TRADUZIR

sábado, 5 de outubro de 2013

TITICA DE GALINHA

CATÓLICO: - Você nem sabe explicar porque acredita que a Bíblia é a palavra de Deus. Não vale afirmar que o própria bíblia declara isso, pois nesse caso teria de aceitar também o Alcorão que diz o mesmo: “... é um Livro veraz por excelência. A falsidade não se aproxima dele, nem pela frente, nem pela retaguarda, é a revelação do Prudente, O Digno de Louvor”. (41: 41-42)

EVANGÉLICO - Doutrina Romanista: As Escrituras do Velho e Novo Testamento formam somente uma pequena parte da Palavra de Deus. Elas são suplementadas por outros escritos igualmente inspirados. (Os livros apócrifos e as tradições apostólicas e eclesiásticas.). São permissíveis adições à Palavra de Deus?... São os livros apócrifos inspirados?... São as tradições inspiradas?... É o estudo individual da Bíblia essencial para o crescimento cristão? (...)
=========================

Eita!!!! Eu falo a respeito de bolinhos de chuva e você me responde sobre titica de galinha!!!!!

Para quem sabe responder não precisa enrolar, discorrendo sobre a "Doutrina Romanista", livros "apócrifos", acréscimos, tradições e sobre o que é essencial para o crescimento do cristão.


Assim se confirma o que eu já sabia: 

VOCÊ NÃO SABE EXPLICAR PORQUE ACREDITA NA BÍBLIA

Vamos, caríssimo, diga pra nós: POR QUE VOCÊ ACREDITA NA BÍBLIA? E não nos venha afirmar que acredita nela por que ela dá testemunha de si mesma dizendo-se inspirada por Deus, pois neste caso, deveria também crer no livro de Mórmon, no Alcorão, no Grande Conflito e em muitos outros mais que se dizem igualmente inspirados.

PARA O CATÓLICO ISTO É PACÍFICO

A Igreja Católica - que é identificada historicamente, e através dos sinais dos céus (milagres e prodígios) cujos efeitos podem ser científica e rigorosamente examinados, se constitui na única e legítima AUTORIDADE para autenticar a verdadeira Bíblia da qual ela mesma é a verdadeira guarda, capaz de evitar as fraudes verificadas nos meios rebelados, como sendo verdadeiramente a PALAVRA DE DEUS.

Santo Agostinho diz textualmente:

"Ego vero Evangelio non crederem, nisi me Catholicae Ecclesiae commoveret auctoritas" (Eu não creria no Evangelho, se a isto não me levasse a autoridade da Igreja Católica) (Contra Ep. Manich. I, 5, PL 42,176 - Apud "A História da Igreja de Lutero a nossos dias")
Postar um comentário

Compartilhar

 
  •  
    Ocorreu um erro neste gadget

    ROLE O BANNER E CLIQUE NO ASSUNTO DESEJADO

    >
    > >