TRADUZIR

sábado, 15 de outubro de 2011

DEVE-SE À REFORMA A PALAVRA DE DEUS IMPRESSA

I - A MENTIRA - "... O movimento da Reforma ... afirmou Sola Scriptura, ou seja, somente cremos e praticamos o que a Bíblia ensina, somente a Bíblia deve ser a nossa regra de fé e prática. Os reformadores se empenharam em traduzir a Bíblia para que todas as pessoas tivessem acesso a ela e pudessem julgar os ensinos da Igreja por meio do próprio estudo da Palavra. Muitas vezes não damos o devido valor ao fato de hoje termos a facilidade da Palavra de Deus impressa em nossa própria língua e não a estudamos tanto quanto deveríamos. Lembre-se: devemos ser guiados somente pela Escrituras..."

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Índice das Mentiras


14/10/2011
Autor:Oswaldo
Escreva para o 

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------

II - ONDE ELA SE ENCONTRA

1. CALVINISTA

CALVINISTA

2. ALEXANDRE LOPES DO VALE



3. ESCRAVO DA GRAÇA




-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------

III - A VERDADE


Antes de mais nada, por uma questão de coerência, gostaria de perguntar aos srs. rebelados onde é que se encontra escrito na Bíblia algo que justifique a afirmação "somente cremos e praticamos o que a Bíblia ensina, somente a Bíblia deve ser a nossa regra de fé e prática". 



Inútil trazer para nós esta passagem tão mal interpretada e torcida: 



"Toda a Escritura é inspirada por Deus, e útil para ensinar, para repreender, para corrigir e para formar na justiça." (II Timóteo 3,16).

Claro que por este texto não se pode aduzir aquilo que os rebelados querem, principalmente porque aqui não encontramos o termo "somente" nem o que a ele corresponda.


Não quero, entretanto, me deter em tantas heresias expressas em tão poucas linhas, decorrentes de divergentes interpretações bíblicas, pois a minha finalidade principal aqui é apenas desmascarar mentiras assestadas contra a Igreja Católica. 


As mentiras são as que seguem: "... Os reformadores se empenharam em traduzir a Bíblia para que todas as pessoas tivessem acesso a ela e pudessem julgar os ensinos da Igreja por meio do próprio estudo da Palavra. Muitas vezes não damos o devido valor ao fato de hoje termos a facilidade da Palavra de Deus impressa em nossa própria língua...".

1. Aqui o acusador dá a entender que antes dos reformadores os cristãos não tinham acesso às Escrituras.

É MENTIRA.  Embora em qualquer época histórica, a Igreja tenha recomendado aos fiéis cautela na leitura da Bíblia, por causa da grande dificuldade de interpretação de certos textos. Isso não significa que naquela época os fiéis não pudessem ler os Livros Sagrados. 

Muito antes de Lutero, com o desenvolvimento da imprensa, a Bíblia era largamente difundida pelos vários países da Europa. Desde o aparecimento da imprensa até 1520, surgiram 156 edições da Bíblia em latim.

2. Também dá a entender que cada indivíduo tem direito a julgar os ensinos ministrados pela Igreja;

Não tem! São os mestres que ensinam aos discípulos e não o contrário. Somente a Igreja tem especial assistência do Espírito Santo para que não erre. É por isso que a Bíblia diz dela:


"... a Igreja de Deus vivo, coluna e sustentáculo da verdade" (I Timóteo 3,15).

Quanto aos fiéis está dito:

 "Reconhecei que a longa paciência de nosso Senhor vos é salutar, como também vosso caríssimo irmão Paulo vos escreveu, segundo o dom de sabedoria que lhe foi dado. É o que ele faz em todas as suas cartas, nas quais fala nestes assuntos. Nelas há algumas passagens difíceis de entender, cujo sentido os espíritos ignorantes ou pouco fortalecidos deturpam, para a sua própria ruína, como o fazem também com as demais Escrituras" (II Pd 3,15-16)

3. Até parece que antes de Lutero e dos demais reformadores não havia traduções nas línguas do povo;

Não é Verdade. Para atender ao público que não entendia o latim, foram feitas numerosas traduções para a língua vernácula. Entre 1466 e 1520 surgiram 22 edições da Bíblia traduzida para o alemão. A primeira tradução italiana surgiu em 1471; a holandesa em 1477; a francesa em 1487; e a espanhola em 1485. A tiragem de cada edição variava de 250 a 1600 exemplares. Portanto, a afirmação de que foram os protestantes que possibilitaram ao povo a leitura da Bíblia não passa de uma das muitas invenções criadas pelo ódio à Igreja Católica, sem qualquer fundamento histórico.

4. Parece também que o articulista quer sugerir que a Bíblia foi impressa por obra e graça dos reformadores!

Para desgosto dos filhos e netos de Lutero a imprensa foi inventada pelo católico JOHANN GUTEMBERG quase um século antes de surgir a rebelião protestante:






Se Jesus fosse evangélico 
não salvava os iletrados, 
já que só quem lê-se a bíblia 
estaria abençoado. 
Até mil e quatrocentos, 
ninguém seria cristão, 
bíblia impressa ninguém tinha
só se copiada a mão.


(Cordel de autoria de Fernando Nascimento)

A primeira Bíblia foi impressa em 1456.


-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Índice das Mentiras
Postar um comentário

Compartilhar

 
  •  
    Ocorreu um erro neste gadget

    ROLE O BANNER E CLIQUE NO ASSUNTO DESEJADO

    >
    > >