunca leem a História Universal sobre a verdade dos fatos.


Maurice Andrieux 
- Resposta - Os estudos completos do respeitadíssimo historiador Agostinho Borromeu mostram que, nada exterminou mais inocentes no mundo do que o fanatismo protestante (Agência Zenit 16/06/2004); Maurice Andrieux é testemunha do maior massacre da humanidade, promovido por luteranos durante a invasão a Roma em 6 de maio de 1527; um só protestante chamado Benedict Carpzov, matou 20.000 “bruxas”; na Alemanha foram 25.000 mortes, e tantos outros massacres protestantes como a morte dos Jesuítas, que escondem descaradamente do povo.



A VERDADE sobre a inquisição: Rino Camillieri, autor do livro La Vera Storia dell Inquisizione, ed. PIemme, Casale Monferrato, 2.001, afirma que em 50.000 processos inquisitoriais uma ínfima parte levaram à condenação, e dessas só uma pequena minoria produziu efetivamente execuções (pág.17). Diz ainda esse autor que, na principal cidade medieval - centro da heresia cátara - , em um século, houve apenas 1% de sentenças à morte (pág. 36), isso sem o aval do Papa. O historiador Agostino Borromeu, reunindo a impressa internacional, afirmou recentemente em seu livro “Atas do Simpósio Internacional, A Inquisição”, que: pelo lado católico, não chegou a 100 os mortos, (...) muitas vezes bonecos eram queimados para representar aqueles que foram condenados à revelia”. Ainda segundo seu relatório, no auge da Inquisição a Alemanha protestante, matou mais bruxas e bruxos que em qualquer outro lugar, cerca de 25 mil. (BBC Londres 16/06/04), (Agência Zenit, 20/06/04 1:17 PM).



16.3 - E continuava o embusteiro distorcendo cada versículo para transformar a Igreja e o Papa em “besta fera”. Dizia o enganador: - “Tome sua Bíblia e veja como se enquadram nas profecias”. – E sofismando prosseguia: “1º - OS PROFETAS PREVIRAM UM PEQUENO REINO (PONTA PEQUENA) BROTANDO DE UM REINO FERIDO E TERIA CARATER RELIGIOSO, ‘POIS SE ASSENTARIA NO TRONO DE DEUS’ (Daniel 7:7-8, II Tess. 2:4 e Apoc. 13:2)”. Concluía: “Esse pequeno Reino é o Papado, surgiu do extinto Império Romano e é religioso”.



Alexandre Magno
– Resposta: PURO ENGODO! O embusteiro, valendo-se de sofisma, forja três versículos em um falso, e cria a frase falsa acima. A resposta para esse engodo está na própria Bíblia que eles mutilaram, arrancando os Livros de Macabeus, que constam nas Bíblias Católicas e Ortodoxas, ou seja, na grande maioria das Bíblias Cristãs.

Desmascarando os versículos citados: (Daniel 7,7-8) refere-se ao império de Alexandre; os dez chifres simbolizam seus “dez reis” (Daniel 7,24); o chifre menor, diferente (“ponta pequena”), que destronará três, foi o rei Antíoco IV Epífanes, que realmente destronou 3 para ser o 4º (1Macabeus 1,11), que conforme as profecias em (Daniel 7, 8 e 7,25) falava grandiosamente (1Macabeus 1,30), proferiu palavras injuriosas, massacrou os judeus (1Macabeus 1, 24) e mudou os tempos transformando dias de festas em dias de luto e sábados em dia de vergonha (1Macabeus 1,39). Qualquer um que examinar a Bíblia completa, verá que estas foram perfeitamente as profecias de Daniel, citadas e desvirtuadas pelo embusteiro “pastor” e sua bibliazinha mutilada.

- Já (II Tess 2,4 ) Refere-se ao ANTICRISTO, que condiz muito bem com a conduta do “pastor”: ”o qual se opõe e se levanta contra tudo o que se chama Deus ou se adora...” (conforme. Bíblia de João Ferreira).

- Em (Apoc 13,2) São João Refere-se a Vespasiano (69-79 d.C.), que herdou o império de Nero, “que lhe deu seu poder, seu trono e grande autoridade”. – Na Bíblia, não aparece como quer o “pastor”, a balela de que ..”UM PEQUENO REINO (PONTA PEQUENA) BROTANDO DE UM REINO FERIDO, TERIA CARATE RELIGIOSO”. – Muito pelo contrário, a ferida da fera FOI CURADA e muitos se maravilharam (Apo 13,3). Este trecho refere-se apenas ao deslumbramento que demonstrou o Império Romano ao ressurgir sob Vespasiano, da crise que se seguiu à morte de Nero. - Acaba assim o maior ENGODO protestante de todos os tempos.


