quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

"SE NÃO SÃO CAPAZES DE SE CONTER... É MELHOR QUE SE CASEM... " (I COR 7,9) - MAS, A DESPEITO DISSO...


.
NU - MUSEU PRADO



Pelo menos foi o que já verifiquei até hoje:

NÃO HÁ UM SÓ PASTOR EVANGÉLICO QUE, CONFIANDO NA GRAÇA DE DEUS, ACHOU-SE NA CONDIÇÃO DE SE CONTER ANTE OS APELOS DA CARNE. QUANTO AOS PADRES, RELIGIOSOS E RELIGIOSAS SÃO MAIS DE UM MILHÃO QUE OPTARAM POR NÃO SE CASAR. E AS QUEDAS? SIM, HOUVE ALGUMAS, MAS EM QUANTIDADE TÃO PEQUENA QUE PODEMOS CONSIDERAR  DESPREZÍVEL.


<----------------------------------------------------------------------------------------------->



... e para que não falem que dedamos somente pastores evangélicos, há também um vídeo de um padre pedófilo... MAS COMO EXPLICAR ESSES CRIMES EM GRANDE QUANTIDADE ENTRE OS PASTORES EVANGÉLICOS? NÃO SE CASARAM PARA NÃO SE ABRASAR? O PADRE, PELO MENOS, NÃO ERA CASADO.






















Fonte: YAHOO
Acesse o índice das "MENTIRAS CONTRA A IGREJA CATÓLICA"

Sites evangélicos dão conta de que 64% de seus líderes estão envolvidos em todo tipo de desvios sexuais que vão desde pornografias até estupros passando por fornicações, adultérios e pedofilias.


Jesus disse que “pelos seus frutos reconhecereis estes homens” Mateus 7:20

Pastor condenado a 78 anos de prisão por pedofilia
22 de janeiro de 2014

O pastor Reginaldo Sena dos Santos, de 59 anos, acusado de ter abusado sexualmente de 14 meninas com idade entre 8 e 15 anos, foi condenado pelo Juiz da 1ª Vara Criminal de Volta Redonda, a 78 anos de prisão por pedofilia. A missionária Maria de Fátima Costa da Silva, de 58 anos, que segundo a polícia mantinha um relacionamento amoroso com Reginaldo, conhecido como “Ungido”, foi sentenciada a 16 anos. Ela é acusada de preparar as vítimas para os atos sexuais do pastor. Em ambos os casos o juiz determinou que os condenados, que estão presos desde a época do crime, cumpram a pena em regime inicialmente fechado.

FONTE 

Itapetinga: Pastor da Igreja Batista é preso após estuprar adolescente


Um pastor da Igreja Batista do Brasil foi preso na manhã desta segunda-feira (19), em Itapetinga, no sul baiano, acusado de estuprar uma adolescente de 16 anos. Ivan Souza Silva, de 50 anos, é responsável por congregações evangélicas nos municípios de Itororó, Itati, Dias D’Ávila e membro do Conselho Diretor Estadual da entidade religiosa. De acordo com o delegado Jorge Luiz, a polícia chegou ao acusado após denúncia da mãe da vítima. Ele foi encontrado em um ônibus a caminho do município vizinho de Itororó. “A princípio, ele se apresentou com um nome falso, mas depois que solicitamos os documentos aos passageiros do ônibus, ele foi identificado e preso em flagrante por estupro de vulnerável e cárcere privado”, explicou o delegado, em entrevista ao Correio. Ainda segundo reportagem, o pastor é casado, tem filhos e reside em Itororó, mas mantinha um apartamento para a amante, Débora Sampaio Bispo, em Itapetinga. Ela é vizinha da adolescente e teria sido a responsável por atraí-la ao seu apartamento, onde o pastor estuprou a jovem, segundo a polícia.
Fonte: bahianoticias

Pastor evangélico preso em flagrante por estuprar enteada de apenas 7 anos de idade

 8 de janeiro de 2014

Pastor evangélico preso em flagrante por estuprar enteada de apenas 7 anos de idade
Na tarde dessa terça-feira (07), um pastor evangélico identificado como Salvador Moreira do Amaral, de 49 anos, foi preso em flagrante por estuprar a enteada de apenas 7 anos de idade. A prisão do religioso aconteceu no bairro Chapéu do Sol, em São João da Barra (RJ), após ele ser denunciado pela própria esposa.
De acordo com a polícia, a mãe da criança, D.A.B., de 28 anos, denunciou o crime após flagrar o pastor acariciando as partes íntimas da menina debaixo de um lençol. O pastor, conhecido na região como Tuca, foi detido por policiais da 145ª DP (São João da Barra).
De acordo com o Terra, a criança relatou em depoimento que o padrasto colocava filmes pornográficos para que ela assistisse. A mãe da menina afirmou que já suspeitava das atitudes do marido e que a filha já teria contado que ele acariciou suas íntimas em outra ocasião.
- D.A.B., que já suspeitava da atitude do companheiro, chamou sua filha para conversar e ela contou a mãe que seu padrasto havia alisado suas partes intimas por debaixo do lençol. Na delegacia, a menor contou ainda que o autor colocava vídeos pornográficos para ela assistir – informou a Polícia Civil, em nota sobre o caso.
O crime acontecia na residência da família, onde vários materiais pornográficos foram encontrados pela polícia.
Por Dan Martins, para o Gospel+
=======================================================
Notícia no G1

Pastor é preso por suspeita de estuprar crianças em Biritiba Mirim

Mães denunciaram à polícia casos com vítimas entre 9 e 4 anos.
Polícia Civil espera localizar outras vítimas do homem.

Gladys Peixoto Do G1 Mogi das Cruzes e Suzano  DEZEMBRO DE 2013

A polícia de Biritiba Mirim (SP) espera o contato de pais de possíveis vítimas de um pastor suspeito de pedofilia que foi preso na cidade. Até segunda-feira (2), a Polícia Civil já tinha aberto dois inquéritos para investigar o estupro de quatro crianças entre 9 e 4 anos.
O suspeito, de 57 anos, é pastor de uma igreja evangélica na região central da cidade. A investigação dos casos começou depois que uma criança viu o suspeito molestando uma das vítimas. “Ela contou o fato para mãe, que é amiga da mãe das crianças. Neste caso são dois irmãos, uma de menina de 4 anos e um menino de 6 anos. Quando a mãe questionou o filho, ele confirmou o abuso”, contou o delegado Marcos de Almeida Tourinho, que responde temporariamente pelo Distrito Policial de Biritiba Mirim. FONTE CLIQUE PARA VER TODA A HISTÓRIA: GLOBO.COM
=======================================================================

Preso o Pastor que pregava em presídios Pastor Marcos Pereira

O pastor, mais magro e abatido, durante uma uma audiência em junho deste ano
Preso desde o dia 8 de maio, em Bangu 2, no Complexo de Gericinó, na Zona Oeste do Rio, o pastor Marcos Pereira foi condenado a 15 anos de prisão no processo movido por seis fiéis que o acusam de estupro. A condenação partiu da 2ª Vara Criminal da Comarca de São João de Meriti, do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro.
Os crimes
Uma das vítimas contou que foi estuprada dos 14 aos 22 anos, e outras três disseram que também foram atacadas quando ainda eram menores de idade. As orgias aconteciam, segundo Márcio Mendonça, tanto na igreja quanto no apartamento do pastor, na Avenida Atlântica, em Copacabana, Zona Sul do Rio. Segundo os autos, o crime aconteceu no final de 2006. O imóvel custa R$ 8 milhões. Além de ser acusado por abuso sexual, o líder da igreja Assembleia de Deus dos Últimos dias, também é citado em um suposto envolvimento com tráfico de drogas, associação para o tráfico e lavagem de dinheiro.
Na época em que o pastor Marcos foi preso, o delegado Márcio Mendonça, titular da Delegacia de Combate às Drogas (Dcod) descreveu a dinâmica dos estupros: o pastor permanecia no gabinete dele e ligava para as vítimas, pedindo que elas tivessem um momento a sós com ele. Após fechar as portas, o pastor tentava convencer as vítimas a fazer sexo com ele. Quando elas reagiam, ele usava a força. Uma das seis vítimas afirmou que foi estuprada após o pastor ligar pedindo que ela levasse um café em sua sala. As vítimas eram fiéis da igreja, que iam até a Assembleia de Deus dos Últimos Dias, em São João de Meriti, na Baixada Fluminense, fazer um trabalho voluntário.
No dia 22 de maio, o EXTRA publicou escutas “picantes” do pastor com suas fiéis. Em uma das quatro conversas a que o EXTRA teve acesso com exclusividade, o pastor, antes de se despedir de uma fiel que falava com ele do seu celular de seu carro, avisa: “Tô com saudade do seu rabo”. Marcos foi preso no último dia 8 acusado de dois estupros de fiéis. A polícia ainda investiga se o pastor estuprou outras 20 mulheres que moravam na igreja.  FONTE: http://extra.globo.com/casos-de-policia/pastor-marcos-pereira-condenado-por-estupro-9934380.html#ixzz2ehuP3wYB

Pastor evangélico é preso acusado de estuprar fiel de 12 anos (Set. de 2013)

O pastor, na delegacia
Policiais da 34ª DP (Bangu) prenderam, nesta quarta-feira, em Cabo Frio, na Região dos Lagos, um pastor evangélico. Segundo as investigações, Reinaldo Correia Caetano, de 52 anos, é acusado de ter estuprado uma menor de 12 anos, fiel da igreja onde o religioso atuava, na Favela da Carobinha, em Bangu, na Zona Oeste do Rio. Contra o pastor foi cumprido mandado de prisão preventiva.
A investigação começou em julho deste ano, depois que parentes flagraram a menina em conversas eróticas com o acusado no Facebook. A família descobriu, na ocasião, que Reinaldo chegou a dar um celular para a menina. Depois de ser confrontada pelos parentes, a menor acabou revelando que vinha mantendo relações sexuais com o pastor havia um mês. leia mais aqui
Leia mais: 
Leia mais: 

domingo, 2 de junho de 2013


Mais um pastor evangélico é preso sob acusação de estupro

Um pastor evangélico foi preso na tarde desta sexta-feira em Fortaleza por força de um mandado expedido pela justiça de Brejo Santo em cuja comarca é acusado de estupro. O mandado foi expedido pelo juiz titular da 2ª Vara daquela comarca, Luiz Sávio de Azevedo Bringel e o cumprimento do mesmo se deu na Rua Nova Jerusalém (Bairro Jardim Castelão) em nossa capital por policiais da companhia de Brejo Santo.

