TRADUZIR

domingo, 21 de outubro de 2012

BEIJOS NA BOCA E ALGUNS "AMASSOS"...

EVANGÉLICO: - Santos canonizados pelo Papa, o que não tem nenhum mérito porque só Deus pode avaliar quem é santo ou não. Canonizar criatura é pretender tomar o lugar de Deus. E Ele não concedeu a nenhum mortal essa prerrogativa. Só Deus, no Juízo Final determinará quem é santo e quem é ímpio, quem será salvo e quem será condenado.

RESPOSTA - "Santos canonizados pelo Papa..." Os santos são santos independentemente de canonização. Santos são todos os que foram admitidos à visão beatífica de Deus já que, segundo a Bíblia, sem a santidade é impossível ver a Deus (Hebreus 12,14).

Então, qual é a vantagem de canonizá-los?

Esta canonização em nada aumenta a bem-aventurança dessas almas, pois elas estão plenamente felizes. Ela mais serve a nós que podemos, através da autoridade infalível do Papa (Mt 16,19), saber que estas pessoas, estão na plena comunhão com Cristo e, por isso, podem eficazmente interceder a nosso favor.

EVANGÉLICO - O culto a Maria e a Santos, não é bíblico...

RESPOSTA - Que não estivesse escrito na Bíblia, mesmo assim, seria bíblico, sabendo que a Igreja, o inerrante sustentáculo da verdade (Tm 3,15), que ensina esta doutrina, é bíblica sendo ela o corpo de Cristo (Rm 12,5) - portanto o próprio Cristo -, o qual fala por sua boca (Lc 10,16). Não tem como errar! 



Ainda bem que os evangélicos admitem que suas igrejas, fundadas há alguns dias e, no máximo, há pouco menos de 500 anos, são plenamente falíveis!

Além disso, o culto de louvor, honra, exaltação aos santos é plenamente bíblico, sendo que o Senhor Deus é o primeiro a servi-los, honrá-los e exaltá-los. 



Tudo o que Deus faz é perfeito, lícito e justo portanto, quando o imitamos estamos fazendo-lhe a vontade: Lc 12,37 - Jo 12,26; Rm 2,7; 2,10; I Tm 3,13; I Pe 1,7; I Pe 2,7 - Jo 12,26; Rm 2,7; 2,10; I Tm 3,13; I Pe 1,7; 2,7 - Rm 2,29; I Cor 4,5; I Pe 1,7".

EVANGÉLICO - Todo mundo sabe que amante e marido são 2 coisas diferentes... Aqueles homens que tenho, são só amantes, eu apenas os venero, dou beijos na boca, e uns amassos  só isso, mas não os considero como maridos..... Já aquele homem, eu adoro, faço sexo com ele sou casada com ele, ele é meu único marido, os outros homens são só amantes... Se eu considerasse os meus amantes como maridos, aí sim eu estaria pecando... Mas não considero como maridos, apenas considero marido o homem com quem sou casada... Na minha igreja, a santa igreja, ensina que ter amantes, não é pecado, mas se considerarmos como maridos, isso é que é errado!... (Hehe!!!!! Haha!!!!! Ter amantes - só beijos na boca, alguns amassos... -  não é pecado na igreja de crente!!!! Este aqui não é evangélico coisa alguma. Conheço muitos evangélicos e nenhum chega a nível moral tão baixo).

RESPOSTA - Não é esta a relação dos santos e a esposa de Cristo. Jesus sabe descrever muito bem qual é a relação que existe entre sua esposa, a Igreja, e seus amigos:

"Aquele que tem a esposa é o esposo. O amigo do esposo, porém, que está presente e o ouve, regozija-se sobremodo com a voz do esposo. Nisso consiste a minha alegria, que agora se completa". (São João 3,29).



Postar um comentário

Compartilhar

 
  •  
    Ocorreu um erro neste gadget

    ROLE O BANNER E CLIQUE NO ASSUNTO DESEJADO

    >
    > >