Visão Noturna de Nabucodonozor
16.4 - Partindo da sua manobra, já desmascarada, querendo colocar a Igreja no lugar do império dizia o enganador: “ESSE PEQUENO REINO SERIA CRUEL, DESTRUIRIA OS SANTOS DO ALTÍSSIMO. (Daniel 7:25).”

Resposta: os santos mortos eram judeus e católicos, e quem os matavam eram os Reis e Imperadores Romanos. 

O ”pastor” omitiu isso, e que a profecia de Daniel prevendo a Igreja Católica, diz: (Dan 2,44) “Mas, nos dias desses reis, o Deus do céu suscitará um reino que não será jamais destruído; nem passará a soberania deste reino a outro povo; mas esmiuçará e consumirá todos esses reinos, e subsistirá para sempre”. De fato, a Igreja Católica venceu seus algozes, convertendo a todos aqueles reinos em cristãos e já conta com mais de 2 mil anos.

Santo Inácio que conheceu São João, escritor do Apocalipse, dizia: “Onde estiver o bispo, está o povo, assim como onde está Jesus Cristo, está a Igreja Católica”. ( Sto. Inácio de Antioquia, Carta aos Esminenses, 8, ano 106 d.C.).

16.5 - Adiante, onde consta na Bíblia que, é a “MULHER” (Roma quando pagã), que ESTÁ assentada sobre os sete montes, ou montanhas (Apo 17,9), o embusteiro adulterou para: “ESSE PEQUENO ESTADO RELIGIOSO TERIA SEDE NUMA CIDADE EDIFICADA SOBRE 7 MONTES (Apo 17:9)”. 

– Resposta: é assim, de cara limpa, que eles falsificam a Bíblia. E citava só 7 montes omitindo o monte Vaticano: - “1 - o Quirinal, 2 - o Viminal, 3 - o Esquilino, 4 - o Capitolino, 5 - o Paladino, 6 - o Caélio e 7 - o Aventino”


16.6 – E jocosamente festejava: - “O Profeta acertou na mosca!” 

- Resposta: o profeta não “acertou”, porque isso não é profecia, ele apenas diz que Roma (pagã) “ESTÁ” assentada sobre sete montes. Veja que S. João escreveu que “ESTÁ”, como já era sabido em seu tempo. Pois a antiga Roma pagã, era só um pequeno sítio, que ficava entre sete dos mais de vinte montes que localizam-se na topografia da cidade.

- A cidade onde está a sede da Igreja Católica, a Cidade do Vaticano, NÃO ESTÁ construída sobre sete montes, mas somente em um: O MONTE VATICANO, que NÃO É um dos sete montes sobre as quais a antiga Roma pagã estava construída (o gaiato “pastor” tropeçou cego neste detalhe). Estes montes estão do lado LESTE do rio Tibre; o MONTE VATICANO está do lado OESTE. Mesmo se o aleivoso “pastor” quisesse sustentar que o Vaticano, que está na Cidade do Vaticano, estivesse dentro da Roma pagã, ficaria Roma com OITO MONTES e não sete, e assim estaria ele desrespeitando a Bíblia e o profeta. Veja na Enciclopédia Católica (na Internet) que o Vaticano naquele tempo, sequer pertencia a cidade de Roma, sendo anexado bem posteriormente. Veja no mapa, que o Estado Vaticano, nada tem a ver com as quimeras protestantes, nem com os 7 montes referidos.


O FIM DE UM EMBUSTE GEOGRÁFICO

Roma quando era pagã, era apenas um sítio com sete montes, hoje a Roma cristã moderna, tem mais de 20 montes, como podemos confirmar na The Catholic Encyclopedia, são eles: Paroli, Pincian, Quirinal, Viminal, Esquilino, Alban, Captóline, Caelian, Palatine, Avelino, Mário, Gianicolo, Vaticano, Janiculan, Last-Named, Palestrina, Tívoli, os montes de Sabine, os montes de Umbrian, e o monte Tolfa.

Índice O Estado do Vaticano....

Autor: Fernando Nascimento
Fonte: Mentiras em Sites Religiosos-MSR1 (suprimido pelo Orkut)
DEBATAM comigo na Comunidade:
Veja o Índice das Mentiras em GOOGLE+
Acesse também:

.
Postar um comentário

Compartilhar

 
  •  
    Ocorreu um erro neste gadget

    ROLE O BANNER E CLIQUE NO ASSUNTO DESEJADO

    >
    > >