sábado, 30 de janeiro de 2016

TESTEMUNHOS PRIMITIVOS PROVAM QUE PEDRO FOI BISPO DE ROMA


Nesta presente matéria quero apenas elucidar alguns testemunhos patrísticos, por que estou freqüentemente vendo na internet por parte de alguns protestantes a negação que os Pais da Igreja sustentavam que Pedro foi bispo de Roma.
Em minhas outras matérias isto já foi provado, mas como parece que precisaremos de agora por diante colocar notas de Rodapé nos texto falando “aqui eu quero dizer isto, e ali eu quero dizer aquilo”,  irei fazer algumas matérias com pontos específicos .
Este texto porá fim as duvidas ou acusações de que os Pais da Igreja não sustentavam que Pedro estava e foi bispo em Roma.
Começaremos por Eusébio de Cesaréia. Muitos protestantes,principalmente adventistas, estão se valendo de algumas afirmações de Eusébio tiradas fora do contexto para afirmar que Pedro não foi Bispo de Roma, estão querendo fazer com a patrística e até com os documentos da Igreja a mesma coisa que já fazem com a bíblia, isolar textos do contexto para dizer algo que os autores nunca quiseram dizer.
A afirmação de Eusébio que comumente usam é a seguinte:
“Depois do martírio de Pedro e Paulo, o primeiro a obter o episcopado na Igreja de Roma foi Lino. Paulo, ao escrever de Roma a Timóteo, cita-o na saudação final da carta [cf. 2Tm 4,21].” (Eusébio Bispo de Cesaréia – HE,III,2 – 317 d.C).
Então ai segundo eles Eusébio está falando que o primeiro bispo de Roma foi Lino e não Pedro.
Ora pegar unicamente um texto de Eusébio e afirmar algo, sem ler o resto da História eclesiástica é bem interessante. Agora infelizmente aos protestantes que acreditam que estas palavras de Eusébio provam que Lino foi o primeiro Bispo de Roma terão que acreditar e aceitar os outros testemunho de Eusébio na mesma história eclesiástica que eu já tinha citado no meu outro texto, mas parece que muitos se fazem de cegos, Vamos lá:
Veja este magnífico testemunho de Eusébio:
Pedro, de nacionalidade Galileia, o primeiro pontífice dos cristãos, tendo inicialmente fundado a Igreja de Antioquia, se dirige a Roma, onde, pregando o Evangelho, continua vinte e cinco anos Bispo da mesma cidade.” (Crônicas de Eusébio Página 261 parágrafo 2) [1]

É bem engraçado que afirmem que Eusébio não afirmava que Pedro estava em Roma e que ele não foi bispo, sendo Eusébio afirma que ele foi Bispo de Roma 25 anos. Como já falei na minha outra matéria estes 25 anos não são exatos, é uma data calculada por Eusébio e que também foi sustentada por São Jerônimo.
Vamos a mais testemunho de Eusébio:
“[...]quanto a Lino, cuja presença junto dele [do Apóstolo Paulo] em Roma foi registrada na 2ª carta a Timóteo [cf. 2Tm 4,21], depois de Pedro foi o primeiro a obter ali o episcopado, conforme mencionamos mais acima.” (Eusébio Bispo de Cesaréia – HE,IV,8 – 317 d.C).
“[...]Alexandre recebeu o episcopado em Roma, sendo o quinto na sucessão de Pedro e Paulo” (Eusébio Bispo de Cesaréia – HE,IV,1 – 317 d.C).
Note que Eusébio diz que Depois de Pedro Alexandre foi o 5º bispo de Roma ou seja o 6º bispo de Roma:
Pedro -> Lino -> Anacleto -> Clemente -> Evaristo -> Alexandre
Vamos adiante:
Sob Cláudio [Imperador], Fílon [quande estoriador judeu] em Roma relacionou-se com Pedro, que então pregava aos seus habitantes.” (Eusébio de Cesaréia – HE II,17,1 – 317 d.C)
Este mesmo Cláudio que Eusébio fala é o Cláudio que é citado por Lucas em Atos 11, 28.  Logo as datas do cridas no século 3 e 4 da estadia de Pedro em Roma e do Reinado de Cláudio, são as mesmas que os historiadores modernos afirmam.
Bem, penso que está mais do que Provado que Eusébio afirmava veementemente que Pedro Foi bispo e esteve em Roma vários anos.
Saindo de Eusébio vamos para mais testemunho anteriores a Eusébio:
O bispo Dionísio de Corinto, em extrato de uma de suas cartas aos romanos (170) trata da seguinte forma o martírio de Pedro e Paulo:
“Tendo vindo ambos a Corinto, os dois apóstolos Pedro e Paulo nos formaram na doutrina do Evangelho. A seguir, indo para a Itália,eles vos transmitiram os mesmos ensinamentos e, por fim, sofreram o martírio simultaneamente.”(Fragmento conservado na História Eclesiástica de Eusébio, II,25,8.)
Gaio, presbítero romano, em 199:
Nós aqui em Roma temos algo melhor do que o túmulo de Filipe. Possuímos os troféus dos apóstolos fundadores desta Igreja local. Ide à Via Ostiense e lá encontrareis o troféu de Paulo; ide ao Vaticano e lá vereis o troféu de Pedro."
Gaio dirigiu-se nos seguintes termos a um grupo de hereges:
Posso mostrar-vos os troféus (túmulos) dos Apóstolos. Caso queirais ir ao Vaticano ou à Via Ostiense, lá encontrareis os troféus daqueles que fundaram esta Igreja.”(Eusébio, História Eclesiástica, 1125, 7.)
Ireneu (130 – 202), Bispo de Lião (nascido em Izmir atual Turquia) referiu:
Para a maior e mais antiga a mais famosa Igreja, fundada pelos dois mais gloriosos Apóstolos, Pedro e Paulo.
E ainda
Os bem-aventurados Apóstolos portanto, fundando e instituindo a Igreja, entregaram a Lino o cargo de administrá-la como bispo; a este sucedeu Anacleto; depois dele, em terceiro lugar a partir dos Apóstolos, Clemente recebeu o episcopado."
Mateus, achando-se entre os hebreus, escreveu o Evangelho na língua deles, enquanto Pedro e Paulo evangelizavam em Roma e aí fundavam a Igreja.” (L. 3, c. 1, n. 1, v. 4).
Veja que os Testemunhos destes Pais que citei até agora batem corretamente, um concordando com o outro em séculos diferentes.
Como Irineu fala que Pedro Fundou a Igreja, logo quando Paulo se refere a Igreja de Roma ele se refere a uma Igreja já fundada e famosa em toda parte:
a todos os que estão em Roma, queridos de Deus, chamados a serem santos: a vós, graça e paz da parte de Deus, nosso Pai, e da parte do Senhor Jesus Cristo!” (Romanos 1, 7)
Primeiramente, dou graças a meu Deus, por meio de Jesus Cristo, por todos vós, porque em todo o mundo é preconizada a vossa fé.” (Romanos 1, 8)
E por fim diz que Satanás será esmagado aos pés desta mesma Igreja:
O Deus da paz em breve não tardará a esmagar Satanás debaixo dos vossos pés. A graça de nosso Senhor Jesus Cristo esteja convosco!” (Romanos 16, 20)
Ou seja a Primeira dentre as Igreja instituídas pelos apóstolos, há qual o chefe dos apóstolos instituiu.

