domingo, 30 de setembro de 2012

MENTIRA INSERIDA NA VERDADE - O PAPA CONSTANTINO

São Pedro - O primeiro Papa - Tu és pedra e sobre ti edificarei a Minha Igreja


A MENTIRA ESCONDIDA 



"Não tinha como negar, a Comissão Pontifícia Arqueológica pronunciou, com base científica: são de fato os ossos de São Pedro - é mesmo o túmulo do primeiro Papa da Igreja"

Texto - Roberto A. Tannus - 

 Email > robertotannus@uol.com.br



Conforme a comprovação científica promovida pelo arqueólogo, o jesuíta Antônio Ferrua (1901-2003), que dirigiu a Comissão Pontifícia Arqueológica entre os anos de 1947 até 1968, ficou comprovado que o túmulo de São Pedro é legítimo e que a ossada que lá está depositada é - conforme todas as evidências indicam - de São Pedro (conforme Jornal L’Oservatore Romano 29/05/2006).



A Basílica de São Pedro é um templo que recebeu sucessivas construções. A primeira delas começou com o Papa Constantino, em 315 e só terminou sob o Pontificado de Urbano VII, 120 anos depois. Em 1506 ergueu-se atual Basílica sobre a antiga, conservando-se a construção primitiva intacta no subsolo do último templo. Quando as construções foram iniciadas e concluídas, não se sabia da existência do túmulo do Príncipe dos Apóstolos.... 






ONDE ESTÁ ESTA MENTIRA

FIM DOS TEMPOS




A VERDADE

MENSAGEM DIRIGIDA AO AUTOR: 
OSWALDO

30/09/2012 - 13:22h


Papa Constantino em 315? Como foi que aconteceu isto se ele foi eleito papa em 25/3/708? Foi isso colocado de propósito?





RESPOSTA DO AUTOR:

 Pregador Roberto Tannus

  30/09/2012 - 13:28h


Oswaldo, Paz em Jesus! Trata-se do Papa Constantino II. Roberto Tannus Acesse o site: www.rob



NOVA MENSAGEM AO AUTOR:

OSWALDO

30/09/2012 - 13:41

 Acontece que em 315 reinava o Papa São Silvestre e não Constantino I. Leia a lista dos papasEstou notando que o fez mesmo de propósito.






NOVA RESPOSTA DO AUTOR:

 UOL - 30/09/2012 - às 13:41 h
Para oswpgarcia
"-- Esta é uma mensagem gerada automaticamente pela caixa postal de robertotannus@uol.com.br. Não há necessidade de respondê-la"
Paz de nosso Senhor Jesus Cristo!
Tomei conhecimento do seu assunto e, assim que puder, responderei o seu e-mail.
Que as bênçãos de nosso Senhor Jesus Cristo e o amor de Maria estejam no seu coração.
Roberto Tannus



COMENTÁRIO

Quando li "assim que puder" já pensei: 



"Vai prometer corrigir o "engano""!  



mas, qual!!!!! 



Ele vai tentar é descobrir uma outra resposta, para continuar enganado... 



Eita "Pregador Roberto Tanus!!!!




Mas para que o leitor não fique na dúvida passar-lhe-ei um testemunha bem antigo, escrito por volta de 180 d.C. Trata do bispo católico IRINEU de Lyon:


- "Já que seria demasiado longo enumerar os sucessores dos Apóstolos em todas as comunidades, nos ocuparemos somente com uma destas: a maior e a mais antiga, conhecida por todos, à Igreja fundada e constituída em Roma pelos dois gloriosíssimos apóstolos Pedro e Paulo. Mostraremos que a tradição apostólica que ela guarda e a fé que ela comunicou aos homens CHEGARAMA ATÉ NÓS ATRAVÉS DA SUCESSÃO REGULAR DOS BISPOS, confundindo assim todos aqueles que querem procurar a verdade onde ela não pode ser encontrada. COM ESTA COMUNIDADE, DE FATO, DADA Á SUA AUTORIDADE SUPERIOR, É NECESSÁRIO QUE ESTEJA DE ACORDO TODA TODA COMUNIDADE, ISTO É, OS FIÉIS DO MUNDO INTEIRO; nela sempre foi conservada a tradição dos apóstolos. [...] [Pedro e Paulo] confiaram a Lino o ministério do episcopado. [...] A Lino sucedeu Anacleto. A seguir, Clemente; Clemente vira os apóstolos, conversara com eles e ainda tinha ouvido sua pregação. [...] A Clemente sucedeu Evaristo, e a Evaristo, [sucedeu] Alexandre. Depois, em sexto lugar após os apóstolos, veio Xisto, e, a seguir, Telésforo. Depois, Higino, Pio e Aniceto. Sotero sucedeu Aniceto. Agora, Eleutero, em décimo-segundo lugar, possui a herança do episcopado após os apóstolos". (Ireneu de Lião, 180 d.C., Contra as Heresias III,3,2-3). (Ireneu de Lião, Contra as Heresias III,3,2-3).

Isto até quase o final do século II.

No século IV são os próprios protestantes que, muito embora não deixem de destilar algum veneno, não obstante, atestam o fato de ser eleito São Silvestre como papa: 

"Em 314 d.C. é eleito o bispo de Roma Silvestre I (314-335), que, na literatura cristã, ficou com a glória de ter convertido Constantino e do qual teria recebido em doações quase toda a Europa Ocidental". (Will Durant; Co,. Ed. Moc; SP; 1955; v. VII; pg. 71). 

Consultar isto em "IGREJA ADVENTISTA DO SÉTIMO DIA EM FOCO"

Autor: OSWALDO.
Postar um comentário

Compartilhar

 
  •  
    Ocorreu um erro neste gadget

    ROLE O BANNER E CLIQUE NO ASSUNTO DESEJADO

    >
    > >