O pastor João Clóves de Oliveira, de 48 anos, é nativo de Brejo Santo e reside no endereço onde foi preso em Fortaleza. O mesmo é acusado da prática de um estupro e estava sendo procurado, pois o mandado é de agosto de 2008. O Pastor Clóves, como é chamado, residia na Rua Casa Pereira 100 em Brejo Santo na época do crime. Ele tinha sido intimado para uma audiência de instrução e não compareceu e nem mandou seu defensor.

Por isso, a justiça decidiu mandar prendê-lo há cinco anos e só agora o mesmo foi localizado. O mandado determina o recolhimento à cadeia pública de Brejo Santo para responder pelo crime cometido. A prisão foi feita pelo Serviço de Inteligência da 3ª Companhia que ali esteve representado pelo Sargento Dimas o qual teve o apoio de militares de Fortaleza os quais conduziram o acusado até a 30ª Delegacia de Polícia do Conjunto São Cristóvão.

Pastor de Canoas Rio Grande do Sul é preso!



Pastor evangélico com histórico de estupro é preso por suspeita de tráfico de drogas em SP


Com ele, foram encontrados 20 papelotes de cocaína, 18 porções de crack e dois tabletes de maconha.

O pastor evangélico, Edilson Fernando Flávio, de 43 anos, foi preso em flagrante, em Franca, no norte do estado de São Paulo (SP). Ele é suspeito de praticar tráfico de drogas na região, segundo informações da Polícia Civil local.


    pastor evangélico, Edilson Fernando Flávio
  • (Foto: Divulgação/Polícia Civil)
    O pastor evangélico, Edilson Fernando Flávio, foi preso em flagrante: com ele foram encontrados papelotes de cocaína, porções de crack, tabletes de maconha e uma nota falsa de R$ 100.
Com o suspeito, os policiais encontraram 20 papelotes de cocaína, 18 porções de crack e ainda dois tabletes de maconha, que estavam escondidos dentro de um recipiente com arroz e na bolsa de uma diarista de 17 anos que teria ganhado a droga como “presente”.
Também foram apreendidos mais de R$ 1 mil, uma nota falsa de R$ 100 e uma moto supostamente usada pelo homem para levar drogas a usuários.
A prisão foi realizada por policiais da Delegacia de Investigações sobre Entorpecentes (Dise), comandados pelo delegado Djalma Donizete Batista, na segunda-feira (24). Edilson Fernando Flávio foi investigado por 15 dias por essa delegacia antes de ser preso.
O religioso é proprietário de um pequeno supermercado no Jardim Luiza, onde foi preso, e reside na Vila São Sebastião. Ele atua em uma igreja em Restinga, município do interior de São Paulo (SP) próximo a Franca.
Com várias passagens e condenações por receptação, estelionato e tráfico, o acusado deixou a cadeia em 2004. No ano seguinte foi consagrado pastor. No dia 13 de setembro de 2011, ele teve seu supermercado incendiado por um grupo de cerca de 30 pessoas, após ser acusado de estuprar uma jovem de 14 anos.



























Pastor da Assemblía de Deus é condenado por abuso sexual de menina de 10 anos em
Portugal

Postado em 20/06/2013

adportugal

Um pastor, de 34 anos, foi condenado pela justiça portuguesa de ter abusado sexualmente de uma menor de 10 anos nesta semana. A menina vítima era sua enteada. Ele atua numa congregação da Assembleia de Deus em Sacavém, que pertence a Loures, localizada a poucos quilômetros a nordeste da capital de Portugal, Lisboa.

O religioso foi acusado pelo Ministério Público (MP) local por crimes distintos envolvendo menores que tinham 10 e 15 anos na época das infrações. No entanto, o coletivo de juízes da 4.ª vara criminal, responsável pelo julgamento, entendeu que o único caso efetivamente provado foi esse da enteada.
Como não tinha antecedentes criminais, o tribunal decidiu pela suspensão da pena de prisão. Essa foi fixada em dois anos.
Segundo informações da agência Lusa, o MP tinha pedido que ele também fosse penalizado com a expulsão do território nacional, já que o pastor se encontrava ilegalmente em Portugal. Esse requerimento também foi negado pelo coletivo.
Os crimes que foram analisados aconteceram entre 2008 e 2009 com a enteada do homem, de 10 anos, e a prima dela, de 15. O acusado viveu em Loures com a mãe da menina mais nova. Eles tiveram uma filha, mas a mulher se separou dele quando soube dos abusos. Alguns atos sexuais teriam acontecido também na capital Lisboa.
O caso foi julgado sigilosamente. Jornais locais afirmaram que inicialmente as autoridades disseram que o pastor pertencia a uma congregação da igreja Batista. No entanto, depois ficou esclarecido que ele atua é na Assembleia de Deus e continua em liberdade.

Pastor e ex-conselheiro tutelar acusado de estuprar enteada é preso em Lucas


Categoria: Polícia

24 junho 2013

Pastor é preso acusado de estuprar enteada; mãe diz para filha negar

JOÃO RIBEIRO, da Redação
Adolescente confirmou os abusos e teve que ser encaminhada para abrigo no município
O pastor da igreja Assembleia de Deus, de Lucas do Rio Verde (360 km de Cuiabá), acusado de estuprar sua enteada, de 13 anos. Segundo o delegado da Delegacia Municipal da cidade, Marcelo Martins, após uma denúncia anônima, a equipe de conselheiros tutelares foi até a residência da menina entrevista-la com o intuito de checar as informações. No depoimento, a criança confirmou que os abusos eram constantes há três anos. A Polícia não revelou o nome do pastor.
“Ela deu riqueza de detalhes dos fatos, por isso, vimos que o fato era real e pedimos a prisão preventiva do homem até que fossem concluídas as investigações”, disse.
Para a Polícia ter certeza do estupro, a criança teve que fazer um exame ginecológico que confirmou que ela já tinha sido deflorada. Mesmo diante dos fatos, o pastor negou os abusos.
Após a prisão do homem, a mãe da adolescente ligou no abrigo, onde a garota estava, tentando fazer com que sua filha negasse os abusos. Os conselheiros informaram ao delegado sobre a intimidação. O policial intimou a mulher a depor. Porém, ela não compareceu e deve ser conduzida nesta terça coercitivamente e pode ser presa.
“Mesmo com a intimação ela não veio, solicitamos novamente outra convocação. Caso ela não venha, vamos pedir a prisão dela também”, explicou Marcelo.
Se comprovado o abuso, o pastor será autuado pelo crime de estupro de vulnerável e poderá pegar de 8 a 15 anos de prisão em regime fechado.

Pastor e preso por estuprar menina de 2 anos em SAD


Estupro em Retiro Evangélico

Estuprador tem AIDS (lamento mas o vídeo foi removido, contudo, o caso é fiável)

Pastor da Igreja Baptista julgado por abuso sexual

Começa esta quarta-feira o julgamento de um pastor da Igreja Baptista, acusado de abusar da enteada e de uma prima da adolescente, ambas menores
Um pastor da igreja Baptista começa a ser julgado no Campus da Justiça de Lisboa esta quarta-feira por, alegadamente, ter abusado sexualmente de duas menores que, à data dos fatos, tinham 10 e 15 anos.
O arguido, brasileiro de 34 anos, é suspeito de ter cometido crimes de cariz sexual com as vítimas, uma sua enteada e uma prima desta, entre 2008 e 2009, refere a agência Lusa, que teve acesso ao despacho de acusação.
De acordo com o Ministério Público (MP), os alegados atos sexuais foram praticados em duas habitações (uma em Lisboa e outra em Loures) que o arguido começou por frequentar e mais tarde habitou, maritalmente, com a mãe da criança mais nova.
Num dos episódios descritos na acusação, o homem aproveitou o facto de a companheira e mãe da vítima ter ido trabalhar, para “levar a menor para a cama”.
O MP sublinha que o indivíduo ”ameaçou” por diversas vezes as vítimas, dizendo que caso contassem alguma coisa “seria pior”.
O casal teve uma filha em comum e, após ter conhecimento dos factos, a mulher separou-se do suspeito.
A primeira sessão do julgamento está agendada para as 9h30 na 4.ª Vara Criminal de Lisboa, no Campus da Justiça.
Caso seja condenado, o MP pede a pena acessória de expulsão do território nacional, uma vez que o arguido se encontra ilegal em Portugal. FONTE: 
http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/nacional/portugal/pastor-da-igreja-baptista-julgado-por-abuso-sexual

