TRADUZIR

terça-feira, 17 de julho de 2012

O DECÁLOGO ANTI PROTESTANTE DO FREI DAMIÃO

MENTIROSO DECÁLOGO CUJA AUTORIA ATRIBUEM A FREI DAMIÃO - Mais uma falsidade criada e difundida pelos protestantes para atiçar ódio à pessoa do missionário que mais converteu protestantes ao catolicismo no nordeste.





Os protestantes, históricos carrascos e salteadores dos cristãos católicos, que tempos atrás, raivosamente matavam e decapitavam para se instalarem nos países católicos:


Já haviam forjado algo semelhante, onde se fazem passar por “perseguidos”, quando espalharam um falso “Juramento dos Jesuítas” no qual colocavam os jesuítas como seus “perseguidores mortais” . 

Essa farsa também foi desmascarada em: 


O protestantismo sempre fez vasto uso da máxima leninista que diz: “Xingue-os do que você é. Acuse-os do que você faz” (Lenin).

1. A Mentira - OS DEZ MANDAMENTOS DE FREI DAMIÃO PARA ESPANTAR PROTESTANTE


.2. Autor da mentira - O aleivoso protestante Jeovah Mendes

3. Local onde se encontra a Mentira - no livro: "Curiosidades da Bíblia e da História: de Adão aos nossos dias", págs. 19-21, de Jeovah Mendes, editora Tábuas da Lei, ano 1999.


.5. A Verdade: o mentiroso decálogo que atribuem à autoria do Frei Damião, a que refutarei abaixo, trata-se de mais uma falsidade criada e difundida pelos protestantes para lançar ódio à pessoa do missionário que mais converteu protestantes ao catolicismo no Nordeste.

Calvinistas em 15 de julho de 1570, mataram 40 jesuítas,  

entre eles Inácio de Azevedo, morto a CUTILADAS 
(golpe de espada)
Os protestantes, os históricos carrascos e salteadores dos cristãos católicos, que tempos atrás, raivosamente matavam e decapitavam para se instalarem nos países católicos, veja: http://fimdafarsa.blogspot.com.br/2012/05/sabe-por-que-alguns-paises-ricos-sao.html já haviam forjado algo semelhante, onde posam de “perseguidos”, quando espalharam um falso “Juramento dos Jesuítas” onde colocavam os jesuítas como seus “perseguidores mortais”. Essa farsa também foi desmascarada: http://fimdafarsa.blogspot.com.br/2011/06/o-juramento-dos-jesuitas-refutado.html

.O protestantismo sempre fez vasto uso da máxima lenista que diz: “Xingue-os do que você é. Acuse-os do que você faz” (Lenin).

Agora, os sarcásticos carrascos que aumentavam o som dos auto falantes de suas igrejas durante os sermões de Frei Damião, e atiravam com armas de fogo contra seus seguidores, para que o frei cessasse de converter tanto protestante, forjaram mais uma farsa, intitulada: “OS DEZ MANDAMENTOS DE FREI DAMIÃO PARA ESPANTAR PROTESTANTE”


Eis os ”dez mandamentos” que Frei Damião nunca ensinou. Sorria com a incoerência crassa de cada um dos “mandamentos” que refuto logo a seguir:

OS DEZ MANDAMENTOS DE FREI DAMIÃO PARA ESPANTAR PROTESTANTE

I – Todo católico deve, ao deparar-se com um protestante, benzer-se e fazer o sinal da cruz

Frei Damião nunca ensinou isso. Tanto é que nenhum católico nordestino se benze quando encontra um protestante. Essa é uma farsa criada pelos “inimigos da Cruz de Cristo” (Filipenses 3,18-19), pois o benzer-se é feito na forma da cruz, e a grande maioria dos evangélicos já odeia a cruz de Cristo, sem precisar ninguém mostrá-la a eles.



II – Nunca deixe que o protestante o convença a ler a Bíblia, e sim o catecismo. A Bíblia constitui um veneno para o católico

Esse linguajar de que a “bíblia é um veneno para o católico”, é roubado de uma antiga farsa protestante que dizia que isto está no “Syllabus, 8-12-1864”. O Syllabus NÃO CONTÉM tal afirmação. O mentiroso que forjou isso não sabia que diariamente e a cada minuto, nos quatro cantos da terra, a Bíblia é lida durante a missa.

