quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

HONESTIDADE DO PASTOR PROTESTANTE RALPH WOODROW

Hislop  capotou em"Mistério da Babilônia Religião» . Foi desmentido por um pastor inteligente e honesto

                                                                 Escrito pelo protestante Robin A. Brace



Em 1858 um ministro escocês chamado Alexander Hislop publicou um livro chamado "The Two Babylons '. No ensinamento básico deste livro consistia em provar que o cristianismo moderno, na sua forma mais ritualística (como evidenciado dentro do catolicismo romano e Ortodoxia Oriental), é inteiramente pagão e pode ser rastreado até o culto de Nimrod e Semiramis, a pior de todas as antigas práticas pagãs. Woodrow: "Eu mesmo li este livro que me foi emprestado por um amigo por volta de 1981. Achei-o certamente fascinante. Entretanto me lembro de sentir-me um tanto perturbado porque quase nenhuma das reivindicações de Hislop poderia ser comprovada realmente mediante uma fonte respeitável, não obstante suas ideias fossem 'comidas e bebidas' pelas pessoas crédulas e pouco instruídas. Não rejeitei inteiramente a tese de Hislop, mas, antes de tudo resolvi colocá-la em banho-maria durante alguns anos, porque tive a sensação de que afirmações importantes de Hislop não foram decisivamente apoiadas por evidências inegáveis (algo para o que, o próprio Hislop se mostrou aparentemente). Basicamente, cheguei à conclusão de que a acusação ultrajante não é a mesma coisa quando cuidadosamente compilada e com provas decisivas. 





Hoje, é claro, o livro é muito rejeitado devido a miscelâneas falhas, principalmente, mal fundamentadas. Observe, por exemplo, o que a Enciclopédia Wikipedia diz sobre este livro: 



"O livro tem sido severamente criticado por falta de provas, e em muitos casos a sua contradição com as provas existentes: por exemplo, a religião do Estado romano antes do cristianismo não adorava uma Deusa principal de Mãe, e Júpiter nunca foi chamado "Jupiter-Menino". Da mesma forma, Semiramis viveu séculos depois de Nimrod, e não poderia ter sido sua mãe, nem se casou com ele. Hislop também faz conexões linguísticas inaceitáveis ​​e jogos de palavras fantasiosas, por exemplo, as letras IHS sobre a santa Comunhão católica, alegadamente representam divindades egípcias Isis, Horus e Seth, mas que, na realidade, elas são uma abreviação para Ihsous, a grafia latina do nome de Jesus em grego (Ιησους), embora popularmente, eles representam o significado Latin Iesus Hominum Salvator Jesus Hmem, Salvador  (que também se encaixa o ensino da transubstanciação, onde a hóstia e o vinho, como disse, tornar-se-iam o corpo e o sangue de Cristo). "( fonte: Wikipedia, Alexander Hislop http://en.wikipedia.org/wiki/Alexander_Hislop). 


Acreditava eu que nenhum evangélico que se preze gostaria de manusear este livro. Agora, imagine minha surpresa quando um dia - lá por 1998 - constatei que ele continua à venda em uma loja de livros evangélicos e considerado altamente respeitável! Na verdade, talvez por ingenuidade, muitos ainda se apegam a cada palavra (geralmente errada) de Hislop". 

Originalmente influenciado por este livro repleto de erros, Ralph Woodrow escreveu Babylon mistério Religião. Mas, por se tratar de pessoa honesta, acabou retirando este livro de circulação (ação que lhe causou grande prejuízo financeiramente) por causa de sua posterior constatação das falhas de Hislop. Veja a confissão franca e honesta de Woodrow a respeito de seu livro escrito sob a inspiração de Hislop e também sobre os erros deste aqui. 

Aqui é apenas uma breve citação do artigo de Woodrow para nos ajudar a perceber o raciocínio falho que Hislop infelizmente, tão utilizado e que se espalhou para os cultos e as seitas: 

"Alguns afirmam que objetos, como hóstias redondas, são símbolos do deus-Sol. Mas eles não mencionam que o próprio maná dado por Deus era redondo! (Ex. 16:14). Alguns estão prontos para condenar todos  obeliscos e monumentos históricos como pagãos mas eles não conseguem levar em conta que o próprio Senhor apareceu como um pilar de fogo e, na frente de seu templo, havia dois grandes pilares (Ex. 13: 21,22; 2 Chron. 3:17). " 

Não estou indo no sentido de avançar mais sobre os erros de Hislop aqui, mas gostaria de recomendar o artigo de Woodrow para todos, assim como o livro que ele já escreveu, a conexão Babylon, para que se coloque em evidência os erros que podemos admitir livremente (veja o link anterior) . 




Como não se preocupar, então, se, mesmo agora, em novembro de 2005, ao fazer uma pesquisa no Google, com "The Two Babylons" e "Alexander Hislop", as primeiras 15 páginas que apareceram foram esmagadoramente a favor da posição de Hislop (a maioria destas páginas eram de sites dos cultos e seitas, mas alguns fundamentalistas extremistas também estavam representados). Finalmente encontrei apenas 3 referências dentre as centenas que Google produziu, de quem entendeu que os argumentos de Hislop estão agora desacreditados! 



Por favor, esteja ciente de que ao rejeitar alegações selvagens de Hislop sobre o catolicismo romano não estou de nenhuma maneira defendendo os erros que estão presentes na doutrina romanista. De fato, todo o meu ministério na internet é baseada em expor erro teológico (onde quer que seja encontrado), mas acredito que é vital para a apologética cristã e ministérios...
Robin A. Brace de 2005.

Postar um comentário

Compartilhar

 
  •  
    Ocorreu um erro neste gadget

    ROLE O BANNER E CLIQUE NO ASSUNTO DESEJADO

    >
    > >