Tertuliano (155-222 d.C.) falou da morte e atividade de Pedro em Roma:
A Igreja também dos romanos pública – isto é, demonstra por instrumentos públicos e provas – que Clemente foi ordenado por Pedro.
Feliz Igreja, na qual os Apóstolos verteram seu sangue por sua doutrina integral!” - e falando da Igreja Romana,“onde a paixão de Pedro se fez como a paixão do Senhor.
Nero foi o primeiro a banhar no sangue o berço da fé. Pedro então, segundo a promessa de Cristo, foi por outrem cingido quando o suspenderam na Cruz.” (Scorp. c. 15)
Epifânio (315-403 d.C.), Bispo de Constância :
A sucessão de Bispos em Roma é nesta ordem: Pedro e Paulo, Lino, Cleto, Clemente etc…” (ii. 27 – Sales, St. Francis de, The Catholic Controverse, Tan Books and Publishers Inc., USA, 1989, pp. 280-282.)
Doroteu de Tiro:
Lino foi Bispo de Roma após o seu primeiro guia, Pedro.“ (In: Syn.)
Optato de Milevo:
Você não pode negar que sabe que na cidade de Roma a cadeira episcopal foi primeiro investida por Pedro, na qual Pedro, cabeça dos Apóstolos, a ocupou.” (Contra a Heresia Donatista, Página 66)
Cipriano (martirizado em 258), Bispo de Cartago (norte da África):
Post ista adhuc pseudoepiscopo sibi ab haereticis constituto nauigare audent, et ad Petri Cathedram adque ad ecclesiam principalem unde unitas sacerdotalis exorta est ab schismaticis et profanis litteras ferre, nec cogitare eos esse Romanos, quorum fides Apostolo praedicante laudata est, ad quos perfidia habere non possit accessum
Com um bispo falso apontado eleito por hereges, eles se atrevem a navegar e levar cartas de cismáticos e blasfemos para a cátedra de Pedro e à Igreja principal, em que a unidade sacerdotal tem a sua fonte; eles nem pensaram que estes são romanos, cuja fé foi elogiada na pregação pelo Apóstolo, e entre os quais não é possível a perfídia ter entrada.” (Cipriano, Carta 59 (54), 14)
Santo Agostinho (354 – 430):
A Pedro sucedeu Lino.” (Ep. 53, ad. Gen.)


Depois de Todos Estes testemunhos patrísticos comprovando a estadia de Pedro e episcopado em Roma quero ver só se ainda vai me aparecer aqui alguém dizendo que a patrística não sustenta que Pedro  foi bispo de Roma.
Infelizmente para os protestantes que antes aceitavam os testemunhos de Eusébio tirados fora do contexto como prova de refutação da Verdade, ou agora acreditam nestes testemunhos que eu citei ou cairão em forte contradição.

Postar um comentário

Compartilhar

 
  •  
    Ocorreu um erro neste gadget

    ROLE O BANNER E CLIQUE NO ASSUNTO DESEJADO

    >
    > >