Pastor abusa de menina de 13 anos e justifica: “Fiz a mando de Deus”

O homem, de 43 anos, foi até a casa da garota, que frequentava o templo

O abusador foi preso e levado ao CDP de Aracruz
O pastor Rony Gonçalves, 43 anos, foi preso após abusar sexualmente de uma adolescente de 13 anos dentro da casa da vítima, em Barra do Riacho, Aracruz. A garota frequenta a Igreja Assembleia de Deus Ministério Fogo em Terra, fundada pelo acusado de cometer o crime.  Ao ser preso, Rony afirmou que  fez tudo a mando de Deus.
Segundo a delegada Amanda da Silva Barbosa, o pastor foi à casa da menina, às 7h40 de quarta-feira, e ligou para a mãe dela enquanto estava a caminho da residência. A mãe teria pedido para Rony não entrar no local, porque ela estava no trabalho, e que ele retornasse somente às 15h. Em depoimento o acusado disse à Policia Civil que não atendeu ao pedido da mãe, porque Deus havia dito a ele que deveria orar pela vítima e por sua irmã.

Homem chegou a tirar a roupa de menina

Na casa estavam a vítima, seus dois irmãos e uma prima, todos menores de idade. O pastor contou ainda à polícia que primeiro orou na sala pela irmã e depois chamou a vítima para ir ao quarto da mãe. O acusado pediu à menina que baixasse a blusa que estava amarrada ao pescoço e pôs um pano sobre ela. Ele começou a orar e colocou a mão por baixo do pano e acariciou o órgão genital da menor. Assustada, a menina começou a chorar, o homem desistiu de continuar o abuso e foi embora.

O abusador foi preso e levado ao CDP de Aracruz

Após o abuso sexual um conhecido da família foi até a residência e a menor contou o que havia acontecido. Ele foi ao local de trabalho da mãe da menina e comunicou o fato. O padrasto da vítima acionou a Polícia Militar e quando chegaram em casa o criminoso havia retornado ao local para justificar o fato.  O pastor foi autuado em flagrante pelo crime de estupro de vulnerável e levado para o Centro de Detenção Provisória de Aracruz.

Finalmente é preso o Pastor Marcos Pereira por estupro de 6 mulheres inclusive menores e inúmeráveis acusações sendo que entre estas, até mesmo acusações de  assassinato estão surgindo!


Clique aqui para maiores informações
Dia 22 de maio MARCOS PEREIRA foi formalmente indiciado por ameaçar testemunhas!

Pastor preso por abuso sexual no Rio tem coleção de carros avaliada em R$ 1 milhão na garagem

Ou na globo 

Pastor é preso acusado de estupro e cárcere privado, em Viamão

Homem de 34 anos mantinha três filhos e uma adolescentes de 16 anos presos dentro de uma casa

COMPARTILHE:  REPORTAGEM DE 13 DE ABRIL DE 2013. 
Da Redação FONTE  Diário de Canoas

Viamão  - A Brigada Militar de Viamão prendeu na tarde de terça-feira (12) [MARCIO PEREIRA SANTIAGO ], de 34 anos, acusado de estupro e cárcere privado. A denúncia foi feita pela ex-esposa do acusado, que é pastor e já tem passagem pela polícia. VEja vídeo
Segundo a BM, M.P.S. mantinha presos em casa os filhos de 7, 3 e 1 ano e 8 meses e mais uma jovem, de 16 anos, com a qual mantinha relações sexuais. Os quatro eram mantidos trancados dentro de uma casa na qual a porta estava acorrentada pelo lado de fora. À polícia, a adolescente disse que não denunciou o homem por vergonha do fato.
As crianças e a jovem foram encaminhas ao Hospital de Viamão, mas já foram liberados.

Ourinhos: ex-pastor de igreja evangélica é preso acusado de estupro

Da Redação JCNet

18/04/13

O sócio-proprietário de uma rádio evangélica e ex-pastor, L.B.L., 59 anos, foi preso acusado de estuprar pelo menos três crianças há cinco anos. L. foi detido na segunda-feira (15), em Ourinhos (130 quilômetros de Bauru), mas o acaso só foi divulgado nesta quarta-feira (17), durante entrevista coletiva concedida pela delegada da Delegacia de Defesa da Mulher (DDM).
Segundo informações do site Repórter na Rua, as vítimas, todas meninas, teriam sido estupradas quando tinham entre 7 e 9 anos de idade. Na época, o acusado já não pregava mais em igrejas.
Após uma denúncia anônima, há oito meses, a polícia deu início à investigação e chegou até o ex-pastor, que negou as acusações.
Ainda segundo o Repórter na Rua, L. chegou a procurar, anteriormente, os parentes das vítimas para pedir perdão pelos atos praticados.
A polícia teria confirmado, também, uma outra vítima do acusado, que hoje já é adulta. Ela teria comunicado o fato à família em 2011, devido à dificuldade e problemas de saúde que os abusos causaram nela. A jovem deverá ser ouvida nos próximos dias, já que não reside mais na cidade.
O ex-pastor teve a prisão temporária decretada e permanece à disposição da Justiça na Cadeia Pública de São Pedro do Turvo.

225928_279148495529342_884591035_n
Um pastor de uma Igreja Evangélica  do Povoado de Angico, Zona Rural de Cansanção, está foragido, após ser acusado de violentar e engravidar uma garota de 13 anos, moradora daquela comunidade.
Segundo testemunhas, o pastor que é conhecido na comunidade de Angico por Valdeci Lima, começou a manter relações sexuais com a menor de iniciais L.F. de S, há cerca de três anos, época em que a menina tinha apenas 10 anos de idade. Os abusos só foram descobertos após a família da garota perceber o estágio de gravidez avançado da menina que quando indagada pelos parentes resolveu abrir o jogo e denunciar os abusos que sofreu por três anos.
Os moradores do povoado e os familiares da jovem vítima do pedófilo estão em estado de choque. O líder religioso que está sendo procurado pela polícia fugiu sem deixar pistas.

Pastor Evangélico arrasta jovem para o quarto em Goiania

___________

Pastor dono de rádio evangélica em Ourinhos é preso acusado de estuprar crianças



Luiz Bosco de Lima, 59 anos, pastor e proprietário de uma rádio evangélica em Ourinhos foi preso pela DIG (Delegacia de Investigações Gerais) na cidade de São José dos Campos, acusado de estuprar três meninas quando tinham idade entre 5 e 9 anos.

O fato foi divulgado pela delegada da DDM (Delegacia de Defesa da Mulher), Dr. Ana Rute de Castro Bertilasso em entrevista coletiva concedida a imprensa no final da tarde de quarta-feira (17/4), mas a prisão aconteceu no dia 15 de abril.
De acordo com a delegada a cerca de sete meses o caso já vem sendo investigado, depois de vítimas que hoje são adolescentes denunciaram os abusos a policia.
Ainda segundo Dr. Ana Rute, o indiciado negou os crimes, mas as vítimas não deixam restar dúvidas de sua autoria nos atos de violência sexual que teriam acontecido entre 2007 e 2010.
O caso agora segue em segredo de Justiça e Luiz Bosco de Lima está preso temporariamente na Cadeia Pública de São Pedro do Turvo.

OURINHOSNOTÍCIAS É COMPLETO, POR ISSO É LÍDER EM AUDIÊNCIA!!!