Muito antes de o protestantismo ser fundado, a Igreja Católica já recomendava a leitura da Bíblia:

"Todos os cristãos devem ler a Bíblia com piedade e reverência, rezando para que o Espírito Santo, que inspirou as Escrituras, capacite-os a entendê-las... Os que puderem devem fazer uso da versão latina de São Jerônimo; mas os que não puderem e as pessoas simples, leigos ou do clero...devem ler a versão alemã de que agora se dispõe, e, assim, armarem-se contra o inimigo de nossa salvação" (The publisher of the Cologne Bible [1480] ).

Como você vê, o argumento de que a Igreja foi contrária à Bíblia, é não somente falso, mas não possui nenhum embasamento histórico.



 III – Procure ter em casa um boneco de cera no formato de um totem e escreva sobre o mesmo o nome protestante. Caso algum deles apareça em sua casa, procure discretamente acender uma vela próxima ao boneco, o que fará fugir o herege filho de Lutero.

Católico não chama estátua de “totem” (isso é linguajar depreciativo protestante do autor da farsa), nem usa “boneco de cera”, muito menos para representar ninguém vivo.


IV – Se algum protestante convencer um católico para as suas fileiras, jogue sal pisado sobre as pegadas dos pés do tal apóstata, que não mais voltará a fazer conversão.

“Jogar sal em pegadas” nunca fez parte da religião católica, logo Frei Damião jamais ensinaria essa tolice, pois era doce a atraia os protestantes como formigas. Frei Damião converteu ao catolicismo 81 protestantes. 32 deles moravam nos municípios Pernambucanos de Garanhuns, Rio Formoso e Primavera; 25 conversões foram registradas na Arquidiocese de João Pessoa; 24 dos convertidos eram do Rio Grande do Norte. (Fonte: Mapa das Missões pregadas por Frei Damião de Bozzano da Custódia provincial de Pernambuco no Brasil (1931-1949):

MAPA DAS MISSÕES PREGADAS POR FREI DAMIÃO




V – Mantenha sempre em casa uma imagem de São Benedito, o pretinho, junto a uma garrafa de aguardente e um pedaço de fumo: só assim você conseguirá afastar, para bem longe, os malditos protestantes.

Aguardente e fumo nunca fizeram parte da religião católica. Nunca se recomendou colocar essas coisas próximo a santos. O autor da mentira deve ter procedido de um terreiro de umbanda. Frei Damião nunca ensinou essa farsa sem sentido.



VI – Reze todas as segundas-feiras (dia das almas), para Nossa Senhora do Desterro, a fim de que a mesma faça desterrar, para bem longe, os pestilentos protestantes.

Aqui está mais uma flagrante prova de ignorância e ódio de quem forjou tal embuste, pois não sabia que Nossa Senhora do Desterro intercede pelos exilados e desterrados, e não os expulsa.



VII – Para afastar o perigo da heresia protestante, reze sempre a ladainha de Nossa Senhora das Encruzilhadas, para que a mesma coloque o progresso da obra protestante no meio de uma encruzilhada

TERREIRO DE MACUMBA
...Nelsão, O comerciante, fez de tudo para salvar o
casamento. Foi parar até em terreiro de macumba.
A mãe  loura  avisou: “Essa não tem conserto. É do
pior  tipo!  Meu  guia tá me dizendo que essa é da
perseguida  riscada,  meu  filho!”
 Nelsão  pagou  a
consulta  e subiu para o trabalho na Praça Sete. No
caminho,  com  a  cabeça  a  mil, foi atropelado. O
fato  é  que  sua  mulher  não amarrava o quadril e
ele sabia. Contudo, o flagrante foi a dor mais triste
sentida na vida. De muletas, obrigado a voltar mais
cedo  para  casa, Nelsão pegou a moça no pulo com
o  funcionário  da  TV  a cabo, enquanto os garotos
estavam   na  escola. A desavergonhada foi embora:
caiu   no   mundo   com   um   terceiro,   deixando
para   trás   a   família.   Nunca  mais  deu  notícia.
(Blog do Jeff) 

Nunca existiu nenhuma “Nossa Senhora das Encruzilhadas” e muito menos a “ladainha de Nossa Senhora das Encruzilhadas” que os católicos deveriam “rezar sempre”.

No meio de uma encruzilhada o protestantismo está desde quando foi fundado e os “reformadores” se agrediram cada um fundando uma “igreja”.



