domingo, 27 de novembro de 2011

O ESTADO DO VATICANO - 4. INFLUÊNCIA DO VATICANO E A MAIORIA CATÓLICA

4.1 - O desinformado “pastor” alega que: “a influência religiosa do Vaticano e dos Papas vem diminuindo sensivelmente”.

- Resposta - PURA CALÚNIA!!! Veja os números oficiais da ONU e IBGE: quando João Paulo II iniciou, a Igreja Católica tinha 757 MILHÕES de católicos, ao fim de seu pontificado tem 1 Bilhão e 100 MILHÕES DE CATÓLICOS.

Nos Estados Unidos o número de Católicos saltou para 80 MILHÕES.





No Brasil, quando o Papa assumiu em 1978 tinha 85,5 MILHÕES, agora tem 125 MILHÕES de católicos.

O Papa ampliou a presença da Igreja de 110 para 180 países.

Como vemos o “pastor” ficou chupando dedo, enquanto o Papa João Paulo II sozinho, com a sua elevadíssima influência:

- varreu o Comunismo da Europa;

- derrubou o muro de Berlim;

- acabou com a Guerra Fria impedindo a Terceira Guerra Mundial;

- visitou os pobres do mundo inteiro;

- povos de todos os credos lamentaram sua morte e lideres de mais de 200 países foram ao seu funeral em Roma.

- As grandes Redes de TV do mundo intero transmitiram durante dias seu velório.

Se isso é decadência, “pastor”, fale o que foi que o senhor fez de importante para a humanidade, e mande-me um convite do seu funeral para compararmos o público


4.2 - Adiante o embusteiro “pastor” citou um suposto “João del Parma” que teria sido “canonizado” após proferir ofensas á Cúria Romana.

- Resposta - PURO EMBUSTE!!! Não existe na Hagiografia católica nenhum “João del Parma”.


4.3 - Em seguida ele desrespeita as Escrituras, a inteligência do povo e a própria pouca inteligência, quando diz que: “Se o Papa se vestisse ‘civilmente’ reduziria em 70% os curiosos”.

- Resposta: Claro, “pastor”, iriam embora porque todo “curioso” sabe que Deus NUNCA MANDOU os sacerdotes usarem paletó e gravata (Ex 28, 4-6, 41-43).


4.4 - Em seguida, desfilando sua ignorância, cita uma série de peças que integram as vestes sacerdotais de diversos cargos diferentes, querendo atribuí-las como uso apenas do Papa.

- Resposta -  Que fiasco! Chegou a hora de a Bíblia queimar o seu paletó satânico, “pastor”. Sobre as vestes sacerdotais, até a meia bíblia de João Ferreira, que o “pastor” usa, diz o seguinte: “Estas, pois, são as vestes que farão: um peitoral, e um éfode, e um manto, e uma túnica bordada, e uma mitra e um cinto; farão, pois, vestes santas a Arão, teu irmão, e a seus filhos, para me administrarem o ofício sacerdotal." (Ex 28,4) "... para que não levem iniqüidade e morram; isto será estatuto perpétuo para ele e para a sua semente depois dele.” (Ex 28,43). Agora mostre-me na Bíblia, Deus mandando usar paletó. Ora, essa invenção foi de Lutero, que chamava Jesus de “adultero”. (Tischreden: "Palestras à mesa", número 1472, volume II, página 107.)

- Se os “pastores” não usassem a “arte da oratória” (sabedoria da palavra) que “torna vã a cruz de Cristo” (1Cor 1,17), aí sim, iriam embora 100% dos “evangélicos” que se hipnotizam com o alto palavreado ritmado, condenado por São Paulo. Pura manha hipnótica.-


4.5 - Quanto à sua outra calúnia, de que o Papa “comprou coletes a prova de balas” é só mais uma valorização da seção opinião de Jornal diário.

- Resposta - O Papa nunca usou coletes nem os comprou, vimos quando do atentado sofrido. Quis Deus que o Papa morresse na velhice.


4.6 - Adiante, o “pastor” com inveja da “MAIORIA CATÓLICA” num gesto semelhante ao fariseu que se exaltava e foi humilhado em (Lc 18,9-14), acusa os Católicos de serem “mal alfabetizados”...

- Resposta -  ... omitindo ele o primeiro mundo Católico como: Itália, França, Espanha, Irlanda, Polônia, Suíça, Bélgica, Techecoslováquia, etc.