Fonte: www.ourinhosnoticias.com.br

Irmãs que acusam pastor por abuso sexual são ameaçadas

Data: 03/03/2013

capa do post
A adolescente de 15 anos e sua irmã de 12 acusam o pastor evangélico José Elias da Cruz de abuso sexual
Janelas fechadas, cortinas cerradas, telefones desligados e um código para atender à porta constantemente trancada. A vida das duas irmãs, de 12 e 15 anos, que denunciaram o pastor José Elias da Cruz, de 53 anos, líder da Igreja Paz no Vale, do Jardim Redentor, por abuso sexual mudou desde que elas resolveram procurar a polícia. Hoje elas vivem com medo. As duas estão sendo ameaçadas. São mensagens pelo computador, em redes sociais e emails, e ligações nos celulares avisando que devem morrer, que destruíram a vida de um homem e que por isso devem pagar.
Um pastor de 53 anos está preso desde quinta-feira (28) por suspeita de abuso sexual a jovens frequentadoras de uma igreja evangélica do Jardim Redentor, emFranca (SP). A prisão preventiva de José Elias da Cruz foi decretada a pedido da Delegacia de Defesa da Mulher (DDM), após receber denúncias de que o líder religioso se aproveitava das jovens – dentre elas duas adolescentes de 12 e 15 anos – enquanto realizava ritos espirituais em suas casas. O inquérito policial sobre o caso deve ser concluído em dez dias antes de ser apresentado ao Ministério Público. O pastor, que vive em Franca, mas é de Itaú de Minas (MG), nega as acusações.
Segundo a delegada Graciela Ambrósio, Cruz foi denunciado pelo pai das duas adolescentes depois que uma delas supostamente estranhou o modo como ele agia durante um rito em que prometia libertação espiritual. Ele alegou que o pastor passava a mão nos seios e no órgão genital delas durante uma unção com óleo, segundo Graciela.
“A família tinha uma relação de confiança com o pastor. As meninas frequentavam a igreja de segunda a domingo e ficavam em casa sozinhas ou iam para o grupo de oração na casa do pastor. Ele falava que tinha o dom de tirar o espírito da sensualidade”, disse.
FONTE: http://www.portalternurafm.com.br/noticias/36020/pastor-e-preso-por-suspeita-de-abuso-sexual-de-jovens-em-ritual-espiritual
Na cidade mineira de Itaú, o pastor, mencionado no caso acima, ainda responderia pelos crimes de furto, estelionato, receptação e crimes eleitorais. “Já estamos solicitando à polícia mineira que nos passe as informações sobre estes casos para que possamos embasar nossa investigação sobre quem é este pastor.”
Segundo a delegada, o que se sabe até o momento é que José Elias da Cruz seria natural de Itaú de Minas, onde teria fundado a Igreja Paz no Vale. O pastor teria vindo para Franca sozinho há pouco mais de um ano, deixando em Minas a mulher e a filha de 17 anos.
____________________________________________________________________________________________________________________

Pastor evangélico é condenado por pedofilia

Sáb, 23 de Fevereiro de 2013 14:47



Esta semana a justiça de Parintins condenou o pastor evangélico Valdivino Oliveira (58) por crime de pedofilia. A sentença foi proferida pela juíza Melissa Sanches da 2º vara da comarca de Parintins.(foto: arquivo)

O pastor Vadivino Oliveira abusou sexualmente de duas crianças no mês de Outubro passado.
Na época, quando foi dada a voz de prisão ao pastor ele tentou suicídio furando o corpo com um espeto de churrasco. Levado ao hospital o pastor Valdivino foi operado e, por várias vezes, tentou abrir a cirurgia. Valdivino Oliveira que ao invés de anunciar o reino de Deus abusava sexualmente de crianças vai agora amargar 15 de cadeia. O pastor tarado já está no presídio público de Parintins.
_____________________________________________________________________________________________________________

Ex Pastor é Preso em flagrante acusado de pedofilia em Rio Branco

Homem oferecia ao menino de 13 anos dinheiro para cometer o ato. Policiais encontraram material pornográfico no apartamento do acusado.

Duaine Rodrigues Do G1 AC
Franckmar Almeida nega acusação (Foto: Duaine Rodrigues / G1)
Franckmar Almeida nega acusação
(Foto: Duaine Rodrigues / G1)

Franckmar Almeida de Souza, 42 anos, foi preso em flagrante na tarde desta quarta-feira (27) acusado de abusar sexualmente de um menino de 13 anos de idade. A prisão aconteceu no apartamento do próprio acusado, no Conjunto Manoel Julião, em Rio Branco, e foi efetuada por policiais militares do 4º Batalhão, que foram acionados por familiares da vítima quando passavam pelo local.
Segundo informações de familiares do garoto, que não quiseram se identificar, Frackmar seria frequentador da Igreja Renovada na capital. Ele estaria em Rio Branco há cinco anos, vindo de Manaus (AM), onde atuava na Igreja Filadélfia Renovada.
De acordo com o delegado plantonista da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (DEAM), Reginaldo Barreiro, para onde o acusado foi levado após o flagrante, foi um irmão da vítima que percebeu algo de estranho acontecendo quando transitava nas proximidades do apartamento do acusado.
“Ele viu a bicicleta do seu irmão parada na frente do apartamento e ligou para o Franckmar, que disse estar trabalhando. No entanto, percebeu que o homem estava com a voz ofegante e resolveu chamar sua irmã para bater na porta. Bateram e quando o acusado abriu a porta estava fechando a bermuda. Eles perceberam que o garoto correu e se escondeu, também ainda vestindo o short”, explicou.
Ao avistarem a cena, os irmãos da vítima resolveram acionar a Polícia Militar, que por coincidência estava passando naquele instante pela área. “Os policiais efetuaram o flagrante e ainda apreenderam alguns materiais pornográficos no apartamento do acusado”, revelou Barreiro.
_____________________________________________________________________________________________________________________________

Evangélico canta hino na delegacia depois de abusar de várias novinhas!



Um “cantor evangélico” foi preso na manhã desta sexta-feira, no bairro da Chacrinha, em Nova Iguaçu, acusado de abusar sexualmente da neta de 13 anos e das amigas dela, também menores de idade. Os abusos, segundo a polícia aconteceram entre 2008 e 2011, em Queimados, também na Baixada Fluminense.

…O homem, de 54 anos, identificado como Antônio Pereira(foto) …orientava a neta a ingerir a pílula do “Dia Seguinte” depois das relações sexuais.Na delegacia, o acusado, que afirma frequentar a igreja Assembléia de Deus em Queimados, cantou um hino evangélico antes de confessar o crime. O acusado vai responder por três crimes de estupro de vulnerável e caso seja condenado pode pegar de 12 a 27 anos por cada um. Veja o vídeo
______________________________________________________________________________________________________________________

Homem é preso suspeito de abuso sexual em Lagoa Santa, na Grande BH

Segundo polícia, ele atacou criança de 11 anos e duas irmãs de 16 e 18. Homem se apresentou na delegacia como pastor de igreja.


 Ele afirmou para a mulher que ela morreria de câncer se continuasse casada. Com medo da morte, ela acabou acatando a orientação de Ruben. Veja a reportagem do G1:

G1 MG

DENÚNCIA 

Irmãs acusam pastor evangélico de abuso sexual

Autor(a): Priscilla Sales Função: Repórter
Foto(s): Marcos Limonti/Comércio da Franca
Data: 26/02/2013


Pai das meninas diz que ‘perdeu o chão’ e ‘ficou louco’

Duas irmãs de 12 e 15 anos, moradoras do Jardim Higienópolis, acusam um pastor de abuso sexual. O caso foi denunciado na tarde desta segunda-feira na DDM (Delegacia de Defesa da Mulher) de Franca. Segundo as menores, o pastor se chamaria José Elias e seria o responsável pela Igreja Evangélica Paz no Vale, no Jardim Redentor. Os ataques teriam começado há nove meses. A primeira a sofrer os abusos seria a menina de 12 anos. “A primeira vez que ele fez isso, a gente estava na casa dele com um grupo de jovens. Ele começou as orações e me pediu para ir para o quarto. Lá, ele fez essas coisas comigo. Disse que estava me libertando e pediu para não falar para ninguém porque se não Deus iria se voltar contra mim”, conta a menor. (Ouça na íntegra este relato.Clique aqui). Os supostos abusos só foram descobertos porque na última sexta-feira o pastor teria resolvido atacar a irmã mais velha, de 15 anos. “Ele foi almoçar em casa. Depois, quando eu e a minha mulher estávamos saindo para o trabalho, perguntou se podia ficar mais um pouco para benzer a casa. Eu deixei. Não imaginei que ele fosse fazer o que fez”, disse o pai das meninas.
Segundo o relato da garota de 15 anos, assim que seus pais saíram, José Elias a teria levado até um quarto, onde teria praticado os abusos. “Ela conta que ele acariciou seus seios, passou a mão e introduziu o dedo em sua vagina e no seu ânus”, disse a delegada Graciela Ambrósio, responsável pelas investigações.

Com medo e vergonha, a irmã mais velha se recusou a voltar à igreja, o que despertou a desconfiança de seu pai. “Eu estranhei e comecei a perguntar. No começo ela disse que não era nada. Como insisti, hoje [ontem] na hora do almoço, ela chorou muito e me contou o que aconteceu”, disse o pai.

Ele resolveu também questionar sua filha mais nova, que, para seu desespero, disse que vinha sofrendo abusos há nove meses. “Perdi o chão. Fiquei louco. Minha vontade era matá-lo, mas pensei na minha família e vim denunciar.”

A delegada Graciela Ambrósio disse que os relatos das vítimas são muito contundentes. “Elas narram praticamente as mesmas coisas.”

Segundo a delegada, para convencer as vítimas a consentirem o abuso, José Elias dizia que as jovens precisavam ser purificadas. “Ele as convencia de que elas precisavam passar pelo processo de libertação do espírito da sensualidade e de demônios. Então, dizia estar com o Espírito Santo e ungia as partes íntimas delas. Aproveitava para passar a mão nos seios e introduzir seus dedos na vagina e no ânus”, disse Graciela. A delegada informou que as vítimas disseram que não houve relação sexual com penetração.

Segundo a delegada, os ataques aconteciam na residência das vítimas e na casa do pastor. “Ele era tido pela família como alguém de confiança, por isso os pais permitiam que as meninas fossem à casa dele e que ele as visitasse em casa.”

INVESTIGAÇÕES


A delegada acredita que o número de possíveis vítimas do pastor possa ser muito maior. “Pelo que já colhemos de depoimentos, pelo menos, mais duas meninas teriam sido abusadas. Inclusive, há testemunha que presenciou os fatos. Também já tivemos notícias de outras meninas com as quais ele agia da mesma forma. Estamos investigando e vamos ouvir todos os envolvidos.”