VIII – Amarrar nos chifres de um bode mal-cheiroso uma oração de Padim Ciço, contendo as maldições e os anátemas da cabra preta e as imprecações de São Cipriano, a fim de que seja amarrada a obra evangélica dos protestantes.

Não existe nenhuma oração de Padim Ciço “contendo as maldições e os anátemas de cabra preta”. O autor do embuste também viajou na fábula que atribui a São Cipriano ter sido um bruxo. Isso nunca aconteceu. São Cipriano nunca foi bruxo. Frei Damião muito bem informado como era, não cometeria tais erros crassos sobre seus amigos da mesma fé. Para saber mais sobre São Cipriano, acesse:

http://www.cleofas.com.br/ver_conteudo.aspx?m=doc&cat=96&scat=177&id=3900



IX – Invocar os nomes de Santo Onofre, o padroeiro dos cachaceiros e São Longino, o protetor dos ladrões, para que a obra missionária protestante seja perturbada por espíritos de vícios e de roubalheiras.

1 - A intenção do autor deste embuste era passar a maliciosa idéia que o catolicismo faz apologia ao alcoolismo e ao roubo, daí a citação maldosa desses dois santos que nada têm a ver com essas coisas. Santo Onofre é padroeiro dos tecelões e não dos “cachaceiros”. Sem qualquer sentido, algumas pessoas o invocam CONTRA o alcoolismo e não a favor. Logo não é “padroeiro dos cachaceiros”:

http://www.cademeusanto.com.br/santo_onofre.htm

2 - São Longino, ou Longuinho, nunca foi “protetor dos ladrões”, isso prova que foi um raivoso acatólico que forjou essa farsa contra Frei Damião. As pessoas rogam a São Longino, ou Longuinho para encontrar objetos perdidos.  

http://www.paideamor.com.br/santos/sao_longuinho.htm

Ninguém precisa pedir para que a “obra” protestante seja perturbada por espíritos de vícios e de roubalheiras, ele já é naturalmente:

Patrick Means, em seu livro Men's Secret Wars (As Guerras Secretas dos Homens), numa pesquisa entre os “evangélicos” destaca: 64 por cento dos pastores evangélicos e leigos têm problemas com vício sexual, inclusive pornografia e outras atividades sexuais secretas. Especificamente, 25 por cento confessaram ter cometido adultério depois de casados e depois de se tornarem “evangélicos”.

E na roubalheira: integrantes da bancada evangélica do Congresso, receberam 58% do total da propina repassada a parlamentares pela máfia das ambulâncias, aponta o relatório da CPI dos Sanguessugas. Confira neste site evangélico que detalha as falcatruas evangélicas:


X - Todo aquele ou aquela que, pertencendo ao aprisco católico, casar-se com alguém de credo evangélico, irá no inferno bodejar sem cessar, além de ser atormentado(a) pelo tridente de ferrabraz.

1- Por fim, vê-se aqui que, quem criou tal farsa não é católico. O casamento entre católico e evangélico é permitido sim, com a aprovação do Bispo. É proibido só nos casos em que o casal não prometa batizar os filhos no credo católico. (Fonte: Cân. 1124; Cân. 1125; Cân. 1086 § 1.; Cân. 1108 § 1.)

2- “ferrabraz” nunca foi termo católico para indicar o Diabo.  O termo “ferrabraz” como sendo o Diabo é usado só pelos envolvidos em magia negra, como deve ser o autor dessa farsa.

Veja abaixo, que o termo “ferrabraz” não é associado ao Diabo pelas pessoas sérias:

Empresa Ferrabraz

Comunidade Terapêutica Ferrabraz

Rádio Ferrabraz

Tudo não passa de mais uma mentira encomendada contra Frei Damião e que aqui cai por terra.

Reveladoras palavras de Jesus, aos difusores dessa mentira diabólica: 



“Vós tendes por pai o Diabo, e quereis satisfazer os desejos de vosso pai; ele é homicida desde o princípio, e nunca se firmou na verdade, porque nele não há verdade; quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio; porque é mentiroso, e pai da mentira”. (Jo 8,44).




Autor: Fernando Nascimento
Fonte: FIM DA FARSA
Veja o Índice das Mentiras em GOOGLE+
Acesse também:



Postar um comentário

Compartilhar

 
  •  
    Ocorreu um erro neste gadget

    ROLE O BANNER E CLIQUE NO ASSUNTO DESEJADO

    >
    > >