TRADUZIR

quinta-feira, 22 de novembro de 2012

SÚMULA TEOLÓGICA EM FORMA DE CATECISMO


A SUMA TEOLÓGICA 
DE SANTO TOMÁS DE AQUINO 
EM FORMA DE CATECISMO

CARTA DE S.S. BENTO XV AO AUTOR

Carlos Nougué

Querido Filho: Saúde e Benção Apostólica. Os numerosos quão expressivos e extraordinários elogios tributados pela Santa Sé a Santo Tomás de Aquino, não permitem mais a qualquer católico, por em dúvida que Deus o enviou para que a Sua Igreja tivesse um doutor, a quem especialmente seguisse em todos os tempos. Útil e oportuno parecia que a doutrina de tão preclaro varão não se limitasse simplesmente a ser patrimônio dos eclesiásticos, mas que se estendesse a todos os que se dedicam a assíduos estudos sobre religião, e também ao mesmo povo, visto que, por lei natural, quanto mais alguém se chega ao fogo, mais viva claridade o ilumina. Certamente, és mui digno de louvor, porque, havendo-te proposto escrever um comentário literal, em francês, à douta obra do Doutor Angélico, a Suma Teológica (de como o êxito correspondeu aos seus fins, o demonstram os volumes publicados até esta data) - agora a divulgaste explicada em forma de catecismo. Deste modo, soubeste acomodar ao alcance de sábios e ignorantes os tesouros daquele gênio excelso, condensando em formas claras, breves e concisas, o que ele com maior amplitude e abundância escreveu. Por Nossa parte te felicitamos por teus prolongados estudos e trabalhos, nos quais te mostras excelente conhecedor da ciência Tomista, e sinceramente desejamos que consigas o fim que, ao empreendê-los, te inspirou o teu amor à Santa Igreja: - que sirvam a muitos para conhecer a fundo a doutrina cristã. E em prova dos divinos favores e testemunho de Nossa especial benevolência, com muito amor te damos, a ti, querido filho e aos teus discípulos, a benção apostólica.


Dada em S. Pedro de Roma aos 5 de Fevereiro de 1919, no ano quinto de Nosso Pontificado

.

PRIMEIRA PARTE

DEUS

Criador e Soberano Senhor de todas as coisas

I

DA EXISTÊNCIA DE DEUS


Há Deus?
Sim, Senhor (II).

Por que o dizeis?
Porque, se não o houvesse, não poderia existir coisa alguma. (II, 3).

Como o demonstrais?
Mediante o seguinte raciocínio: O que necessariamente há de receber de Deus o ser não existiria, se Deus não existisse. Assim é que coisa alguma pode existir, exceto o mesmo Deus, se não recebe Dele a existência. Logo, se não houvesse Deus, não poderia existir coisa alguma.

E como demonstrais que nenhuma coisa pode existir, exceto o mesmo Deus, se não recebe Dele a existência?
Desenvolvendo o mesmo raciocínio: O que existe e pode não existir, depende, em última análise, de alguma coisa que existe necessariamente, e a esta alguma coisa chamamos Deus. Assim é que nada do que existe, exceto Deus, existe por si mesmo, isto é, em virtude de forçosa exigência de sua natureza. Logo, há de, necessariamente, receber de Deus a existência.

Por que dizeis que nada do que existe, exceto Deus, existe por si mesmo
Porque nenhum ser que necessita de alguma coisa, existe em virtude de exigências de sua natureza. Assim é que todos os seres, exceto Deus, necessitam de alguma coisa. Logo nenhum pode existir por si mesmo.

Por que os seres que necessitam de alguma coisa não podem existir por si mesmos?
Porque, o que existe por si mesmo, não depende, nem pode depender de coisa alguma, nem de pessoa alguma; e o que forçosamente necessita de alguma coisa ou pessoa, dessa coisa ou pessoa depende.

E por que o ser que existe por si mesmo não depende, nem pode depender de qualquer pessoa ou coisa?
Porque no fato de existir per se já vai incluída a posse atual de todas as perfeições, por virtude de sua natureza e com absoluta independência: Não pode, portanto, receber coisa alguma de fora.

Portanto, a existência dos seres contingentes é prova evidente da existência de Deus?
Assim é.

Que fazem, por conseqüência, os que o negam?
Sustentam a verdade da seguinte proposição: O ser que tudo necessita, de nada tem necessidade.

Isto, porém, é contraditório.
Evidentemente: Como é possível negar a existência de Deus sem se contradizer?

É, portanto, uma loucura negar a existência de Deus?
De verdadeira loucura se pode qualificar.



II

NATUREZA E ATRIBUTOS DE DEUS



Continue a pesquisa em
(SEMINÁRIO PERMANENTE DE ESTUDOS SOCIOPOLÍTICOS SANTO TOMÁS DE AQUINO)

















Postar um comentário

Compartilhar

 
  •  
    Ocorreu um erro neste gadget

    ROLE O BANNER E CLIQUE NO ASSUNTO DESEJADO

    >
    > >