Ontem mesmo a delegada já tinha iniciado as investigações e ouvido uma testemunha. No final da tarde de ontem, ela apresentaria à Justiça o pedido de prisão preventiva do acusado. “Esse é um caso sério, preocupante. Temos que agir.”

Graciela informou ainda que o pastor deve responder por dois crimes: estupro (para as vítimas menores de 13 anos) e posse sexual mediante fraude (para as maiores de 13 anos).
O pastor, segundo as vítimas, teria cerca de 50 anos, seria casado e teria uma filha de 17 anos. Sua mulher e esta filha viveriam em Itaú de Minas (MG), onde existiria outra filial da igreja. José Elias se dividia entre a unidade de Franca e a mineira. Ele teria aberto a igreja no Redentor há cerca de um ano. O templo era frequentado por cerca de 100 fiéis, a grande maioria jovens. Ontem a reportagem esteve no local, que está fechado. Não há sequer uma indicação de que no prédio funcionaria uma igreja. Vizinhos disseram que os cultos ocorriam sempre depois das 19 horas e que a última movimentação foi no domingo.

A reportagem também tentou entrar em contato com José Elias por meio de um número celular informado por fiéis, mas ninguém atendeu ao telefone.

31 de janeiro de 2013

Um homem de 50 anos [Ruben Julio de Barros] que se dizia pastor de uma igreja foi preso nesta segunda-feira (28) por crimes sexuais na cidade de Lagoa Santa, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. De acordo com o delegado Almir Carvalho, a polícia foi acionada após o suspeito tentar abusar de duas irmãs, de 16 e 18 anos, e atacar uma criança de 11 anos.

Carvalho contou que o homem aliciava a família das jovens abusadas há cerca de quatro meses. “Inicialmente, ele começou a interferir na vida família e separou a esposa do marido. Com a família fragilizada, ele induziu a mulher a vender um lote e doar para igreja [na qual ele se intitula pastor]”, disse o delegado.

Os casos de abuso ocorreram nesta segunda-feira (28), segundo a polícia. Carvalho informou que a mulher havia viajado ao interior para tentar vender o lote e deixou as jovens, que são filhas dela, e a criança – parente – sob os cuidados do suspeito. As próprias vítimas chamaram a polícia.

Com a prisão do homem, a mãe foi acionada antes que vendesse a propriedade e retornou a Lagoa Santa para acompanhar a ocorrência. O delegado informou que a garota de 11 anos vai ser encaminhada para acompanhamento psicológico.

O suspeito foi levado para o presídio da cidade
_________________________________________________________________________________________________________

11/01/2013

Pastor tarado é preso por abuso sexual


Ele dizia que seu pênis era ‘abençoado’

Pastor evangélico foi preso no interior de Goiás por abusar de fiéis; ele dizia às vitimas que seu pênis era ‘abençoado’


O pastor Valdecir Picanto Sobrinho (foto), de 59 anos, foi preso no interior de Aporé, interior de Goiás, sob a acusação de que abusava sexualmente das mulheres da cidade utilizando o pretexto que teria o pênis abençoado.

“Ele nos convencia de que Deus só entraria em nossa vida pela boca e por isso nós deixávamos ele fazer o que fazia”,

relata a jovem M.R., de 23 anos, que prefere não se identificar. “Muitas vezes, após os cultos, o Pastor Valdecir nos levava para um terreno nos fundos da igreja e pedia para a gente fazer oral nele até o espírito santo aparecer por meio da ejaculação”, completa a jovem desolada.

Valdecir, que chegou a abusar também de algumas idosas, se defende falando que teve um encontro com Jesus num bordel e que Ele lhe deu a missão de “distribuir o leite sagrado” por todo o estado, começando pelos fiéis da Assembléia de Aporé, do qual é responsável.

“Vocês estão prendendo um servo do Senhor e ainda se arrependerão disso. Espero poder continuar com meu belíssimo trabalho dentro da prisão”,


Denise Pinheiro, delegada responsável pela região, diz que Valdecir foi pego em flagrante enquanto esfregava seu membro no rosto de uma comerciante local, em que prometia ter mais vendas em seu negócio caso deixasse ser derramada pelo líquido divino.

Denise ainda completa: “quando autuamos o senhor Valdecir, ele não ofereceu resistência e ainda perguntou se eu queria fazer parte do reino dos céus durante o trajeto para a delegacia. Ele não tem vergonha de tais atos e acha tudo a coisa mais normal do mundo”.

Valdecir pagou fiança e foi liberado após prestar 3h de depoimento.
Fonte: Folha de Goiás

20 MAI

Em Minas Gerais, pastor é preso após organizar suruba evangélica

20 de maio de 2011


Por Fabio Flores


No município mineiro de João Monlevade um pastor de 36 anos foi preso após denúncias de que o mesmo estaria promovendo encontros sexuais coletivos entre os fiéis da ‘Igreja do Reavivamento Divino’.


Segundo testemunhas ouvidas na 27ª Delegacia Regional João Monlevade o pastor Gibran Henrique induzia os fiéis a deturpações das leituras bíblicas para que os mesmos se despissem de suas roupas e de sua moral.


Giovana Duarte Sarmento, estudante de 27 anos disse em depoimento que o pastor selecionava as moças e rapazes de beleza mais evidente para os “encontros de aprofundamento”, nestes encontros ele afirmava que para entrar em conexão direta com Deus precisariam tirar as roupas e tomar o sangue de Cristo, que era representado por cálices de Cabernet Sauvignon.

Depois de dezenas de cálices de vinho o pastor Gibran promovia a chamada ‘comunhão com os irmãos’, que segundo depoimento de Letícia Duila Cabral, radalista de 26 anos, seria uma espécie de abraço coletivo onde todos deveriam sentir integralmente o corpo dos irmãos.

O depoimento mais chocante foi o da enfermeira Melissa Farias, que aos 32 anos viveu momentos de horror que jamais deseja lembrar. Segundo ela o pastor Gibran dizia que quem quer ser amado precisa amar, que era preciso amar ao próximo como a ti mesmo. . Só que o ‘amor’ neste caso seria um eufemismo de sexo. E ela confessou ter sido submetida a sessões de ‘sexo pervertido’ com dois irmãos simultaneamente.

O pastor Gibran se defende argumentando que o Brasil em sua Constituição Federal garante liberdade de culto as religiões, e que a ‘Igreja do Reavivamento Divino’ acredita na libertação da alma por meio de orgasmos. E que mesmo se for preso converterá na prisão muitas almas para o seu senhor.
A município de João Monlevade era uma espécie de Meca da ‘Igreja do Reavivamento Divino’. Com a prisão de seu maior líder a Igreja deve encerrar suas atividades em nosso país. O pastor Gibran pede orações e ajudas financeiras para custear as despesas decorrentes de sua defesa jurídica.
________________________________________________________________________________________________________________________

Escute esta mãe falando sobre um Pastor que “perseguia ” sua filha “onde quer que ela fosse”



Evangélico, pedófilo flagrado em Teixeira de Freitas prometeu celular a vítima de 10 anos
REDE BAHIA | G1

Segundo a polícia, guarda municipal começou a aliciar a menina em igreja frequentada por ambos. Cameras recém instaladas em escola denunciaram o abuso. Suspeito está preso.


Um guarda municipal foi preso acusado de abusar sexualmente de uma menina de 10 anos no município de de Teixeira de Freitas, que fica a 910 quilômetros de Salvador. Segundo a polícia, Jorge Souza da Silva, 53 anos, abusou da criança na escola em que trabalhava como vigia.

Ele conheceu a menina em um evento de uma igreja evangélica e prometeu um celular para atrair a menina para a escola fora do horário de aula. Jorge foi preso em casa por investigadores da Delegacia Especializada da Mulher (Deam) na tarde de ontem e em seguida encaminhado para a carceragem da 8ª Coordenadoria de Polícia do Interior (Coorpin).
Segundo o delegado Manoel Andreetta, da Deam, o caso aconteceu na noite do dia 28 de novembro na Escola Municipal Alcionor Barbosa. O guarda pediu para a menina de 10 anos encontrá-lo na escola, onde daria para ela um celular. A criança chegou por volta das 19h30. “Ele faz registro de casamento, é bem religioso, tem tem acesso às crianças, tem a confiança da comunidade”, explica o delegado.
De acordo com o delegado, as imagens do circuito de segurança registraram tudo e mostram o guarda abusando da criança em vários pontos da escola “Ele começa a acariciar ela. Ele tratava a menina como se fosse namorada, beijando lascivamente na boca, nas partes íntimas, fazendo carícia”, diz o delegado. “Ele não sabia que as câmeras estavam funcionando, foram instaladas no dia anterior”, acrescenta Andreetta.
No dia seguinte, o guarda ficou nervoso quando soube que as câmeras haviam sido instaladas na escola e buscou saber se já estava funcionando no dia do abuso. Um funcionário estranhou o interesse e acionou a diretora da escola, que assitiu às imagens e percebeu o abuso, chamando a Guarda Municipal. Só então o caso foi levado à Deam.
Jorge negou que tenha abusado de outras crianças, mas a polícia investiga um segundo caso a partir do depoimento da menina, que indicou que uma colega pode ter passado pela mesma situação. Mesmo com o laudo tendo indicado que não houve penetração, o guarda autuado em flagrante por estupro de vulnerável, como determina o artigo 217-A do Código Penal. Na casa do guarda, a polícia apreendeu um computador e CDs e fitas com filmagens. “Apreendemos para a perícia verificar se tem material de pedofilia”, diz o delegado. O material apreendido será periciado em Salvador.
_____________________________________________________________________________________________________________________________

Pastor evangélico de São Carlos comete pedofilia e “sequestro”

Na última sexta-feira (21), uma família da Vila São José, em São Carlos, começou uma busca que parecia que não teria fim, mas teve. Naquele dia, uma das filhas da família, de 15 anos, havia sumido de casa, deixando para trás um bilhete. Três dias depois, nesta segunda-feira (24) à noite, ela foi encontrada, amarrada, em um canavial – clique na imagem abaixo e veja fotos.

