TRADUZIR

quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

PROTESTANTE, VOCÊ SABIA?

Pastor Ludwig Muller - Proximidade da Igreja 
Protestante e o Nazismo.
40 Calúnias Protestantes Desmascaradas

Em primeiro lugar devemos refutar o ERRO CRUCIAL do Protestantismo, chamado “Sola Scriptura”, isto é, só a “Bíblia basta”. É tão grotesca mentira, que apenas a leitura da Bíblia, já a derruba: Jo 20,30 e Jo 21,25. E fica ainda mais claro, quando comparamos com outras passagens como a promessa do Paráclito (Jo 14,16.26; 15,26; 16,7.13…) e seu efetivo derramamento(At-2): Para que precisaríamos do Espírito Santo, se tudo já está na Bíblia? O que Ele viria ensinar, se tudo já foi ESCRITO? Além do mais é preciso perguntar a esses caluniadores: Se a Igreja desviou e precisou de Lutero corrigi-la. Será que o Senhor Jesus faltou à sua promessa (Mt 28,20) e deixou que milhões de pessoas caminhassem no erro, durante 1.500 anos ?

Alegam ainda alguns, que se não se guiarem apenas pela Escritura, cairão nos erros de algum herege, seja ele Papa, “reverendo” Moon, Joseph Smith Jr., Ellen G. White, Charles Taze Russell, Kenneth Hagin, Benny Hinn, etc

– Nada mais falso. Colocar o PAPA ao lado desses hereges é a maior sandice que já ouvi. O Papa, todos sabemos recebeu o dom da infalibilidade de Jesus (Mt 16,19) e esses outros aí ? Quem lhes conferiu qualquer autoridade ?

Além do “Sola Scriptura”, Lutero criou outros “sola”.Leia o Três “Sola”

Agora vamos aos “desvios da romana”:

-1. Em 310 foi introduzido a reza pelos defuntos;
– Grande bobagem, se desde o AT já rezavam pelos mortos (2Mc 12,46).
A Bíblia protestante não possui alguns livros, como esse citado, porque Lutero os arrancou. Veja que a primeira Bíblia impressa em 1455(bem antes de Lutero), possuía os 73 livros: Veja a Bíblia de Gutemberg.
- Antes que digam que os livros dos Macabeus são apócrifos e que foram acrescentados pela Igreja no Concílio de Trento, convém lembrar que os 7 livros deutero-canônicos (não são apócrifos) foram realmente arrancados por Lutero, pois os ensinamentos deles contrariavam as suas teorias. É bom constatar que já constavam do Cânon bíblico desde o século IV. Confira em: O Concilio de Hipona.
Os hereges ainda costumam alegar que os livros deutero-canônicos não são inspirados, porque contêm erros. Ora, quem lhes deu autoridade para discernir quais livros são inspirados. Será que foi a Lutero que Jesus entregou as “Chaves do Reino dos Céus”(Mt 16,19), com esta autoridade ?


-2. Em 320 foi introduzido o uso de velas, que é um hábito pagão;
– Esta afirmação mostra total ignorância da Bíblia. Desde o AT as velas são utilizadas na liturgia.
-Elas são utilizadas no templo: “Farás um candelabro de ouro puro… Far-lhe-ás também sete lâmpadas. As lâmpadas serão elevadas de tal modo que alumiem defronte dele” (Ex 25,31.37). Outros: 1Rs 7,49; 2Cr 4,7.20; Jr 52,19.
Na Igreja:
– Será que nas catacumbas, os cristãos usavam luz elétrica?
– A vela é luz, símbolo de Cristo. Ela se consome iluminando, como Cristo deu a sua vida, e todos os cristãos são chamados a consumir sua vida para iluminar o mundo (Mt 5,14).
Mt 5,15: O Senhor se refere à luz que brilha sobre um candeeiro.
Ap 1,13; 2,1: Cristo aparece entre candelabros.
As alegações protestantes de que as velas são também utilizadas em cultos pagãos não invalidam a Palavra de Deus. Certo é que nas Escrituras o uso delas está inegavelmente comprovado.

-3. Em 375 foi instituído o culto aos santos e anjos;
– DEUS NOS DEU OS SEUS ANJOS PARA NOS GUIAREM E PARA PROTEGER-NOS…
“Porque aos seus anjos ele mandou que te guardem em todos os teus caminhos”(Sl 90,11)
A presença dos anjos nas Escrituras é intensa. É preciso ser mesmo cabeça-dura, para contestar o auxílio que Deus envia aos homens através de seus anjos. Leiam: Gn 19,1; 22,11; Ex 14,19; Tb 3,25; 2Rs 1,3; Dn 14,33; Lc 1,3; l,26-27; 2,13-14; Mt 2,13; 28,5-6; At 12,7; 27,23-24; Zc 3,1; Ap 11,15; 12,7-9; 22,8-9…


-4. Em 394 foi instituída a missa;