Embora a Igreja Católica tenha criado as Escolas e Universidades, tenha traduzido e impresso a Bíblia para as nações antes de o protestantismo pensar em ser inventado, o analfabeto “pastor” acusa a Igreja de “não ter alfabetizado o povo para explorá-lo, impedindo de examinar a Bíblia”, segundo ele, “fonte de progresso e liberdade”. Se a calúnia gratuita do “pastor” fosse verdade, pelo seu progresso o maior país cristão do mundo seria o Japão budista.


4.7 - Morrendo de inveja da “MAIORIA CATÓLICA”, ele usa da baixaria para criminosamente alegar que: “as religiões minoritárias são esquecidas e até exterminadas pelo papado”.

- Resposta - Ora “pastor”, o que foi que o senhor bebeu?


4.8 - Logo, passando de discriminado a discriminador, o desinformado “pastor”, alega que “HÁ DUAS CIVILIZAÇÕES BEM DEFINIDAS” . “A protestante” segundo ele, “de Bíblia aberta, governos estáveis, alfabetizada e desenvolvida, representada pela: Alemanha”

- Resposta - "Alemanha" (aquela do “MURO” que, na verdade esteve em miséria até há pouco, após seu exterminador governo nazista. Hoje, 55% dos Alemães são católicos, mulçumanos e outros.);

“Escandinávia” (compreende três países pequenos: Noruega, Dinamarca e Suécia, ditaduras monárquicas luteranas);

“Inglaterra” (Ditadura monárquica que decapitou e expulsou os católicos, obrigando o povo a ser protestante por causa de um adultério do rei Henrique VIII);

“Escócia” (pequeno país, ditadura monárquica religiosa);

“Austrália” (engana-se: nunca teve maioria protestante, 53% são católicos, judeus e budistas);

 “Canadá” (Engana-se: nunca teve maioria protestante, o maior grupo de cristãos lá é o católico (45%), contra 36% de protestantes que diminui);

“Estados Unidos” (país onde o catolicismo mais cresce, tem hoje 80 milhões de católicos e 56% de protestantes que cai. Seu governo é autoritário sentencia e mata, promove guerras injustas e embargo aos países pobres.);

“Suíça” (Nunca teve maioria protestante, e sim católica. O “pastor” esqueceu de ver a Enciclopédia Encarta).

Como vimos, os países que ele citou, ou estão com o protestantismo em declínio, ou não são protestantes, ou são pequenas ditaduras monárquicas protestantes, que estão de dias contados. (consulta: La Razón/Enc. Microsoft Encarta)


4.9 - A “outra civilização” católica, que o preconceituoso “pastor” chama de “semi-alfabetizada”...

- Resposta - ... são as nações que não engoliram a corda humana de Lutero, e que não tiveram sua fé imposta por reis corruptos, que inventaram religiões que acatassem seus adultérios, como fez o protestante Henrique VIII.

Esta “outra civilização” católica, não tão “semi-alfabetizada” como pensa o “pastor”, começa por muitos países “civilizados” que ele julgou que tinham maioria protestante, mas não têm; têm maioria católica, como o Canadá, Suíça, Austrália, (ver Enciclopédia), Itália, França, Espanha, Irlanda, Polônia, Bélgica, Tchecoslováquia, Portugal, etc. (todos do 1º Mundo) e todos os gigantes países emergentes, como: Brasil, México, América Latina e Central, com exceção da pobre Guiana protestante.


4.10 - Em seguida, ele citando “seção opinião” de (o Estado, 2-3-30), alega que: “Nenhuma nação protestante até hoje foi tragada pelo comunismo”.

- Resposta - Veja que ele escreve, “até hoje”, e a fonte é dos anos 30. Pois bem, em 1933, na Alemanha, os protestantes elegeram o nazista Adolf Hitler, que baseado no anti-semitismo de Lutero, matou os comunistas; exterminou grande parte do povo europeu e promoveu o maior massacre de judeus da história, causando a segunda Grande Guerra Mundial. Existe maior totalitarismo do que este, “pastor"? Foi justamente dos países protestantes que vieram as mazelas como o Capitalismo, o Comunismo e o Nazismo.

Mentira tem pernas curtas, “pastor”, e ela só depõe contra a sua fé. Por isso o protestantismo está sendo varrido do mundo. Ninguém é tolo o tempo todo. Veja o que hoje acontece com os seus “paises protestantes”:

na Inglaterra, há 1.600 templos da igreja anglicana à venda, 10% do que possui, e o número tem aumentado de 20 para 25 por ano.