Nas cerca de 70 horas que separaram o sumiço do reencontro, a adolescente rodou por São Carlos, foi e voltou de Catanduva. Tudo isso acompanhada de um pastor da Igreja Evangélica Assembleia de Deus Ministério Gerizim que costumava frequentar sua casa.

“Minha mãe conheceu ele em uma igreja há uns cinco meses e ele começou a ir em casa, fazer oração. Acho que fui me apegando pelas coisas que ele falava”, diz ao portal k3 enquanto espera ser ouvida pelo delegado no Plantão Policial.  “Ele falava coisas da Bíblia. Desse ponto eu não posso reclamar, porque me ensinou bastante. Falava que eu era a escolhida dele, eu acreditei. Foi aí que eu comecei a gostar dele”.

pastor-pedofilo-saocarlos

Pastor evangélico é preso suspeito de abusar da filha e da enteada

(05 de Jan. de 2013)

Uma das vítimas disse que era abusada pelo pai há 4 anos


Pastor está na Cadeia Pública de Cáceres

DA REDAÇÃO - COM INFORMAÇÕES DO DIÁRIO DE CUIABÁ


O pastor evangélico Antônio Benevides da Silva, de 45 anos, foi preso ontem, em Cáceres (a 222 km de Cuiabá), acusado de abusar sexualmente de uma filha e uma enteada, ambas de 12 anos de idade. Ele foi levado para a Cadeia Público do município.

Silva pregava na Igreja Pentecostal SOS-Socorro de Jesus, perto da Prefeitura de Cáceres. Ele foi denunciado por Elaine Félix da Silva, de 24 anos, filha do primeiro casamento do pastor, e irmã da menina de 12 anos que teria sido abusada. A garota, que vive com o pai e a madrasta, contou a Elaine que Silva a obrigava a tocar as partes íntimas dele e que era abusada há quatro anos. Ela disse ainda que o pai a ameaçava de morte e que, quando ela sangrava após os abusos, o pastor a fazia tomar banho. A vítima disse ainda que viu ele mantendo relações sexuais até com um cachorro. A enteada de Silva também confirmou a Elaine que foi abusada por ele. A irmã mais velha, então, procurou a polícia e denunciou o caso.  Elaine disse aos policiais que nunca foi abusada pelo pastor, mas que se lembrava que, quando criança, ele teria cometido o crime com uma colega dela e que também tentou fazer o mesmo com uma prima.
Preso pastor que abusava da filha e da enteada
A atual mulher do pastor afirma que o marido é inocente. 

 A delegada Elizabeth Garcia dos Reis, responsável pelo caso, determinou que a irmã de Elaine fique com ela. Ela também mandou que as duas enteadas que vivem com o pastor sejam entregue ao pai biológico. A prisão do pastor foi decretada pela juíza Graciane Pauline Mazeto Correa da Costa, da 2ª Vara Criminal da Comarca de Cáceres.
------------------------------------------------------------------

Pastor da Assembléia de Deus e a mulher vão responder por abuso sexual contra crianças

03/01/2013 – 08h17

SÃO LOURENÇO DA MATA (Recife)

A Gerência de Polícia da Criança e do Adolescente (GPCA) do Recife concluiu o inquérito que investiga estupros cometidos contra cinco crianças de São Lourenço da Mata, na Região Metropolitana do Recife.

VEJA O PASTOR ADMITINDO SEXO COM MENORES!
sao_lourenco_interna
Segundo as investigações, o pastor estaria atraindo, há mais de um ano, adolescentes para dentro de sua residência. Lá, eles eram amarrados, abusados sexualmente e ameaçados de morte caso contassem o ocorrido aos pais. “Estamos aguardando os resultados dos exames sexológicos para comprovar os estupros”, disse o delegado.O casal aproveitava os ensaios dos corais e retiros religiosos ou ainda levavam as vítimas para a residência deles com promessas de presentes. Enquanto o pastor praticava o ato, a mulher assistia. O mesmo acontecia quando ela abusava dos adolescentes. O nome dos envolvidos está sendo preservado pela polícia, que deve concluir o inquérito na próxima semana.

---------------------------------------

veja mais 3 casos de pastores safados neste link

---------------------------------

Pastor é acusado de abusar de meninas no Sul
Publicado no Jornal O Globo em 14/02/2003 PORTO ALEGRE e BELÉM. O pastor Rui Lúcio Angelo, da Igreja Evangelho do Reino de Deus, está sendo acusado pela polícia gaúcha de ter abusado sexualmente de 16 meninas, com idades entre 6 e 9 anos. O religioso, de 52 anos, foi preso anteontem no Aeroporto Salgado Filho, quando regressava de Belo Horizonte. Ele faz parte da igreja há 23 anos e é um de seus fundadores.
O chefe do Departamento de Polícia Metropolitana, Paulo César Jardim, disse que o pastor atraía as crianças oferecendo balas e bombons:
- Ele prometia às crianças um jogo de vídeo game se elas o deixassem tocá-las.
A polícia do Pará prendeu Paulo Roberto Ferreira Santana e a mulher dele, Helena Souza do Vale, acusados de aliciar crianças e adolescentes para serem fotografados em poses sensuais. Os policiais apreenderam mais de duas mil fotos. No quarto do casal, a polícia encontrou quatro meninas entre 10 e 13 anos.

-------------------------

Pastor acusado de abuso sexual está foragido

As denúncias foram efetuadas nesta quarta (26)

28-12-2012  JORNAL FOLHA DO ESTADO [Salvador, BA)  (FONTE: clique aqui)

Crédito Reprodução

 Pastor acusado de abuso sexual está foragido
O pastor Raimundo Oliveira, da Igreja Congregação Batista, localizada no povoado de Pedra Vermelha, no município de Monte Santo,acusado de abusar sexualmente de dezenas de
pessoas ligadas à congregação está foragido.
De acordo com o site Euclides da Cunha, os casos envolvem desde filhas, mães e crianças menores.
Além de uma mulher estuprada, que ficou grávida e foi obrigada pelo pastor a ingerir remédio abortivo.
Ainda segundo a fonte, as vítimas, que prestaram as queixas nesta quarta-feira (26), na delegacia local, alegam que sofriam ameaças, por isso os crimes não foram denunciados antes.
Segundo algumas fontes "Raimundo Oliveira, que usava a posição de líder religioso para praticar os crimes, é acusado de violentar a própria mãe e a filha, que frequentavam o templo, além de várias crianças" .



Se você tiver alguma informação do paradeiro do pastor estuprador ou outra informação, faça sua denúncia ao Ministério Público, que seu nome será guardado em sigilo: euclidesdacunha@mp.ba.gov.br

-------------------------------------

Pastor Evangélico usa a Bíblia para justificar orgia na hora do culto!

"Sou igual Salomão!" Este vídeo contém imagens fortes NÃO SÃO APROPRIADAS PARA MENORES!

Imagens fortes 




Pastor Evangélico beijava criança na boca e "metia lo dedo"


Vamos começar por citar um caso envolvendo um representante de milhares de evangélicos (imagine a responsabilidade!)


Funcionária pública acusa deputado evangélico de abuso sexual






Gildevan Fernandes é acusado de abuso sexual e não é a primeira vez!




Vídeo tirado fora do ar

Vítima de tentativa de estupro praticado por parlamentar capixaba envolvido com a máfia dos sanguessugas depõe em CPMI.