– A Missa foi instituída por Nosso Senhor Jesus Cristo, na última quinta feira de sua vida mortal, conf. Mt 26,28; Mc 14,24; Lc 22,20; 1Cor 11,25. Aparece entre os primeiros cristãos, inclusive é citada nos Atos dos Apóstolos: “No primeiro dia da semana, tendo-nos nós reunidos para a fração do pão…” (At 20,7). E Fazia parte do primeiro Catecismo cristão: “Reuni-vos no dia do Senhor para a fração do pão e agradecei (celebrai a eucaristia), depois de haverdes confessado vossos pecados, para que vosso sacrifício seja puro.” (Didaqué, XIV,1).
Se o Senhor Jesus nos garantiu que o pão e vinho são o seu CORPO e o seu SANGUE, então nos resta mais qualquer dúvida: Devemos adorá-LO.
Infelizmente os hereges não crêem na PRESENÇA REAL de Jesus na Sagrada Eucaristia, negando a palavra de Jesus claríssima em dezenas de textos bíblicos, como: “Eu sou o pão vivo que desceu do céu. Quem comer deste pão viverá eternamente”(Jo 6,51). Por isso eles estão mortos. Entretanto dizem que é “símbolo”. mas Jesus diz: “minha carne é verdadeiramente uma comida”(Jo 6,55).”. Em qual Palavra vamos acreditar: No “Verdadeiramente” de Jesus ou no “símbolo” deles ?
– O primeiro a usar a palavra Missa no sentido atual foi provavelmente S. Ambrósio (+ 397) na epístola 20,4. S. Agostinho (+ 430) escrevia: “Eis que após o sermão se faz a missa 
Emoticon smile
 despedida) dos catecúmenos; ficarão apenas os fiéis batizados” (serm. 49,8).


-5. Em 431 foi instituída o culto a Virgem Maria;
– Ora, o culto a Maria é bíblico. Nós repetimos na Ave-Maria as palavras do Arcanjo Gabriel. É só ler Lc 1, 26ss…
E a proclamamos bem-aventurada…(Lc 1, 45.48). E Isabel cheia do Espírito Santo a proclamou mãe de Deus: “Donde me vem esta honra de vir a mim a mãe de meu Senhor?”(Lc 1,43). Sabemos que os judeus usavam o nome “Senhor”(Kyrios), para se referir a Deus, pois não pronunciavam por respeito o nome YAWEH.(Confira os tetos onde “Senhor”= Deus: Mt 1,20; 1,22; Lc 1,38; 1,45; 1,58; 2,22; 2,24; 2,39; 4,18…e centenas de outros.

Os protestantes costumam citar grandes teólogos e santos católicos que não professavam a Imaculada Conceição. Ora, é preciso lembrar-lhes, que este assunto ainda estava “em aberto” (em discussão) no tempo deles. O Dogma da Imaculada Conceição só foi definido em 08.12.1854.
Ainda é preciso ressaltar que o texto mais importante sobre a imaculada conceição da Virgem Maria, Lc 1,28 teve sua tradução adulterada por Lutero: O termo kekaritomene, ou seja, “cheia de graça” – para um genérico “abençoada”. Com essa mudança em sua tradução alemã ele negou a Imaculada Conceição, ou seja, que Maria foi preservada do pecado original, como atesta esse título bíblico, confirmado pelo beato Papa Pio IX.
– Concílio de Éfeso em 431 declarou-a “Theotokos”. mãe de Deus. Verdade que era crida desde os primórdios da Igreja.

-6. Em 500 o uso da roupa sacerdotal.
– Os paramentos litúrgicos são bíblicos:

“as vestes de cerimônia para o serviço do santuário, e os ornamentos sagrados para Aarão, como o Senhor havia ordenado a Moisés.”(Ex 39,1);
“Fizeram-se túnicas de linho, tecidas, para Aarão e seus filhos;”(Ex 39,27).
É preciso tomarmos cuidado com outra astúcia do inimigo que nos acusa pela boca dos hereges. Eles usam textos do AT para nos acusar, mas quando colocamos textos do AT para comprovar as doutrinas cristãs, eles costumam dizer que o “AT expirou no Calvário”. Nada mais falso: “Não julgueis que vim abolir a lei ou os profetas. Não vim para os abolir, mas sim para levá-los à perfeição.”(Mt 5,17).
E ainda usam 1Pd 2,5.9, para dizer que “todos são sacerdotes”.
Desde o AT Coré e sua turma reivindicavam de Moisés a igualdade a eles, mas Deus fez a terra se abrir e os engoliu vivos, por causa de sua revolta(Nm 16,1-35)
No Novo Testamento, a dignidade sacerdotal está claríssima:
– Por que então Tiago manda chamar os sacerdotes da Igreja para ungir os doentes(Tg 5,14)?
– Por que em Hb 5,4 se diz: “Ninguém se apropria desta honra” ?
– Por que São Paulo fala da hierarquia na Igreja, em 1Cor 12,28: “Na Igreja, Deus constituiu primeiramente os apóstolos, em segundo lugar os profetas, em terceiro lugar os doutores…” ?
– Também desde os primeiros cristãos encontramos relatos da ordenação sacerdotal: “Origines para atender a urgentes negócios eclesiásticos, foi à Grécia, e ao atravessar a Palestina, em Cesaréia, recebeu dos bispos da região a ordenação sacerdotal.” (Eusébio de Cesaréia, HE VI,23,4. 317 DC).

