sexta-feira, 13 de maio de 2016

LULA QUER GUERRA CIVIL PENSANDO QUE ESTÁ EM CUBA OU NA VENEZUELA




PT QUER GUERRA CIVIL Lembro que o Brasil não é a Venezuela e que nossas Forças Armadas não são bolivarianas



Quem tiver de ir para a Papuda vai para a Papuda, papudo!



Vale dizer: se as forças do petismo quiserem chantagear as instituições e se acharem que podem se impor pela violência, pelo caos e pelo terror, faremos valer todos os recursos à mão para que triunfe a ordem democrática.
Gilberto Carvalho, porta-voz de Lula e número dois do PT, resolveu ameaçar os brasileiros, os manifestantes, as instituições, o Ministério Público, a Polícia Federal, o Judiciário e quem mais pudesse não vergar a cerviz para o PT,


Ao afirmar que prender Lula seria brincar com fogo e ao se referir à radicalização da luta política, disse temer que ocorra por aqui o que se deu na Venezuela.

Muito bem! Naquele país, como se sabe, está no poder um aliado ideológico de Lula: Nicolás Maduro. É um ditador bufão, que substitui outro: Chávez. Quem conduziu o país ao caos foram os bolivarianos, amigos de Carvalho. Estamos falando de um governo homicida. Nos protestos contra a fraude eleitoral e a perseguição a líderes de oposição, em 2013, as milícias bolivarianas assassinaram mais de 40 pessoas

Como as palavras fazem sentido e como a lógica existe, sou obrigado a concluir o óbvio: entendo que Gilberto Carvalho está nos advertindo para que tomemos cuidado com suas milícias

Pois é… O Brasil não é a Venezuela. Nem será. Nosso Poder Judiciário ainda não está corrompido como o daquele país. Há mais: as nossas Forças Armadas não são um ajuntamento de gorilas do narcotráfico, que servem a pistoleiros disfarçados de políticos.

É sério que Gilberto Carvalho quer nos ameaçar com sangue nas ruas? Eu não vou ameaçá-lo com nada. Só jogo na sua cara a Constituição da República Federativa do Brasil. Lá está o Artigo 142, explícito a mais não poder:

“Art. 142. As Forças Armadas, constituídas pela Marinha, pelo Exército e pela Aeronáutica, são instituições nacionais permanentes e regulares, organizadas com base na hierarquia e na disciplina, sob a autoridade suprema do Presidente da República, e destinam-se à defesa da Pátria, à garantia dos poderes constitucionais e, por iniciativa de qualquer destes, da lei e da ordem.”

Repudio, como vocês sabem, os imbecis que saem às ruas nos protestos com cartazes pedindo intervenção militar. Não precisamos das Forças Armadas para governar. Essa é uma tarefa dos civis.

Ou por outra: é inaceitável que se pense nas Forças Armadas para romper a ordem constitucional. Mas está constitucionalmente previsto que elas podem ser convocadas para GARANTIR A ORDEM CONSTITUCIONAL.

Vale dizer: se as forças do petismo quiserem chantagear as instituições e se acharem que podem se impor pela violência, pelo caos e pelo terror, faremos valer todos os recursos à mão para que triunfe a ordem democrática.

Vocês não vão levar no grito, Gilberto Carvalho. E quem tiver de ir para a Papuda vai para a Papuda, papudo!

Fonte: VEJA/ABRIL - BLOG REINALDO AZEVEDO


Postar um comentário

Compartilhar

 
  •  
    Ocorreu um erro neste gadget

    ROLE O BANNER E CLIQUE NO ASSUNTO DESEJADO

    >
    > >