A funcionária pública da prefeitura de Pinheiros, Débora Cardoso Silva, acusa o deputado estadual Gildevan Fernandes (PV) de abuso sexual. Segundo a vítima, o crime teria acontecido em julho do ano passado, no trajeto entre os municípios de Boa Esperança e Pinheiros. Nesta época, Débora era assessora do juiz Ronaldo Domingues e seguia de carona com Gildevan, para uma reunião com o magistrado e o deputado.
“O doutor Ronaldo fora transferido para Boa Esperança e queria retornar para Pinheiros, como o deputado Gildevan freqüentava a Igreja Presbiteriana de Pinheiros, da qual meu pai é o pastor há mais de 30 anos, havia proximidade suficiente para pedir ao deputado que intercedesse para que o juiz retornasse ao município. Desta maneira, eu poderia continuar trabalhando com o doutor Ronaldo em Pinheiros. Do contrário, perderia o emprego, pois não queria morar em Boa Esperança”, explica.
No depoimento que deu à Promotoria de Justiça de Pinheiros, Débora conta os detalhes do ato de assédio praticado pelo deputado. Na ida para Boa Esperança, segundo a vítima, a viagem transcorreu normalmente. No retorno, entretanto, o deputado passou a fazer perguntas maliciosas a Débora. Ela havia passado por uma cirurgia de lipoaspiração há 15 dias e, por recomendação médica, usava uma cinta abdominal, acessório que, segundo a vítima, pode ter ajudado a evitar a consumação do estupro.
“O deputado me perguntou sobre a cirurgia. Respondi que o médico já havia me liberado para o trabalho. Gildevan disse que não era para o trabalho. Ele queria saber quando eu poderia fazer sexo”. Em seguida, de acordo com o depoimento de Débora, o deputado passou a se declarar, eroticamente, para vítima. Já nas proximidades de Pinheiros, Gildevan teria parado o carro e pediu à vítima que fizesse uma massagem no seu pênis. O deputado teria pegado na mão de Débora bruscamente e a colocando no seu órgão genital.
“Na hora fiquei sem ação. Não queria acreditar que aquilo era real. O deputado conhecia meus pais, toda a minha família. A esposa dele frequentava a igreja, inclusive sempre foi muito atuante. Não poderia esperar que ele fosse capaz de tal ato. Disse-lhe que meu pai era seu líder espiritual e que ele estava completamente equivocado a meu respeito”.
Em seguida, Débora tentou sair do veículo, mas não conseguiu porque as portas estavam travadas. O deputado partiu com o carro, passou por Pinheiros e rumou sentido São Mateus. De acordo com a vítima, na altura do km 10 da estrada que liga Pinheiros a Sayonara, o deputado tentou uma nova investida. “Ele dizia que não iria perder a oportunidade de ficar comigo. Ele chegou a me fazer proposta de emprego. Prometeu me colocar na Assembleia. Disse-me que eu ganharia R$ 4 mil e poderia morar com a filha dele em Vitória”.
Nesse instante, o deputado teria colocado as mãos entre as coxas da vítima e dito palavras obscenas; que queria “ver se ela era quente”; que queria “fazer carinho nos seios da vítima”. Em seguida, o deputado teria posto o órgão genital para fora da calça obrigando novamente a vítima a acariciá-lo. Débora acredita que o ato sexual só não foi consumado porque ela estava usando duas cintas cirúrgicas que teriam dificultado a ação do agressor.
Débora relata que o deputado Gildevan a obrigou a manter tudo que acontecera naquela tarde em sigilo. “Ele me disse isso em tom ameaçador. Recordou que outras moças que tentaram acusá-lo saíram perdendo. ‘Quem fica com a reputação são elas’”, disse-me Gildevan. O deputado teria avisado ainda que, caso as informações vazassem, que ele inverteria os fatos e ainda sairia como vítima na história. O parlamentar teria também ameaçado ela e toda a sua família.
Débora, que é funcionária pública concursada da prefeitura de Pinheiros, afirma que outras mulheres no município também foram assediadas pelo deputado, mas que não tinham coragem de denunciá-lo. Débora informou que, após denunciar o deputado, outras duas mulheres que sofreram violência sexual de Gildevan levaram o caso ao Ministério Público Estadual. Inclusive uma das vítimas, que é parente do deputado, está sob proteção policial.
Débora disse que o procurador do caso, Josemar Moreira, também lhe ofereceu proteção policial. “Eu não aceitei porque acho que andar com proteção chama ainda mais atenção. Prefiro dar publicidade aos fatos na imprensa. É uma maneira de tornar os acontecimentos públicos. Só assim as pessoas vão saber quem é o deputado Gildevan Fernandes”, afirmou.

18/12/2012

Polícia

Pastor é preso por suspeita de abuso sexual contra sobrinha, em São José

Por Redação Band SC

O homem confessou o crime e disse ter sido seduzido pela vítima de 13 anos


A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Proteção à Criança, ao Adolescente, a Mulher e ao Idoso (DPCAMI) de São José, prendeu na manhã de hoje (18), um homem suspeito de ter abusado da sobrinha. A prisão temporária ocorreu no bairro Santa Tereza, em São Pedro de Alcântara.

As investigações haviam iniciado há 15 dias, quando a vítima, de 13 anos, relatou que havia tido relações sexuais com o suspeito, que atua como pastor em uma igreja. Durante as diligências, foi possível localizar o motel em que o suspeito levou a vítima.

O suspeito foi preso em sua residência e, durante interrogatório, confessou o crime, mas alegou ter sido seduzido pela vítima.
Prisão de diretor de escola por abuso sexual abala Cardoso

Tatiane Domingos

Jociano Garofolo/A Cidade
Delegacia estava fechada no flagrante; acusado foi preso no dia seguinte
A prisão em flagrante do diretor do Centro de Estudos Especializados de Cardoso, a antiga Apae, Enoque Pereira Amorim, acusado de abuso sexual de vulnerável, teve efeito de uma bomba no município de 11,8 mil habitantes. Amorim, de 76 anos, teria sido visto por monitoras da escola acariciando os seios de uma aluna de 31 anos.

A suspeita surgiu há dois meses, data em que uma das estudantes da unidade - que presta o mesmo tipo de atendimento que a Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais -, relatou ter partes do corpo acariciadas por ele. De acordo com a mãe da aluna, que tem 32 anos e é deficiente física e intelectual, ela começou a ficar estranha e agressiva. “Começou a reclamar quando tinha que ir pra escola.”

O flagrante que levou à prisão do diretor foi no final da tarde de quarta-feira, quando a delegacia já estava fechada. Não houve como as funcionárias que presenciaram o ato, envolvendo a jovem de 32 anos, formalizarem a denúncia. Amorim acabou detido pela polícia na quinta-feira pela manhã, dentro da instituição.

A mãe da aluna molestada afirmou que a filha está triste, mas que continua na escola. “Ela chora muito, tem medo de todo mundo.” O acusado é, além de diretor da escola, fundador da instituição, que por 10 anos funcionou como Apae e há dois anos, já administrado pela Prefeitura, atende como Centro de Estudos Especializados. Amorim também é presbítero regente da Igreja Presbiteriana Independente de Cardoso e cumpriu dois anos de mandato como conselheiro tutelar.

A família do acusado, que está preso na cadeia de Votuporanga, diz que não acredita na acusação. E não forneceu o nome do advogado de defesa. O pastor responsável pela igreja da qual ele faz parte, Edson Avelino da Silva, afirma que a igreja só vai decidir se ele será afastado da função após o término das investigações. “É um homem bom e acredito na sua inocência.”

O Diário procurou a Secretaria de Educação do município, mas ninguém se manifestou sobre o caso. Já os moradores dizem estar assustados. Eles afirmam que a família dele é tradicional na cidade e sempre foi respeitada. “Ainda não consigo acreditar nesse absurdo.” afirma uma comerciante, que preferiu não se identificar.
O delegado responsável pelo caso, Gilberto Jesus Marcelino de Freitas, não foi encontrado para falar sobre o assunto. O delegado substituto da Delegacia Seccional de Votuporanga, Osni Marchi, afirmou que o caso está sendo investigado estupro de vulnerável e que o acusado vai aguardar o julgamento preso. A pena para este crime pode chegar a 20 anos de prisão.

População sai as ruas de Ariquemes para pedir justiça, após Pastor acusado de pedofilia ser solto

Postado em 26/11/2012 Fonte: Alerta Noticias

Na tarde desta segunda-feira (26) houve uma manifestação das mãe de vítimas doPastor Sergio Galvão, acusado de abusar sexualmente de 6 crianças entre 7 e 11 anos de idade, incluindo uma com Síndrome de Down.

O pastor foi preso dia 31 de outubro e solto dia 14 de novembro. O promotor de Justiça Elias Chaquian, da 2ª Promotoria de Justiça de Ariquemes, afirma que o pastor está respondendo por estupro de vulnerável, conforme o artigo 217-A, e a pena pode ser de oito a 15 anos de reclusão.

O pastor está respondendo pelo crime cinco vezes em Ariquemes e uma vez em Porto Velho.

“O pedido de liberdade foi deferido, porque a Justiça viu a boa fé do pastor Sérgio, que em momento nenhum tentou fugir. Ele foi preso em casa, em Candeias. Ele tem uma enteada, hoje com 15 anos; então se ele fosse uma pessoa dessa índole, ele não teria primeiro molestado esta criança”, argumenta a Advogada do Pastor.

Mães denunciam Pastor da Igreja Batista por pedofilia

31 DE AGOSTO DE 2012


Pastor do Maranhão abusou de menor de 13 anos alegando que "testava se ela estava com a Pomba Gira" 

A Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa recebeu uma comitiva de familiares de crianças que teriam sido vítimas de pedofilia.

O deputado Bira do Pindaré (PT), presidente da Comissão, atendeu uma solicitação das famílias das meninas abusadas. Na semana passada as mães das crianças foram ao gabinete do deputado e solicitaram ser ouvidas na reunião ordinária da Comissão de Direitos Humanos.

