TRADUZIR

quinta-feira, 9 de outubro de 2014

FAZEM ALARDE DE CONHECIMENTO BÍBLICO QUE NÃO TÊM. SEQUER LEEM A BÍBLIA





“Protestante não lê a Bíblia” - Testemunho do ex-protestante, o internauta CLÁUDIO. Ele diz porque:



“Como ex – protestante e atualmente católico, posso testemunhar que protestante não lê a Bíblia. Não como uma pessoa normal interessada na verdade. Eles são instruídos e direcionados pelos doutrinadores das seitas a ignorar versículos e capítulos. São ensinados a decorar expressões que se transformam em jargões repetidos exaustivamente. Tudo sempre fora de contexto. É o caso da mediação única de Jesus Cristo. O protestante não lê até o final. A mediação ali descrita refere-se a redenção do gênero humano e não a intercessão para obtenção de favores de DEUS. [Observação: isto explica apenas parcialmente, porém, deixa de considerar o grande mistério do que é a Igreja. Pelo batismo tornamo-nos uma só coisa com Cristo (Rm 6,5). É por isso que o conjunto de todos os fiéis forma um só corpo com Cristo. Dessa forma, a nossa prece não é somente nossa, mas também a prece de Cristo, dependendo da perfeição de nossa comunhão com ele. Isto explica o motivo pelo qual devemos orar uns pelos outros e também a ordem de Jesus que nos manda a orar até mesmo pelos que nos perseguem. Explica também porque devemos recorrer aos habitantes dos Tabernáculos Eternos (Lc 16,9). Eles não têm pecado. Portanto estão em comunhão perfeitíssima com Cristo cuja oração é infalivelmente atendida (Jo 11,41)].



Eles são estimulados a leitura da Bíblia para se julgarem mestres e decorarem textos que impressionam os mais débeis na fé. Mas na verdade não sabem o que estão lendo. Pode reparar que crente nunca põe nos filhos nomes como Maria ou Pedro. Reparem que nunca se lê em um culto protestante o texto de Tiago que diz que a fé sem obras é morta. Quanto menos assistência aos mais desfavorecidos é melhor para os lobos.
Combatem festas, futebol, bebida e tudo mais. Nada de gastar para que sobre mais recursos para os “desafios” da seita. Reparem ainda que os protestantes nunca pregam sobre a Bem Aventurança de Maria. Nem explicam porque. Percebam que os protestantes repetem e repetem, pregam e pregam muito sobre o velho testamento. Por que ? Para que não fique claro que vivemos debaixo de uma nova aliança que nos remeteria automaticamente ao ligar e desligar de Pedro ou a ordem de Jesus a Pedro sobre apascentar as ovelhas.
Eles ficam muito no velho testamento para justificarem a ausência da Eucaristia, cujo texto claro e cristalino também não é lido em qualquer culto protestante. A leitura da Bíblia deles não é objetiva, mas sim direcionada com a assistência de técnicas de convencimento. Levei quase 20 anos debaixo da pressão dos doutrinadores até que percebi que eles não se entendiam e uns falavam dos outros. A pregação de um não era igual a de outro. Então me perguntei: “se dois tem a mesma bíblia e não concordam, é evidente que pelo menos um deles está errado.”
Depois percebi que se de fato cada crente já está salvo e salvação não pode ser perdida, nem mesmo seria necessário a Igreja.
E depois se cada crente conta com a assistência do Espírito Santo para “interpretar” a Bíblia, por que preciso de pastor ?
Por que se precisa de cultos se todos já estão “salvos” e “salvação” não pode ser perdida ?
Nunca nenhum deles conseguiu me explicar o que significa Igreja Coluna e Sustentáculo da Verdade. Quando perguntava a algum “mestre” logo desconversavam.
Perguntava sobre a orientação de Pedro de que interpretação alguma é de caráter privado e todos me diziam para olhar para Paulo. Como assim? O livro de Pedro também não faz parte da Bíblia? Aí emendavam: “Você está parecendo católico.”
O protestante não lê a Bíblia.
Ele é doutrinado e estimulado a se achar um sábio. E quando alguém lê com honestidade, provavelmente não entende o que lê. Para isto existem os cd´s, dvd´s e palestras. Estes veículos tratam de dar interpretações distorcidas para tudo aquilo que o crente leu e não entendeu. Agora as cobras começam a se bicar e pastores televisivos brigam com outros pastores televisivos.
Deus dá sua resposta

O  slogam evangélico “aceitar Jesus” é uma afronta às sagradas Escrituras. O texto é claro. Jesus é quem nos escolhe. Não temos mérito algum, mas ele por amor e misericórdia se inclina até nós, se faz homem, se deixa humilhar e entrega a sua vida pela redenção do gênero humano. E o crente acha que fazendo este favor de “aceitar” Jesus já está salvo quando o próprio Jesus deixa claro que haverá um julgamento e que ele é o juiz perfeito e justo.
Nós seguimos a Bíblia, o magistério da Igreja e a tradição recomendada por São Paulo e que o protestante finge não saber. São eles que estão obrigados ao “Só a Bíblia” porque copiaram a doutrina de Wycliffe e divulgada pelo homem Lutero. A Bíblia não ensina “Só a Bíblia.” Eles escolheram seguir o homem. Justamente o homem que chamou Jesus de adúltero. Eles é que estão obrigados e são exatamente eles que não seguem a Bíblia, mas escolhem os textos que pretendem seguir. Abram os olhos católicos. Apartem-se dos falsos profetas ..

Autor: Cláudio
Fonte: Blog - O Povo
Veja o Índice das Mentiras em GOOGLE+
Acesse também:

Postar um comentário

Compartilhar

 
  •  
    Ocorreu um erro neste gadget

    ROLE O BANNER E CLIQUE NO ASSUNTO DESEJADO

    >
    > >