domingo, 21 de abril de 2013

A REBELIÃO PROTESTANTE REFORMOU TUDO, ATÉ MESMO A BÍBLIA!


Andro Bereczki: - Segundo a Igreja Católica Apostólica Romana, Martinho Lutero foi um rebelado contra a Igreja verdadeira. "Pois também eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela; Mateus 16:18

Se realmente as portas do inferno não prevaleceram sobre a Igreja Verdadeira, por que é que Martinho Lutero conseguiu o feito que fez? Se a Igreja Católica, é a igreja verdadeira, por  que Deus permitiria tal feito de Lutero, e que as portas do inferno prevaleceram? Por  que Deus permitiu que Lutero fosse bem sucedido e que resultou no que  hoje são as Igrejas evangélicas?



Lutero foi apenas um subversivo.

O que ele fez?


Apenas construiu uma imensa favela em torno da Igreja, fazendo pensar que a estava REFORMANDO.



1. COSTUMES - No princípio pretendeu reformar os costumes. E isto era bom, mas primeiro teria de fazer esta reforma a partir de si mesmo e isto sabemos que não foi feito;

2. DOUTRINAS - Daí partiu para a reforma das doutrinas. Errado porque o SUSTENTÁCULO da verdade  (Tm 3,15) não pode errar; 


3. BÍBLIA -  Por fim, para adequá-la às novas doutrinas inspiradas pelo príncipe dos infernos, precisou reformar também a Bíblia. 




Aqui seriam os evangélicos que deveriam protestar já que dizem ter grande amor à palavra de Deus. 


Eis a apreciação dos próprios protestantes:



- JERÔNIMO EMSER - "Lutero vira de tal modo a Bíblia para a fé sem as obras, que no fim, não há mais uma coisa nem outra". Indica 1400 falsificações;



- JOÃO DIETENBERGER, contemporâneo de Lutero: "O que Lutero não quer, ele o suprime da Bíblia; o que se ajusta com o seu querer ele o ajunta, em prova de seus erros". (Grisar III. 440, nota 1)

- PHILIPS VON MARNIX - "De todas as traduções em uso nas igrejas protestantes, nenhuma existe que se afaste tanto do texto original, como a de Lutero". (Tübenger Theol.: Quartalschrift, 1848);

- JOSIAS BUNSEN - assinala cerca de 3.000 passagens falsificadas, e intitula a obra de Lutero a menos exata de todas. (F. Nippold: Christian Von Bunser. 1868, III, 182).




POSTAGEM SEGUINTE - Veja o testemunho de um jovem e os motivos que o levaram a abandonar o protestantismo e abraçar o catolicismo:


POSTAGEM ANTERIOR - Contrariando os ensinos bíblicos e da Igreja, os protestantes negam o purgatório e disso fazem troça. Leia tudo no próximo artigo:


Postar um comentário

Compartilhar

 
  •  
    Ocorreu um erro neste gadget

    ROLE O BANNER E CLIQUE NO ASSUNTO DESEJADO

    >
    > >