Na Sala de Comissões da Casa Legislativa, quatro mães denunciaram o Pastor Raimundo Teodoro Pereira Filho, da Igreja Batista da Restauração do Planalto Pingão. Todas as menores eram meninas e tinham entre 9 e 13 anos. As mães, que não quiseram se identificar, apresentaram relatos da convivência das crianças com o pastor e das moléstias.
“Uma pessoa nos trouxe a informação que o Pastor era pedófilo, a partir de então começamos a observá-lo melhor. Dentro da minha casa, minha filha foi violentada. Hoje ela tem 16 anos, na época tinha 13, quando perguntei a Lea o que teria acontecido, ela revelou que o Pastor a levou para o quarto e tocou no seio dela. Quando a menina se levantou e saiu de perto dele, após uns minutos ela voltou e ele disse que tinha testado a garota, para saber se ela tinha a Pomba Gira”, denunciou uma das mães.

Muito emocionada com o depoimento, a mãe revelou que a Igreja tinha um sítio no Parque Jair, onde eram para ser realizadas atividades de oração e recreativas dos fiéis. “Ele levava as meninas para esta chácara e depois abusava das crianças. Quantas crianças não foram assediadas no local? Era rotina para nós, ele sempre pegava as garotas em casa. Não queremos vingança, queremos apenas justiça”, afirmou a mãe.

Os familiares das menores denunciaram o caso a Delegacia de Proteção a Criança e Adolescentes (DPCA), as investigações começaram e o Ministério Público já está ciente. De acordo com as mães, as 5 crianças passaram pelos exames periciais cabíveis e ficou confirmado o abuso sexual.

O processo foi aberto na DPCA, no dia 04 de junho, e após o encerramento do inquérito a Delegacia encaminhou o processo ao Ministério Público. A reclamação das famílias é pela morosidade na condução do caso.

“O pastor está solto por aí, impune. Outras crianças podem estar sendo vítimas das atrocidades dele. Outras famílias podem passar pelo que estou passando agora. A justiça precisa ser mais ágil esta figura não pode ficar circulando, a DPCA confirmou que ouve abuso, não sei o que falta para ele ser preso?”, questionou uma mãe.

Após a abertura de inquérito na DPCA o Pastor foi expulso da Igreja em uma Assembleia composta pelos fiéis. Segundo as famílias das vítimas, a esposa do Pastor, a também Pastora Vildevania Pereira sabia dos casos e acobertava os abusos do marido.

Pastor da Assembleia de Deus é acusado de pedofilia

1 de setembro de 2012

pedofilia_560.25.8.12
A denúncia foi feita pelo pai de uma adolescente que está grávida. O suspeito, de 61 anos, confessou que mantinha relações sexuais com a garota. ( este caso no estado da BAHIA)

Um pastor que trabalhava em uma igreja da Assembleia de Deus, próxima ao terminal Rodoviário, foi encaminhado para a Delegacia, na noite do dia (24), acusado de pedofilia. Cesar Antônio Caetano, de 61 anos, confessou que mantinha relações sexuais com a adolescente E.K.M.T, de 16 anos e pode responder por estupro. A garota está gravida e o pastor é apontado como o pai da criança.
De acordo com o tenente Rodrigues, o pastor confessou o fato. “Ele confirmou que mantinha relações sexuais com essa adolescente desde que ela tinha 14 anos de idade. Agora ele vai prestar esclarecimentos para o delegado de polícia”, diz. A denúncia foi feita pelo pai da adolescente, Carlos Roberto Teixeira. “Devido ele fazer esse mal para a minha menina eu corri atrás, chamei a polícia e ele confessou. Ele tem 61 anos, minha menina 16. Por isso chamei a polícia porque fiquei com medo de ele fazer alguma coisa com ela”, diz…
A Polícia Civil vai abrir inquérito para apurar o caso. “Vamos averiguar como aconteceu o fato. Aparentemente é um crime de estupro e ele deve responder em liberdade”, diz o delegado de plantão Luiz Antônio da Costa. Caso a Polícia Civil entenda que há a necessidade o pastor pode ser presopreventivamente. O acusado é casado e tem três filhas.

EXCLUSIVO! Após denúncias de estupro a duas menores pastor Robério Lopes é preso (Out. 2012)



Pastor que fazia ‘cura gay’ é preso por abuso sexual de dois homens

Reverendo Ryan J. Muehlhauser pode pegar até dez anos de prisão por cada crime

Publicado:12/11/12






































O pastor Evangélico Ryan Muehlhauser
   MINESSOTA, EUA — Um pastor Evangélico de Minessota foi preso na última quinta-feira acusado de abusar sexualmente de dois homens durante sessões de “aconselhamento para se libertar de tendências homossexuais” em uma organização cristã anti-gay. De acordo com o jornal local “Kare 11”, o reverendo Ryan J. Muehlhauser - casado e pai de dois filhos - responde a oito acusações criminais por abuso sexual de rapazes que passavam pela “terapia” indicada pelo pastor. Ele pode pegar até dez anos de prisão por cada um dos crimes.

Os abusos teriam ocorrido em datas diferentes: de outubro de 2010 a outubro de 2012, e entre março e novembro deste ano. Uma das vítimas disse a polícia que continuou as sessões mesmo depois do abuso porque acreditava se tratar de um aconselhamento espiritual. Além de ser consultor na organização cristã anti-gay Outpost, Muehlhauser atuou como pastor na Igreja Cristã Lakeside, em Minnesota, por 22 anos.

Em seu site, a organização negou que o pastor fizesse parte da equipe de “cura”. Após o incidente, a Outpost passou a se definir como uma organização que “ajuda as pessoas feridas emocionalmente e sexualmente a encontrarem a cura e restauração por meio da relação com Jesus Cristo.”

“A Outpost está profundamente triste com as alegações sobre Ryan Muehlhauser. Somos fundamentalmente contra o abuso sexual e existimos, em parte, para ministrar aos que sofreram essa violência. Ryan não é e nunca foi um membro de nossa equipe, e nem era um pastor que recomendávamos. Os dois jovens que sofreram esta atrocidade continuam conosco e queremos ajudá-los da maneira que formos capazes. Nossa tristeza e as nossas orações vão para todos os que foram sexualmente violados.” 

FONTE:

terça-feira, 16 de outubro de 2012

Polícia Civil prende pastor acusado de estupro em Rondônia


Alessandro é acusado de ter estuprado uma adolescente de 13 anos em uma cascalheira e possui uma extensa ficha criminal.

Policiais civis da Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente – DEPCA - investigaram por mais de um ano as suspeitas contra o pastor Alessandro M.N.F., 36 anos, acusado de estupro.

Alessandro teve a prisão preventiva requerida pela delegada  Noelle Caroline, titular da DEPCA, que foi decretada pelo Juiz Dalmo Antônio, do 2º Juizado da Infância e Juventude da comarca de Porto Velho.

Alessandro é acusado de ter estuprado uma adolescente de 13 anos em uma cascalheira e possui uma extensa ficha criminal. Atualmente trabalhava em uma oficina de motos e se dedicava à Igreja Pentecostal, onde era chamado de pastor pelos irmãos.

O suspeito foi preso na tarde do dia 12 de outubro de 2012 e apresentado à autoridade policial. Em seguida foi encaminhado ao presídio local onde permanecerá à disposição da Justiça.

Qualquer informação pode ser passada pelo número 197 (Disque-Denúncia da Polícia Civil).
Fonte: ASCOM/PCRO/DEPCA

----------------------

Pastor Preso por violentar menina de 13 anos



QUINTA-FEIRA, 13 DE SETEMBRO DE 2012

Pastor pedófilo que jurava ejacular ‘esperma de Deus’ em obreiras é preso

Uma das vítimas do pastor contou que foi obrigada a assistir a um vídeo em que um menino de 11 anos aparece sendo estuprado pelo pastor com o uso de um cabo de vassoura
Pastor Cleyson é preso. Foto: divulgação






A polícia de Manaus (AM) prendeu o pastor Cleyson Alves de Souza (foto), 37, sob a acusação de estuprar duas obreiras, uma de 15 e outra de 17 anos. Segundo as vítimas, ele dizia que ejaculava “esperma de Deus” e que tinha de ser engolido para “purificar a alma”.

A Depca (Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente) pediu à Justiça na semana passada prisão preventiva do pastor, após ter recebido a denúncia das adolescentes.

O pastor foi preso quando pregava na Igreja Pentecostal Deus Altíssimo, na região centro-oeste da cidade. A polícia soube que ele estava ali por intermédio de uma denúncia anônima.

Uma das vítimas contou que Souza dizia que, por ser pastor, podia ter o corpo da fiel que quisesse. Ela contou que foi obrigada a assistir a um vídeo onde um menino de 11 anos aparece sendo estuprado pelo pastor com o uso de um cabo de vassoura.
Dica do Israel de Carvalho

SEXTA-FEIRA, 19 DE AGOSTO DE 2011





GENTE, já estou entediado de copiar tanta porcaria muitas vezes praticadas com a desculpa da LIVRE INTERPRETAÇÃO DA BÍBLIA - Para aqueles que se acharem com ânimo remeto-os para o fonte donde reproduzi o presente artigo: O site é protestante, tendo antes a OBSERVAR - A TRADUÇÃO NOVO MUNDO é a pior Bíblia que é lida nos meios evangélicos:





Postar um comentário

Compartilhar

 
  •  
    Ocorreu um erro neste gadget

    ROLE O BANNER E CLIQUE NO ASSUNTO DESEJADO

    >
    > >