O mesmo tem ocorrido com os anglicanos nos Estados Unidos, O Templo pagão de Ganesha, em Flushing (Nova Iorque), começou em outra igreja posta à venda. O pastor americano Randall Radic vendeu a igreja da primeira congregação da cidade de Ripon e comprou uma BMW. Em Edimburgo, onde há muitos templos à venda, um grupo católico dispõe de igreja, graças à que foi comprada de uma congregação protestante.

Na Holanda, na última década, 623 igrejas desapareceram como centro de culto, em especial a luterana, a evangélica e a reformada. Já aflorou até uma liquidação de venda de igrejas protestantes, na página http://www.property.org.uk/unique/ch.html é possível ver várias. Algumas já foram convertidas em residências particulares ou hotéis.

Na Suécia, Dinamarca, Grã-Bretanha, Alemanha e Holanda, dezenas de templos protestantes, foram convertidos em bancos, supermercados, museus e repúblicas estudantis em razão da perda de fiéis e dos escassos meios econômicos.

Enquanto isso, o Islã espera converter-se na segunda religião na próxima década, logo atrás do Catolicismo. As confissões alemãs precisam de dinheiro para manter sua burocracia; no entanto, este dinheiro torna-se escasso em razão da diminuição de fiéis e paralisação econômica, fatores que repercutem no chamado imposto religioso, isto é, uma quantidade que o Estado retira dos cidadãos e repassa para a igreja a que pertence cada contribuinte. Por isso, os pastores têm optado pela venda dos templos.

Na Alemanha, berço do protestantismo, 50% dos alemães já não crêem em Deus. (Fontes consultadas: La Razón - 21.01.2004), (Instituto Emnid), (Popular/Quentinhas do site Terra 31/01/2006).

A desilusão protestante é total, em toda parte, sem exceção, há mais suicídios entre os protestantes do que entre os adeptos dos demais credos" (Durkheim, 1982:115). http://www.webartigos.com/articles/3752/1/suicidio/pagina1.html



4.11 - Adiante o embusteiro alega que: “grandes homens, entre eles Roosevelt, Rui Barbosa, Guerra Junqueiro, Getúlio Vargas verberaram o Catolicismo”. 

- Resposta: - As frases do “pastor” são delírios da seção opinião de periódicos. Não registra-se nada de Roosevelt; Rui Barbosa disse que “religião ou a católica ou nenhuma”; Guerra Junqueiro não registrou nada e Getúlio Vargas em 31/05/1931, proclamou Nossa Senhora Aparecida “Padroeira do Brasil”. 

4.12 - Ele também acusa o Vaticano de “provocar discórdias que resultou na prisão de Dom Vital”. 

- Resposta:  Pura calúnia! O que o pastor chama de “discórdia” foi uma farsa conspiratória forjada contra Dom Vital pelos maçons e o governo brasileiro. O Papa ouviu o bispo e lamentou pelas informações falhas que havia recebido do governo brasileiro. Na carta papal ao episcopado brasileiro, datada de 29 de abril de 1876, Pio IX define seu verdadeiro pensamento dando plena razão a Dom Vital e aos bispos perseguidos. (Fonte: OLÍVOLA, Frei Félix de. Um grande brasileiro a serviço de Deus: D.Frei Maria Gonçalves de Oliveira. 4.ed. Recife: Imprensa Universitária, 1967.)



4.13 - Em seguida, o “pastor” cita um desacreditado jornal americano “FORT WORTH STAR-TELEGRAM” e alega que este publicou que “Católico no Brasil também é espírita”.

- Resposta: A imprensa americana é um desastre, já retratou-se demitindo jornalistas que afirmaram que o Lula era um alcoólatra, e que as brasileiras eram obesas. Por coincidência o Espiritismo foi inventado no protestante Estados Unidos, pelas irmãs Margareth e Katie Fox (Hydesville, EUA). Isso consta numa lápide, que foi erguida na "Revue Spirite", fundada pelo filho de protestantes Allan Kardec em 1858. Logo, Jornal americano é como as religiões americanas do “pastor”, acredite se quiser.


Postar um comentário

Compartilhar

 
  •  
    Ocorreu um erro neste gadget

    ROLE O BANNER E CLIQUE NO ASSUNTO DESEJADO

    >
    > >