-7. Em 526 a extrema unção.
– Ignorância total da Bíblia: “Está alguém enfermo? Chame os sacerdotes da Igreja, e estes façam oração sobre ele, ungindo-o com óleo em nome do Senhor.”(Tg 5,14).

-8. Em 593 a doutrina do purgatório.

– Provas bíblicas: Mq 7,8-9; Mt 12,32; Mt 5,25-26; 1Cor 3,15; Lc 12,48.

– Como se vê a ignorância dos protestantes em relação à Bíblia e clamorosa. A verdade sobre o purgatório já era conhecida desde o AT: Leia 2Mc 12,46. E foi confirmada por Jesus no Novo Testamento. “Em verdade te digo: dali não sairás antes de teres pago o último centavo.”(Mt 5,26).
– Alguém poderia sair do céu ou do inferno “depois de pagar o último centavo” ?

“Mas aquele que, ignorando a vontade de seu senhor, fizer coisas repreensíveis será açoitado com poucos golpes.”(Lc 12,48). No inferno pode levar poucos golpes ?
Indulgência – O fiel pode evitar o purgatório purificando-se através de boas obras, ou pelas indulgências. Pois o pecado traz duas conseqüências: a culpa e as penas. A culpa é perdoada na confissão (Jo 20,23); as penas são pagas com boas obras, indulgências(2Sm 2,14) ou no purgatório.
– Desde o AT Deus mostra claramente a distinção entre CULPA e PENAS.
Exemplo: Davi teve a culpa perdoada, mas as penas do seu pecado foram a causa da morte do filho adulterino (2Sm 12,13-14).
– Quanto à alegação de que a palavra “purgatório” não aparece na Bíblia, é mais uma grande bobagem. O que importa é o sentido dela. E a Bíblia está cheia de passagens alusivas à purificação pós-morte (=purgatório). Mais um esclarecimento: Poderíamos perguntar aos protestantes: “Santíssima Trindade” está na Bíblia ?
— O dogma foi promulgado em 1274. Aprofundar.

-9. Em 600 os serviços feitos em latim e rezas dirigida a Maria;
– O latim é tão importante que foi uma das 3 línguas em que foi escrita a causa da condenação de Jesus e colocada na sua cruz (Jo 19,20). Assim no Oriente o rito litúrgico continuou com o grego como língua oficial. No ocidente (Roma), o grego foi cedendo lugar ao Latim, até que no quarto século, a Igreja de Roma foi definitivamente latinizada (cf. A. G. Martimort ed; La Chiesa in preghiera, Collegeville, 1992, I, p. 161-165).

A Igreja fixou sua Sede em Roma, onde o Latim era a língua falada. Além disso como as línguas vivas as palavras mudam constantemente de significado, a Igreja elegeu o Latim como língua oficial, pois sendo língua-morta, não está sujeita às mudanças. E a Verdade conservada pela Igreja precisa permanecer inalterada através dos tempos.

-10. Em 606 Bonifácio III se declara Bispo Universal, ou Papa;
– Não sabemos onde retiram tanta bobagem. O primeiro papa foi Pedro instituído por Jesus(Mt 16,16-19).
Antes de Bonifácio III (606-607) houve 65 papas !!!
Que Pedro foi o Chefe da Igreja de Cristo, além do texto citado, encontramos mais 50 Provas do Primado de Pedro, e era aceito por todos, pois ele mesmo ao fazer a Abertura do Concílio de Jerusalém (Atos 15) se apresentou nesses termos: “vós sabeis que já há muito tempo Deus me escolheu dentre vós”(At 15,7).
A partir de Pedro, é só estudar a História que veremos como todos os cristãos reconheciam a autoridade do sucessor de Pedro: “Já que seria demasiado longo enumerar os sucessores dos Apóstolos em todas as comunidades, nos ocuparemos somente com uma destas: a maior e a mais antiga, conhecida por todos, fundada e constituída pelos dois gloriosíssimos apóstolos Pedro e Paulo. (…)Com esta comunidade, de fato, dada a sua autoridade superior, é necessário que esteja de acordo toda comunidade, isto é, os fiéis do mundo inteiro” (Ireneu de Lião, +202, Contra as Heresias III,3,2).

Gosta de DEBATES? 
Acesse "Mentiras em Sites Religiosos-MSR-4
 no Grupia e 
no Face Book
Veja também o Índice das Mentiras em GOOGLE+
Acesse também:

.
Postar um comentário

Compartilhar

 
  •  
    Ocorreu um erro neste gadget

    ROLE O BANNER E CLIQUE NO ASSUNTO DESEJADO

    >
    > >